A reportagem que virou tragédia: avião com equipe da Globo explodiu em 1984; confira vídeo - TV História

A reportagem que virou tragédia: avião com equipe da Globo explodiu em 1984; confira vídeo

No dia 28 de junho de 1984, o que seria uma reportagem se transformou em tragédia: 14 jornalistas de quatro emissoras de televisão morreram na explosão de um avião Bandeirante, da TAM, que se chocou com um morro perto de Barra de São João, a cinco minutos de Macaé (RJ).

Além dos jornalistas, que eram da Globo, Manchete, Bandeirantes e TV Educativa, morreram dois tripulantes e dois funcionários da Petrobrás, que fretou a aeronave para que pudesse ser feita uma reportagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Perderam a vida no acidente: Comandante Edson Ferreira da Silva e copiloto Carlos Augusto Videira (tripulantes); Maria D’Ajuda Medeiros dos Santos, Ivan dos Santos Cardoso, Jorge Coelho e Dário Fernandes (TV Educativa); Regina Célia Santana, Geraldo Veloso e Luiz Carlos de Souza (Band); Ulisses Madruga, Luiz Carlos Viana e Jorge Silva dos Santos (Manchete); Luiz Eduardo Lobo, Jorge Antônio Leandro, Levi Dias da Silva e Dario Duarte (TV Globo); e Mário Saldanha Filho e Samuel Pinto Simão, do departamento de comunicação da Petrobrás.

Jorge Washington Benitence, operador de videotape da Manchete, acabou acordando atrasado e perdeu o voo, sendo substituído por um colega da emissora.

Luiz Lobo, de acordo com reportagem do jornal O Globo do dia seguinte, estava com medo do mau tempo. “Com esse tempo, vou mas não volto, porque não tem teto”, comentou com colegas da redação.

A explosão ocorreu 21 minutos após a decolagem, realizada no Galeão. Segundo a imprensa da época, todos os corpos ficaram terrivelmente mutilados e, em sua maioria, carbonizados. O resgate, feito pela FAB (Força Aérea Brasileira), foi muito complicado, em virtude do local onde o acidente aconteceu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O velório dos profissionais foi realizado no dia 29 de junho, no salão nobre da Associação Brasileira de Imprensa (ABI).

Samuel Wainer Filho

Infelizmente, a tragédia não ficou somente no acidente de avião.

No dia seguinte, o jornalista Samuel Wainer Filho, filho de Samuel Wainer e Danuza Leão, e o cinegrafista Felipe Ruiz, ambos da Globo, que cobriram o acidente, voltavam para o Rio de Janeiro quando a caminhonete da emissora derrapou e colidiu com uma árvore, na rodovia RJ-124, na altura de Araruama. Wainer Filho, que tinha 29 anos, e Ruiz não sobreviveram.

Confira um vídeo de trecho do Bom Dia Rio de 29 de junho de 1984, com Samuel Wainer Filho falando sobre o trabalho de resgate:



Leia também