7 promessas que mudaram de vida após a primeira versão de Pantanal

Whatsapp

Nilson Xavier

Além do sucesso todo, Pantanal é sempre lembrada pelo elenco bem escalado. Havia os experientes – Claudio Marzo, Jussara Freire, Elaine Cristina, Ítala Nandi, Nathalia Timberg, Sérgio Britto, Ângela Leal, Antônio Petrin, Cassia Kiss, José Dumont, José de Abreu, Rosamaria Murtinho e outros – e os novatos, apostas certeiras do diretor artístico Jayme Monjardim.

Pantanal

Vários deles ficaram famosos na novela da Manchete, ganharam oportunidade na Globo e seguiram boas carreiras na televisão. Relaciono 7 deles.

Confira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marcos Winter

Marcos Winter em Irmãos Coragem

Já havia se destacado na Globo, como Toninho, um papel importante na novela Vida Nova, em 1988-1989. Foi visto ainda na primeira fase de Tieta, em 1989, e na minissérie Desejo, exibida em 1990 (enquanto Pantanal era exibida, diga-se de passagem).

Porém, o papel de Jove em Pantanal o tornou conhecido nacionalmente. Após outros trabalhos na Manchete, retornou à Globo em 1991, escalado para a novela Felicidade. Seguiram-se ótimos personagens na minissérie Agosto e nas novelas Fera Ferida, Irmãos Coragem, O Fim do Mundo, A Indomada, Corpo Dourado, Pecado Capital, Vila Madalena e Estrela-Guia, etc.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cristiana Oliveira

Cristiana Oliveira

Das passarelas + publicidade para as novelas foi um pulo. Em 1989, destacou-se como a judia Hannah em Kananga do Japão, na Manchete, seu primeiro papel em novelas. Emendou Pantanal, estourando como a selvagem Juma. Na emissora de Adolpho Bloch, estrelou ainda a malfadada novela Amazônia, em 1991-1992.

A estreia na Globo foi em 1992, já com o status de protagonista, na novela De Corpo e Alma, de Glória Perez. Brilhou por toda a década e um pouquinho mais, na minissérie Memorial de Maria Moura e nas novelas Quatro por Quatro, Salsa e Merengue, Corpo Dourado, Vila Madalena, Porto dos Milagres e O Clone, etc.

Marcos Palmeira

Marcos Palmeira

Sobrinho de Chico Anysio, Palmeira já dava as caras nos programas humorísticos do tio, na década de 1980. Após atuações nas novelas Mandala e Vale Tudo e na minissérie Desejo, foi escalado para viver Tadeu em Pantanal, papel que o catapultou ao estrelado. Com Cristiana Oliveira, protagonizou a novela Amazônia, ainda na Manchete.

Em seguida, voltou à Globo, como um dos protagonistas de Renascer, trabalho seguinte de Benedito Ruy Barbosa. Foi visto ainda em Memorial de Maria Moura, Irmãos Coragem, Salsa e Merengue, Torre de Babel, Andando nas Nuvens, Porto dos Milagres e não parou mais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Paulo Gorgulho

Despedida de Solteiro

Após um pequeno papel na minissérie Anarquistas, Graças a Deus (em 1984), Gorgulho chamou a atenção ao viver um dos personagens centrais da novela Carmem, já na Manchete, em 1987-1988. Fez uma participação em Kananga do Japão para, em seguida, arrancar suspiros do público como Zé Leôncio jovem, na primeira fase de Pantanal, e Zé Lucas de Nada, na fase definitiva.

Na emissora de Adolpho Bloch, atuou ainda na minissérie O Farol, em 1991, para depois retornar à Globo em grande estilo. Ganhou papeis de destaque nas novelas O Dono do Mundo, Despedida de Solteiro, Fera Ferida, Quem é Você, Zazá, na minissérie Decadência e em outros trabalhos.

Ângelo Antônio

O Dono do Mundo

Sua estreia na televisão foi como o capataz Alcides em Pantanal. Na Manchete, atuou ainda na minissérie O Farol para, depois, estrear na Globo, como Beija-Flor, um dos papeis centrais da novela O Dono do Mundo, de Gilberto Braga. Foi lá que conheceu a atriz Letícia Sabatella, com quem casou-se.

Atuou em muitos episódios do Você Decide, na novela independente 74.5 uma Onda no Ar, da TV-Plus (exibida na Manchete), na série A Justiceira, na minissérie Engraçadinha, Seus Amores, Seus Pecados, nas novelas Suave Veneno e O Cravo e a Rosa e em diversos outros trabalhos nas décadas seguintes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carolina Ferraz

Carolina Ferraz

Era bailarina e como bailarina apareceu na abertura de 1987 do Fantástico (aquela em que Isadora Ribeiro emerge das águas). Na Manchete, apresentou os programas Shock e Programa de Domingo. O diretor Jayme Monjardim precisou insistir para que ela vivesse Irma jovem na primeira fase de Pantanal, sua estreia como atriz.

Após outras produções da casa (as minis Escrava Anastácia, O Fantasma da Ópera e Floradas na Serra), foi para a Globo, primeiro como apresentadora (do Fantástico e do Você Decide), para depois destacar-se, sempre em bons papeis, nas novelas O Mapa da Mina, Pátria Minha, História de Amor, Por Amor, Pecado Capital, Estrela-Guia e assim por diante.

Enrique Diaz

Pantanal

Fez uma rápida aparição na primeira fase de Pantanal, como Chico, o filho dos Marruás assassinado no conflito do Sarandi, nos primeiros capítulos (e retornou no remake como Gil, o pai). Foi a estreia de Enrique na televisão.

Dos anos 1990 em diante, até hoje, vem participando da mais variadas produções, de novelas a minisséries, seriados, Comédia da Vida Privada, Você Decide, a Grande Família, etc, sempre chamando a atenção com seu trabalho, elogiado pelo público e crítica.

Whatsapp


Leia também