Amor com Amor se Paga era remake; compare o elenco das duas versões - TV História

Amor com Amor se Paga era remake; compare o elenco das duas versões

Whatsapp

Um grande sucesso dos anos 1980 está de volta na tela do Viva: Amor Com Amor se Paga traz de volta personagens marcantes como Nonô Corrêa, Frosina, Mariana, Tomaz, entre outros. Novela de Ivani Ribeiro, é um remake de Camomila e Bem-me-Quer, exibida pela TV Tupi entre 1972 e 1973.

Listamos abaixo os atores e atrizes que trabalharam nas duas versões:

Confira:

Na primeira versão da trama, Gianfrancesco Guarnieri viveu Olegário, um homem avarento e que faz de tudo para economizar. Ele esconde em seu quarto um grande tesouro em moedas, joias e ouros. Na segunda versão, Ary Fontoura deu vida a Nonô Corrêa, personagem com as mesmas características de Olegário e que fez muito sucesso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Frosina é a criada de Nonô, com quem trabalha há mais de 20 anos. Não recebe salário há meses e vive se desentendendo com o patrão, mas, apesar disso, não abandona a casa por ter prometido à falecida mulher de Nonô que cuidaria de seus filhos. Na Tupi, a personagem foi interpretada por Riva Nimitz, e na Globo pela grande comediante Berta Loran.

Marcelo Picchi fazia sua estreia como ator na Tupi vivendo Tomaz, filho de Nonô Corrêa, um rapaz alegre, otimista e brincalhão, mas meio inconsequente. Mete-se em confusões na cidade devido ao seu jeito gozador. Edson Celulari ficou com o personagem. Na época, ele já despontava como um dos galãs da Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Elisa é filha de Nonô e irmã de Tomaz, a quem tenta proteger das implicâncias do pai. Moça tímida, insegura e sem personalidade. Morre de medo de Nonô e faz tudo para não contrariá-lo. Maria Isabel de Lizandra, atriz de grandes sucessos na Tupi, viveu Elisa na versão de 1972. Já em 1984 a personagem ficou com Bia Nunes, que fazia a sua primeira novela na Globo.

Geraldo Del Rey, que vinha de grandes sucessos no cinema e na televisão, deu vida a Gustavo, jovem economista que trabalha para Nonô e aproxima-se da filha do avarento apenas por interesse na fortuna do pai dela. Caíque Ferreira, ator que começava a despontar na televisão, foi o intérprete de Gustavo no remake.

Tatá, personagem vivido por Haroldo Botta em 1972, garoto abandonado, acaba indo morar na casa de Nonô Corrêa, e com toda sua alegria e diversão, acaba amolecendo o coração do velho sovina. Na versão de 1984, Tatá virou Zezinho e foi interpretado por Oberdan Júnior.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anselmo é o melhor amigo de Nonô Corrêa, sendo a única pessoa que conhece todo o seu tesouro. Um homem rico e solitário, é apaixonado por Elisa. Na Tupi, Silvio Rocha interpretou o personagem. Na Globo, Carlos Kroeber, ator de inúmeros sucessos na TV e no cinema, deu vida ao personagem.

Em 1972, Nicette Bruno já era uma grande atriz e interpretou Margarida, sobrinha de Nonô Corrêa. Viúva, é muito ligada à sua filha única. Em 1984 a personagem mudou de nome para Maria das Graças e foi interpretada por Yoná Magalhães.

Na versão da Tupi, Verinha, que foi vivida por Liza Vieira, é uma garota que se dá muito bem com sua mãe, mas acaba sofrendo com os desentendimentos entre ela e o futuro sogro. No remake da Globo, Mayara Magri interpretou a personagem que mudou de nome para Rosemeire.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bruno Queiroz um nacionalista ferrenho, conservador e machista, acreditando que o homem é quem manda em casa e que a mulher deve apenas obedecê-lo. Na primeira versão, foi vivido por Juca de Oliveira, ator já consagrado no teatro e na televisão. Na versão de 1984, Carlos Eduardo Dolabella deu vida a Bruno.

Em 1972, Bob, interpretado por Adilson Vladimir, é apaixonado por Verinha e pretende se casar com sua amada. Já em 1984, o personagem muda de nome para Johnny, vivido pelo jovem ator Mateus Carrieri.

Tio Romão é um velhinho simpático e misterioso, que surge em Monte Santo sem que ninguém saiba de seu passado. Distribui chazinhos de camomila e bem-me-quer para curar os males do corpo e da alma. Cláudio Corrêa e Castro e Fernando Torres deram vida ao personagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jacira Sampaio, que ficou marcada com o papel de Tia Nastácia, viveu Judite, mulher bondosa, que luta com dificuldade para sobreviver, fornecendo salgadinhos para a rotisseria local e aluga quartos de sua própria casa, sem conhecimento de Nonô o proprietário. Na segunda versão o papel ficou com Chica Xavier.

Vinicius é um médico humanitário, verdadeiramente preocupado com seus pacientes. É um homem bom, correto e que, na maioria das vezes, não cobra as consultas, para desespero de sua mulher. Serafim Gonzalez e Adriano Reys deram vida ao personagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tereza Teller, que fazia sua segunda novela na Tupi, interpretou Mariana, Filha de Vinicius, uma jovem simples e terna que é muito ligada ao pai, a quem compreende e apoia. Cláudia Ohana viveu Mariana no remake. Era a primeira novela da atriz na Globo após participações em séries.

Helena é mulher do Dr. Vinicius. É a eterna vítima, queixando-se de tudo e não compreende a bondade do marido, criticando-o quando ele não cobra suas consultas. A personagem foi interpretada por Carminha Brandão e Beatriz Lyra.

Bárbara Bruno, que fazia sua primeira novela na televisão, viveu Isabel, filha de Vinicius e Helena, apaixonada por Tomaz, namorado de sua irmã Mariana e faz de tudo para separá-los. Narjara Turetta, que fez grande sucesso em Malu Mulher, ficou com o papel.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Renato é filho de Vinicius e Helena, é formado em medicina e volta a Monte Santo para trabalhar com o pai. Dois grandes atores deram vida a Renato: Edwin Luisi e Miguel Falabella.

Abrahão Farc deu vida a Lula, é do dono de um restaurante, e com o incentivo da mulher, segue os estudos para se formar em Direito, mas começa a se irritar com a simplicidade dela. Na versão de 1984, o personagem mudou de nome para Tito, e foi interpretado por Flávio Galvão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Adelaide é uma mulher simples e lutadora, que ama o marido, sempre pronto para ajudá-lo. Na versão da Tupi, a personagem foi vivida por Léa Camargo. Já na Globo, Adelaide vira Santusa e foi interpretada por Wanda Stefânia.

Whatsapp


Leia também