27 de março na história da TV: em 2015, Agora é Tarde terminava na Band

Whatsapp

Confira os principais fatos que aconteceram no dia 27 de março na história da televisão brasileira:

No dia 27 de março de 1973, terminava o jornalístico Globo Shell Especial (Globo).

Programa semanal, veiculado às quintas-feiras, que trazia documentários, patrocinados pela multinacional Shell. Séries que abordavam aspectos da realidade brasileira, como saúde e educação, marcaram a atração. O Rio São Francisco foi tema do último episódio. Na semana seguinte ao término do ‘Shell Especial’, a emissora estreou o Globo Repórter, de formato similar, até hoje em exibição.

Leia mais

No dia 27 de março de 1975, terminava a primeira versão do humorístico A Grande Família (Globo).

Primeira versão da série de Marcos Freire, com roteiros de Armando Costa, Max Nunes, Oduvaldo Viana Filho e Paulo Pontes. Eloísa Mafalda e Jorge Dória viviam Nenê e Lineu, chefes do clã Silva, que contava ainda com o avô Seu Flor (Brandão Filho) e os filhos Tuco (Luiz Armando Queiróz), Bebel (Djenane Machado) e Júnior (Osmar Prado) – rifado do remake produzido em 2001.

No dia 27 de março de 1976, terminava a primeira versão da novela A Viagem (Tupi).

Última novela de Ivani Ribeiro como contratada da Tupi, A Viagem ganhou uma reedição anos depois, na Globo. A trama, que tratava de vida após a morte, rendeu prêmios ao ator Rolando Boldrin (Alberto, APCA de melhor ator), para Irene Ravache (Estela, APCA de melhor atriz) e Eva Wilma (Dinah, APCA e Troféu Imprensa de melhor atriz). Também participaram Altair Lima, Elaine Cristina e Tony Ramos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia 27 de março de 1982, terminava a série Pic Nic Classe C (Cultura).

Adaptação de Walther Negrão para crônicas de Oswaldo Molles, veiculada dentro da série Tele Romance, às 19h30. Em cena, funcionários de uma tecelagem, todos moradores de uma mesma vila, que combinam um piquenique na Praia Grande, litoral de São Paulo. Cinira Camargo, Denise Del Vecchio, Henrique César, Herson Capri, Maria Célia Camargo e Mário Benvenutti integravam o elenco.

No dia 27 de março de 1982, terminava a série As Cinco Panelas de Ouro (Cultura).

Também exibida na faixa Tele Romance, às 22h. Aqui, texto de Sérgio Jockyman baseado no romance de Antônio Alcântara Machado, centrado na pequena Jataí e nas discussões políticas provenientes de um único partido, o PRP, dividido em dois. Os sonhos de Esmeralda (Sandra Barsotti) com cinco panelas de ouro enterradas no túmulo de um padre deflagram uma corrida pelo elemento.

No dia 27 de março de 1987, estreava o humorístico Praça Brasil (Band).

Em 1987, pouco tempo após reeditar o formato consagrado por seu pai, Manoel, na Band, Carlos Alberto de Nóbrega levou a ‘Praça’ para o SBT – onde assumiu também a direção artística, a convite de Silvio Santos. A emissora do Morumbi, contudo, insistiu no formato, que passou a ser apresentado por Moacyr Franco e que contava com nomes como Canarinho, Ronald Golias e Orival Pessini.

No dia 27 de março de 1990, estreava a novela Pantanal (Manchete).

A mais bem-sucedida novela da Manchete e um dos melhores folhetins da história da TV brasileira. Benedito Ruy Barbosa estava à frente do roteiro e Jayme Monjardim respondia pela direção. Os dois implantaram um novo estilo: a narrativa contemplativa, com extensas tomadas de voos de tuiuiú, onças e sucuris. Desempenhos brilhantes de Cláudio Marzo (José Leôncio / Velho do Rio), Jussara Freire (Filó), Cristiana Oliveira (Juma Marruá), Cássia Kis (Maria Marruá), Antônio Petrin (Tenório), Ângela Leal (Maria Bruaca) e Paulo Gorgulho (José Leôncio / José Lucas).

No dia 27 de março de 1990, terminava a série Delegacia de Mulheres (Globo).

Criado por Maria Carmem Barbosa e Patricya Travassos, a série buscava retratar os problemas e a luta da mulher para defender seus direitos, através dos casos e das funcionárias da delegacia coordenada por Celeste (Eloísa Mafalda). Cininha de Paula, Lúcia Veríssimo, Mayara Magri, Susana Vieira, Zilda Cardoso e Cissa Guimarães – em papel que fora de Suzy Rêgo no episódio piloto, em dezembro de 1989 – participavam.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia 27 de março de 1998, terminava a segunda versão da novela Anjo Mau (Globo).

