Sentindo na pele: 5 atrizes que mudaram radicalmente o visual para compor personagens - TV História

Sentindo na pele: 5 atrizes que mudaram radicalmente o visual para compor personagens

Whatsapp

Ao longo de uma carreira, mesmo atuando em diversas produções, um artista acaba tendo uma aparência mais frequente, com a qual o público se acostuma. Tanto é verdade que, quando mudanças no visual são necessárias para a interpretação de um determinado papel, há um estranhamento, especialmente se as alterações são muito radicais.

Confira na lista algumas das atrizes que já enfrentaram essa situação:

Vera Fischer – Brilhante / Desejo

Um dos casos mais emblemáticos envolveu Vera Fischer. Após interpretar Vivian em Coração Alado (1980/81), que tinha cabelos lisos e até o ombro, ela assumiu na novela Brilhante (1981/82) o papel de Luiza, de cabelos encaracolados e bem mais curtos. A mudança motivou críticas do público e até mesmo um problema com a trilha sonora da personagem – “Luiza”, de Tom Jobim, citava os cabelos longos que ela teria pela proposta original.

Outro desafio enfrentado por Vera em sua longa carreira foi na minissérie Desejo (1990), quando fez a protagonista Anna. Conforme revelou ao ser entrevistada pela revista Contigo em 2019, para ganhar o papel teve que abandonar os tradicionais cabelos loiros e o tom de olho claro, já que a personagem era morena de olhos escuros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bruna Lombardi – Grande Sertão: Veredas / Memórias de um Gigolô / Roda de Fogo

Entre 1985 e 1987, Bruna Lombardi, conhecida pelas longas madeixas loiras e olhos azuis, passou por alterações drásticas no visual. Tudo começou em Grande Sertão: Veredas (1985), quando foi uma mulher (Diadorina) disfarçada de homem (o jagunço Reinaldo, conhecido como Diadorim).

Já em Memórias de um Gigolô (1986), interpretou Guadalupe (Lu), uma prostituta de cabelos pretos em um corte chanel. O ciclo foi completado na novela Roda de Fogo (1986/87): para fazer a juíza Lúcia Brandão, iniciou a novela com os cabelos escuros e compridos, mas retomou o corte chanel durante a trama.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carolina Dieckmann – Laços de Família

Para tratar uma leucemia, a personagem Camila, da novela Laços de Família (2000/01), teve os cabelos loiros tão conhecidos da atriz Carolina Dieckmann completamente raspados.

Ela ressaltou ao G1 em fevereiro deste ano que a cena, de forte carga emocional, foi uma das mais marcantes de sua carreira. “Esse momento ficou gravado na minha trajetória como um rito de passagem, uma iniciação. E fico mais realizada ainda que a cena não tenha sido forte só para mim”, declarou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fernanda Souza – O Profeta

Engordar cerca de oito quilos foi um dos requisitos atendidos pela atriz Fernanda Souza para viver Carola em O Profeta (2006). Ao site O Fuxico, ela revelou, em outubro de 2006, que fez tratamento ortomolecular e se submeteu a uma dieta calórica, baseada em carboidratos, para atingir a meta.

Mas a personagem exigiu mais adaptações feitas pela produção: o figurino incluiu um enchimento de edredom modelado em uma malha e também peças de roupa mais largas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carol Duarte – A Força do Querer

A transição de gênero vivenciada por Ivana (que se tornou Ivan) em A Força do Querer (2017) simboliza a entrega absoluta da atriz Carol Duarte à complexa personagem, que enfrentou tanto o preconceito de outras pessoas quanto o próprio conflito existencial.

Além de ter cortado os cabelos, parou de se depilar para que a sua transformação tivesse a veracidade necessária. Somente a barba rala foi inserida via caracterização.

Um dos principais momentos ocorreu no último capítulo, quando Ivan aparece sem camisa após a remoção dos seios de Ivana. A cena só foi possível por meio do uso de um efeito especial, que misturou o corpo de Carol com o torso do modelo Leonardo Guinther, então com 18 anos.



Leia também