Acabou: Globo joga a toalha de vez e assume fracasso de Fuzuê

Emissora toma atitude e admite que novela das sete é um fiasco completo

Whatsapp

André Santana

Fuzuê fez barulho na estreia, mas perdeu fôlego rapidamente. O público não embarcou na caça ao tesouro narrada pelo autor Gustavo Reiz e a trama das sete da Globo viu sua audiência cair rapidamente, o que acendeu o sinal vermelho na emissora.

Giovana Cordeiro e Marina Ruy Barbosa em Fuzuê
Giovana Cordeiro e Marina Ruy Barbosa em Fuzuê (Divulgação / Globo)

A Globo fez de tudo, mas nada adiantou. Por isso, o canal decidiu jogar a toalha e seguir com a novela do jeito que está até o fim. Tanto que as gravações de Fuzuê já estão na reta final.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fim dos trabalhos

Bebel (Lilia Cabral) e Nero (Edson Celulari) em Fuzuê
Bebel (Lilia Cabral) e Nero (Edson Celulari) em Fuzuê (divulgação/Globo)

De acordo com Flavio Ricco, colunista do R7, os trabalhos de Fuzuê já estão na reta final. Segundo o jornalista, a ordem nos bastidores da Globo é não reduzir o ritmo e, por isso, o elenco não terá recesso no final do ano. Os únicos dias de folga serão nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro.

Leia mais

Ou seja, a trama deve concluir suas gravações em breve. Como a novela deve ter seu último capítulo exibido no dia 1º de março de 2024, conclui-se que a trama conta com uma grande frente de capítulos.

Sendo assim, fica claro que a direção da Globo já jogou a toalha e não pretende mais mexer nos rumos de Fuzuê para tentar elevar a audiência do folhetim. A emissora vai levar a novela como está até o fim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tentativa de salvação

Gustavo Reiz
Gustavo Reiz (Reprodução / Instagram)

Fuzuê acabou se revelando uma decepção na Globo. A emissora apostou suas fichas na comédia escrita por Gustavo Reiz (foto acima) na tentativa de manter a boa fase da faixa das sete, que ganhou muito público ao longo de Vai na Fé.

Mas não foi isso o que aconteceu. Fuzuê derrubou os índices do horário e acendeu o alerta na Globo. Na tentativa de salvar a novela, a emissora tomou uma série de medidas. A principal delas foi convocar Ricardo Linhares como supervisor de texto. A missão do veterano é auxiliar Gustavo Reiz a colocar a trama nos eixos.

A trama realmente passou por mudanças. A caça ao tesouro, apontada como cansativa pelo público, foi abreviada. Além disso, a novela reduziu a comédia e passou a apostar nas relações entre os personagens. Porém, a audiência não reagiu.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Crise

Marina Ruy Barbosa como Luna em Fuzuê
Marina Ruy Barbosa como Luna em Fuzuê (divulgação/Globo)

Além de mudanças no texto, Fuzuê também passou por um relançamento. A Globo investiu em chamadas explicativas para tentar chamar a atenção do público. Além disso, o elenco da novela passou a frequentar outros programas da emissora.

Mas nada fez Fuzuê reagir. A trama realmente ganhou um novo fôlego, mas o público não se mostrou interessado em dar uma nova chance à novela. O forte calor e a proximidade das festas de fim de ano também acabaram afugentando o público da frente da TV.

Por isso, a Globo compreendeu que não há mais o que fazer. A emissora deve levar Fuzuê como está e apostar suas fichas em Família é Tudo, substituta que estreia em 4 de março. O canal espera que a novela de Daniel Ortiz, autor de vários sucessos do horário das sete, consiga reconquistar a audiência.

Whatsapp


Leia também