31 de julho na história da TV: em 2007, A Diarista terminava na Globo - TV História

31 de julho na história da TV: em 2007, A Diarista terminava na Globo

Whatsapp

Confira os principais fatos que aconteceram no dia 31 de julho na história da televisão brasileira:

No dia 31 de julho de 1967, estreava o programa Globo Music Hall (Globo).

O programa era basicamente um show com atrações musicais exibido nas noites de segunda-feira. Além dos sucessos nacionais, interpretados por seus próprios criadores (como Elis Regina, por exemplo), a atração mostrava versões das canções internacionais, interpretadas em português por cantores brasileiros como Agnaldo Timóteo e Cauby Peixoto, acompanhados por uma orquestra.

No dia 31 de julho de 1967, terminava a novela Encontro com o Passado (Tupi).

A trama era exibida na faixa das 19h e mostrava apenas encontros de namorados em uma rua feita em estúdio. No elenco, Ana Rosa, Ademir Rocha, Néa Simões, Olívia Camargo, entre outros.

No dia 31 de julho de 1978, estreava a novela Sinal de Alerta (Globo).

A novela de Dias Gomes foi a última exibida na faixa das 22h e foi um fracasso de audiência. O autor atacou problemas urbanos, como a poluição e a vida dura dos proletariados, e ganhou a antipatia dos poderosos, que se identificaram com o empresário Tião Borges (Paulo Gracindo), dono da fábrica poluidora e vilão da história. O elenco contou também com Vera Fisher, Jardel Filho, Yoná Magalhães, entre outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia 31 de julho de 1981, terminava o programa O Vento do Mar Aberto (Cultura).

A adaptação de Mário Prata foi baseada no romance de Geraldo Santos e contava a história de Honório (Herson Capri), que, após cumprir pena em um presídio, teve sua vida como foco de interesse de uma jornalista e passou a recordar a época em que cometeu um crime. O mistério consistia em descobrir quem ele havia assassinado. O elenco contou também com Cleide Yáconis, Flávio Galvão e outros.

No dia 31 de julho de 1981, terminava a novela Rosa Baiana (Band).

A novela se passava nos campos petrolíferos da Bahia e contava a história de Rosa e seus problemas com os sete filhos – Agenor, Ivan, Bráulio, Wálter, Orestes, Edinho e Cláudia – e a esperança de que Edmundo Lua Nova, seu companheiro e pai de seus filhos, retornasse para casa. No elenco Nancy Wanderley (Rosa Baiana), Gianfrancesco Guarnieri, Edgard Franco e Maria Luiza Castelli, entre outros.

No dia 31 de julho de 1989, estreava a série Colônia Cecília (Band).

A minissérie da Bandeirantes era exibida na faixa das 19h30 e falava sobre imigrantes italianos que se instalaram no município paranaense de Palmeira, criando a primeira sociedade anarquista do Brasil, a Colônia Cecília. Foi o primeiro trabalho na televisão da atriz Gabriela Duarte.

No dia 31 de julho de 1990, estreava a minissérie Riacho Doce (Globo).

A minissérie de Aguinaldo Silva foi baseada no romance homônimo de José Lins do Rego e teve 40 capítulos. A trama narrava a história de uma mulher recém-chegada da Suécia (Vera Fischer) que se apaixonou por Nô (Carlos Alberto Riccelli), pescador que tinha o “corpo fechado” contra o amor de qualquer mulher. As cenas externas foram gravadas em Fernando de Noronha e renderam imagens belíssimas para a trama.

No dia 31 de julho de 1997, estreava o programa Concurso de Paródias (SBT).

Programa de auditório exibido no horário nobre do SBT, trouxe de volta ao vídeo o apresentador Moacyr Franco, que estava afastado da TV havia 15 anos. Tratava-se de um programa ao estilo “show de calouros”, no qual os participantes traziam diversas paródias musicais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia 31 de julho de 2007, terminava a série A Diarista (Globo).

Cláudia Rodrigues interpretava Marinete, empregada doméstica exemplar, caprichosa, dedicada, que protagonizava diversas situações cômicas no seu dia a dia de trabalho. No site do programa, foi criada uma seção para que empregadas domésticas pudessem dar seus depoimentos, sendo que vários deles chegaram a inspirar alguns episódios.

No dia 31 de julho de 2009, estreava a série Decamerão – A Comédia do Sexo (Globo).

Minissérie exibida em 4 episódios, foi totalmente gravada no Rio Grande do Sul e todos os seus diálogos foram escritos em versos.

No dia 31 de julho de 2018, estreava a novela O Tempo Não Para (Globo).

Na São Paulo de 1886, a família Sabino Machado embarcou num navio a caminho a Europa. No entanto, o navio naufragou e, devido à baixa temperatura da água, os passageiros – 13 pessoas – acabaram congelando. 132 anos depois, um imenso bloco de gelo se aproximou da praia do Guarujá, e aos poucos, cada um dos congelados despertou à sua maneira e teve que enfrentar a realidade contemporânea de uma São Paulo pulsante e turbulenta e as particularidades das relações humanas no século 21, tão diferentes do que deixaram para trás, no século 19. A trama “se perdeu” porque logo se esgotou o que ela tinha de mais interessante: as surpresas e reações dos personagens do passado ante os dias de hoje, por isso, com o passar dos meses, a audiência foi minguando.

No dia 31 de julho de 2018, terminava a quinta temporada do reality show MasterChef (Band).

A quinta temporada do talent show de culinária teve a apresentação de Ana Paula Padrão, os chefes Henrique Fogaça, Paola Carosella e Érick Jacquin como jurados e contou com 21 participantes. A vencedora foi Maria Antônia Russi, seguida por Hugo Merchan em segundo lugar, e Eliane Ribeiro na terceira posição.



Leia também