Remake de Maria de Adelaide Amaral – do clássico de Cassiano Gabus Mendes, veiculado às 19h em 1976 – estrelado por Gloria Pires, a Nice, babá que se infiltra na mansão dos Medeiros, seduzindo o patrão, Rodrigo (Kadu Moliterno), por quem se apaixona verdadeiramente. A vilania ficou a cargo de Rui Novaes (Mauro Mendonça) e sua filha, Paula (Alessandra Negrini), interessados na fortuna do clã de Rodrigo.

No dia 27 de março de 1999, estreava o programa Samba, Pagode & Cia (Globo).

Apresentado pelos cantores Netinho de Paula e Salgadinho, vocalistas dos grupos Negritude Jr e Katinguelê, Samba, Pagode & Cia não teve vida longa nas tardes de sábado, sendo extinto com menos de dois meses de exibição. A dupla recebia convidados numa casa de espetáculos em São Paulo; a cenografia remetia a um bar. Na estreia, Eliana de Lima, Exaltasamba, Karametade e Soweto.

No dia 27 de março de 2009, terminava o programa Bem Família (Band).

Novo título para a velha atração de Daniel Bork, culinarista que ocupa as manhãs da emissora há anos. O programa expandiu o conteúdo do bloco Receita Minuto, voltado apenas para o preparo de pratos simples, apostando em quadros sobre beleza e estabelecendo contato direto com o departamento de jornalismo da casa. Em 2009, foi substituído pelo Dia-Dia, cujo título foi alterado, neste 2018, para Cozinha do Bork.

No dia 27 de março de 2009, terminava o programa Olha Você (SBT).

Revista eletrônica lançada por Silvio Santos, que espelhava o êxito do Hoje em Dia (2005), da Record TV. A equipe inicial – Alexandre Bacci, Claudete Troiano, Ellen Jabour e o chef Francesco Tarallo – passou por muitas alterações. Apenas Ellen foi até o final, contando com a companhia de Eloy Nunes, Guilherme Arruda, Izabella Camargo e Roberta Peporine.

No dia 27 de março de 2010, terminava o programa Show da Gente (SBT).

Netinho de Paula voltava à TV, ocupando as tardes de sábado, após passagem por Globo e Record TV. Nesta última, apresentou formato similar ao programa do SBT, pautado pelo assistencialismo e concursos musicais. Ainda, a volta de Marlene Mattos, célebre por ter alçado Xuxa ao estrelato, à direção. Foi extinto em razão da candidatura de Netinho ao cargo de senador.

No dia 27 de março de 2015, terminava o programa Agora é Tarde (Band).

Talk-show apresentado por Danilo Gentili, remanescente do CQC – Custe o Que Custar (2008), em parceria com a banda Ultraje a Rigor e os humoristas Léo Lins, Murilo Couto e Marcelo Mansfield. Este último permaneceu na casa, após a transferência de toda equipe para o SBT, em 2013. Rafinha Bastos, também com passagem pelo ‘CQC’, foi quem comandou a última temporada do programa.

No dia 27 de março de 2016, terminava a primeira temporada do programa The Voice Kids (Globo).

Exibida entre 3 de janeiro e 27 de março de 2016, a primeira temporada da versão infantil do The Voice teve apresentação de Tiago Leifert, reportagens de Kika Martinez e Carlinhos Brown, Ivete Sangalo e Victor & Leo como técnicos. O paranaense Wagner Barreto, treinado por Victor & Leo, venceu o programa com 66% dos votos do público.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia 27 de março de 2019, terminava a primeira temporada do programa The Four Brasil (Record).

Talent show produzido pela Endemol Shine baseado no formato similar norte-americano. Apresentado por Xuxa, com reportagens de Beto Marden, teve como jurados Aline Wirley, João Marcelo Bôscoli e Leo Chaves. A primeira temporada teve Ivan Lima como vencedor.

No dia 27 de março de 2020, terminava a novela Éramos Seis (Globo).

Quinta adaptação da obra de Maria José Dupré na televisão, foi exibida entre 30 de setembro de 2019 e 27 de março de 2020 pela Globo, contando com 154 capítulos. Ao contrário de Amor de Mãe e Salve-se Quem Puder, a novela foi pouco prejudicada pela pandemia de Covid-19, sendo a última novela inédita da emissora a terminar até então. Glória Pires, Cássio Gabus Mendes, Nicolas Prattes, Danilo Mesquita, Giullia Buscacio, André Luiz Frambach, Simone Spoladore, Ricardo Pereira e Antônio Calloni estiveram nos principais papeis.



Leia também