Superstição, diplomacia e mais: 5 curiosidades da vida e carreira de Tarcísio Meira

Whatsapp

Considerado um dos melhores atores da história da televisão brasileira, Tarcísio Meira morreu nesta quinta (12), aos 85 anos, vítima de complicações causadas pela Covid-19. Ele foi internado há alguns dias e estava intubado em decorrência da doença.

Confira abaixo 5 curiosidades sobre a vida e a carreira desse grande artista:

Diplomata

Antes de ser ator, Tarcísio pensava em ser diplomata. Para sorte do público, no entanto, ele desistiu da ideia ao ser reprovado na primeira prova que fez para o Instituto Rio Branco, em 1957.

Leia mais

No mesmo ano, estreou no teatro com a peça A Hora Marcada. Na televisão, começou no Grande Teatro Tupi, em 1959.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Superstição

O verdadeiro nome do ator, nascido em 5 de outubro de 1935, era Tarcísio Magalhães Sobrinho. No entanto, artisticamente, ele tomou emprestado da mãe o sobrenome Meira, que, além de ser mais sonoro, somava 13 letras com o primeiro nome, uma superstição da época.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Recordista

Tarcísio não aparece no Livro dos Recordes, mas certamente é um dos artistas que mais fez trabalhos na televisão brasileira. Desde 1959, foram mais de 60 trabalhos, sendo 50 deles somente na Globo, onde trabalhou entre 1967 e 2020.

Além de novelas, fez seriados, minisséries, teleteatros e telefilmes. Ele mesmo dizia que foi “o cara que mais decorou palavras no mundo”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Casamento

Quando atuava no Grande Teatro Tupi, contracenou pela primeira vez com Glória Menezes em Uma Pires Camargo, em 1961. “Conheci Glória quando estava ensaiando uma peça dirigida por Antunes Filho. Eu a vi passar no palco e falei: que mulheraço, que mulher bonita”, contou o próprio ator ao projeto Memória Globo.

Eles se casaram no ano seguinte e tiveram Tarcísio Filho, também ator.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pecuária

Além de atuar, Tarcísio tinha outras paixões. Constantemente presente em exposições e leilões no passado, o ator era outro apaixonado pela vida no campo. Sua criação de gado fica em Aurora do Pará (PA), onde ele cruza Angus com Nelore.

“Estou muito satisfeito com a pecuária de corte e com a raça Angus”, declarou o ator há alguns anos para a revista Globo Rural.

Whatsapp


Leia também