25 de janeiro na história da TV: em 2005, estreava a minissérie Mad Maria - TV História

25 de janeiro na história da TV: em 2005, estreava a minissérie Mad Maria

Whatsapp

Confira os principais fatos que aconteceram no dia 25 de janeiro na história da televisão brasileira:

No dia 25 de janeiro de 1967, estreava o programa 004 Longras (Globo).

Programa de cinco minutos, exibido de segunda-feira a sexta-feira às 19h, no qual o apresentador Raul Longras lia cartas de homens e mulheres que buscavam um amor. O sucesso determinou a criação do dominical Casamento na TV, em agosto do mesmo ano, que promovia encontros de jovens interessados em um relacionamento.

No dia 25 de janeiro de 1970, entrava no ar a TV Gazeta.

Focada na cidade de São Paulo, a emissora pertence à Fundação Cásper Líbero. Já passaram por seus quadros nomes como Ione Borges, Claudete Troiano, Fausto Silva, Serginho Groisman, Astrid Fontenelle, Sérgio Mallandro, Marcelo Tas, Goulart de Andrade e muitos outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


No dia 25 de janeiro de 1972, terminava a novela Minha Doce Namorada (Globo).

Foi com esta trama de Vicente Sesso que Regina Duarte ganhou o título de “namoradinha do Brasil”. A atriz deixou Irmãos Coragem (1970), assim como seu par romântico Cláudio Marzo, para viver Patrícia, moça que desponta como modelo, conquistando Renato (Marzo). No elenco, Maria Cláudia, Sadi Cabral e Célia Biar.

No dia 25 de janeiro de 1975, terminava a novela Corrida do Ouro (Globo).

A trama, de Lauro César Muniz e Gilberto Braga, mostrava cinco mulheres cumprindo desafios em busca de uma herança milionária. Com Aracy Balabanian, Célia Biar, Maria Luiza Castelli, Sandra Bréa e Renata Sorrah viviam as herdeiras. Mas foi Zilka Salaberry, como a tresloucada Kiki Vassourada, quem roubou a cena!

No dia 25 de janeiro de 1977, estreava a novela O Espantalho (Record TV).

De Ivani Ribeiro, a obra trazia conflitos em uma pequena cidade litorânea, onde o vice-prefeito Rafael (Jardel Filho) rechaçava a interdição de praias poluídas, autorizada pelo prefeito, Breno (Fábio Cardoso). Produção de Silvio Santos, exibida na Record TV, Tupi e SBT e reeditada no remake de Mulheres de Areia, da Globo, em 1993.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


No dia 25 de janeiro de 2005, estreava a minissérie Mad Maria (Globo).

De Benedito Ruy Barbosa, contava a história da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, no estado de Rondônia. O autor acalentou o projeto por anos, até lança-lo como parte das comemorações dos 40 anos da Globo. Com Ana Paula Arósio, Fábio Assunção, Juca de Oliveira, Antônio Fagundes e Tony Ramos.

No dia 25 de janeiro de 2011, estreava a minissérie Chico Xavier (Globo).

Longa-metragem dirigido por Daniel Filho, convertido em minissérie de quatro capítulos. Retratava a trajetória do médium Chico Xavier (Matheus Costa / Ângelo Antônio / Nelson Xavier), a partir de uma entrevista dele concedida a um programa de TV nos anos 1970. No elenco, Tony Ramos, Christiane Torloni e Paulo Goulart.

No dia 25 de janeiro de 2014, terminava o programa TV Xuxa (Globo).

Último programa da apresentadora em seus 28 anos na Globo, antes da artista se transferir para a Record. O título, a princípio, fora empregado num matinal infantil, de segunda-feira a sexta-feira. Posteriormente, na atração de auditório – no ar nas manhãs e, posteriormente, nas tardes de sábado -, com músicas e entrevistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


No dia 25 de janeiro de 2015, estreava o programa Planeta Extremo (Globo).

O foco da atração era mostrar desafios nos lugares mais inóspitos do mundo. Com apresentação de Carol Barcellos e Clayton Conservani, Planeta Extremo foi lançado, primeiramente, como quadro do Fantástico, onde passou duas temporadas. Após um período como programa solo, foi integrado ao Esporte Espetacular.

No dia 25 de janeiro de 2018, estreava a série Brasil a Bordo (Globo).

A série, criada e estrelada por Miguel Falabella, tinha como pano de fundo uma companhia aérea falida. A produção começou a ser feita em 2016 e a estreia aconteceria no primeiro semestre de 2017, mas foi adiada em virtude do acidente aéreo que vitimou o time da Chapecoense. Apesar de ter sido disponibilizada no Globoplay em 4 de maio de 2017, entrou no ar na televisão somente em 25 de janeiro de 2018, tendo apenas 12 episódios. A Globo não deu continuidade à série por receio de que outro acidente de grandes proporções pudesse afetar novamente a atração.



Leia também