Se a moda pega: 6 famosos emprestados para canais concorrentes

Whatsapp

Como se sabe, a disputa pela audiência na televisão é ferrenha. Muitas vezes, uma simples entrevista de um ator ou apresentador de um canal para a concorrência é proibida. Dependendo do caso, até mesmo autorizações para artistas participarem de campanhas beneficentes, como o Teleton, são vetadas.

Contudo, tivemos algumas exceções, quando artistas e jornalistas foram cedidos para trabalhar em uma emissora rival.

Confira seis inusitados exemplos abaixo:

Ana Paula Arósio

Ana Paula Arósio

Em 1994, o SBT voltou a produzir novelas e lançou Éramos Seis, uma grande produção que se saiu muito bem na audiência. Na trama, uma jovem atriz começava a sua carreira: a modelo internacional Ana Paula Arósio, que já mostrava seu talento para a dramaturgia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Depois de Éramos Seis, Ana Paula estrelou as novelas Razão de Viver e Os Ossos do Barão.

No final de 1997, a Globo buscava uma atriz para viver Hilda Furacão, que ganharia uma minissérie em meados de 1998. Claudia Abreu e Leticia Spiller foram cogitadas para o papel, mas a escolhida acabou sendo Ana Paula.

O ponto curioso foi a forma pela qual a atriz estreou na Globo. Depois de ter assinado o contrato com o SBT por mais alguns meses, ela foi “emprestada” por Silvio Santos para a concorrente.

Thiago Lacerda e Ana Paula Arósio

Antes de gravar a minissérie, a atriz fez alguns episódios do Teleteatro – uma forma de ter a jovem em sua programação mesmo fora do SBT. O acordo quase foi desfeito por um ponto do contrato.

Na época, não foi revelado, mas a imprensa disse que, quando voltasse da Globo, ela teria que assinar mais dois anos de contrato com a emissora de Silvio Santos.

De fato, isso não ocorreu. Ana Paula ficou na Globo e fez inúmeros sucessos, mostrando sua versatilidade como atriz. Em 2010, ela saiu da emissora carioca e resolveu abandonar a carreira para viver tranquilamente em seu sítio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ivani Ribeiro

Ivani Ribeiro

Para escrever O Profeta para a Tupi, Ivani Ribeiro foi emprestada à emissora por Silvio Santos.

Em 1976, a novelista assinou contrato com os Estúdios Silvio Santos, onde escreveu a novela O Espantalho no ano seguinte.

Além O Profeta, Ivani também escreveu a polêmica Aritana para a Tupi ainda sob contrato pago pelo dono do Baú. O vínculo com ele só terminou em 1980.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antonio Fagundes e Gianfrancesco Guarnieri

Mundo da Lua

No início da década de 1990, a TV Cultura lançou um programa que fez muito sucesso entre a garotada: Mundo da Lua.

O seriado contava a história de Lucas Silva e Silva (Luciano Amaral), garoto que esbanjava sua imaginação narrando histórias em seu gravador.

A produção teve uma grande ajuda da Globo, que emprestou dois grandes atores de seu elenco: Antônio Fagundes, que na época interpretava o vilão Rogério, de O Dono do Mundo, e o veterano Gianfrancesco Guarnieri.

Sabendo da qualidade do texto e da produção, a Globo pediu em troca a exibição do seriado em sua programação.

Mundo da Lua começou a ser exibido em janeiro de 1993 nas manhãs da emissora carioca, substituindo o Xou da Xuxa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Luciano do Valle

Luciano do Valle

Em 2003, o SBT entrou pra valer na disputa dos direitos de transmissão do Campeonato Paulista, batendo de frente com a Globo.

Naquele ano, Luciano do Valle foi ao palco do Troféu Imprensa receber o prêmio de melhor narrador. Depois da premiação, ele recebeu um convite de Silvio Santos para narrar um jogo do Paulistão.

A Band, emissora da qual ele era contratado, passava por uma reformulação em sua programação, pois havia perdido os direitos do futebol para a Record, e Luciano já não trabalhava como antes.

Por isso, a emissora do Morumbi cedeu o seu profissional ao SBT para narrar o jogo Corinthians e Palmeiras.

Luciano declarou que era um momento importante de sua carreira, pois ele voltava a narrar uma partida diretamente do estádio.

O narrador faleceu no dia 19 de abril de 2014, após sofrer um infarto fulminante.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Téo José

Téo José

Mais recentemente, o SBT surpreendeu ao anunciar a compra dos direitos da Libertadores da América e da Liga dos Campeões da UEFA.

No entanto, antes de ir às compras, a emissora de Silvio Santos exibiu a final do Campeonato Carioca de 2020, disputada entre Flamengo x Fluminense.

Sem uma equipe esportiva, o canal foi até a Fox Sports, da TV por assinatura, para pedir a liberação de Téo José para narrar as duas partidas.

A história do locutor com o SBT é antiga, já que ele foi o principal nome da Fórmula Indy entre 1995 e 2000, além de narrar jogos da Copa de 1998 e da Olimpíada de 1996, entre outros campeonatos.

O retorno definitivo dele à emissora foi sacramentado logo após a confirmação da ida da Libertadores da América para o canal de Silvio Santos.

Whatsapp


Leia também