25 de janeiro na história da TV: em 2014, terminava TV Xuxa

Confira os destaques do dia 25 de janeiro na história da televisão brasileira:

No dia 25 de janeiro de 1967, estreava o programa 004 Longras (Globo).

Programa de cinco minutos, exibido de segunda-feira a sexta-feira às 19h, no qual o apresentador Raul Longras lia cartas de homens e mulheres que buscavam um amor. O sucesso determinou a criação do dominical Casamento na TV, em agosto do mesmo ano, que promovia encontros de jovens interessados em um relacionamento.

No dia 25 de janeiro de 1970, entrava no ar a TV Gazeta.

No dia 25 de janeiro de 1972, terminava a novela Minha Doce Namorada (Globo).

Foi com esta trama de Vicente Sesso que Regina Duarte ganhou o título de “namoradinha do Brasil”. A atriz deixou Irmãos Coragem (1970), assim como seu par romântico Cláudio Marzo, para viver Patrícia, moça que desponta como modelo, conquistando Renato (Marzo). No elenco, Maria Cláudia, Sadi Cabral e Célia Biar.

No dia 25 de janeiro de 1975, terminava a novela Corrida do Ouro (Globo).

A trama, de Lauro César Muniz e Gilberto Braga, mostrava cinco mulheres cumprindo desafios em busca de uma herança milionária. Com Aracy Balabanian, Célia Biar, Maria Luiza Castelli, Sandra Bréa e Renata Sorrah viviam as herdeiras. Mas foi Zilka Salaberry, como a tresloucada Kiki Vassourada, quem roubou a cena!

No dia 25 de janeiro de 1977, estreava a novela O Espantalho (Record TV).

De Ivani Ribeiro, a obra trazia conflitos em uma pequena cidade litorânea, onde o vice-prefeito Rafael (Jardel Filho) rechaçava a interdição de praias poluídas, autorizada pelo prefeito, Breno (Fábio Cardoso). Produção de Silvio Santos, exibida na Record TV, Tupi e SBT e reeditada no remake de Mulheres de Areia, da Globo, em 1993.

No dia 25 de janeiro de 2005, estreava a minissérie Mad Maria (Globo).

De Benedito Ruy Barbosa, contava a história da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, no estado de Rondônia. O autor acalentou o projeto por anos, até lança-lo como parte das comemorações dos 40 anos da Globo. Com Ana Paula Arósio, Fábio Assunção, Juca de Oliveira, Antônio Fagundes e Tony Ramos.

No dia 25 de janeiro de 2011, estreava a minissérie Chico Xavier (Globo).

Longa-metragem dirigido por Daniel Filho, convertido em minissérie de quatro capítulos. Retratava a trajetória do médium Chico Xavier (Matheus Costa / Ângelo Antônio / Nelson Xavier), a partir de uma entrevista dele concedida a um programa de TV nos anos 1970. No elenco, Tony Ramos, Christiane Torloni e Paulo Goulart.

No dia 25 de janeiro de 2014, terminava o programa TV Xuxa (Globo).

Último programa da apresentadora em seus 28 anos na Globo, antes da artista se transferir para a Record TV. O título, a princípio, fora empregado num matinal infantil, de segunda-feira a sexta-feira. Posteriormente, na atração de auditório – no ar nas manhãs e, posteriormente, nas tardes de sábado -, com músicas e entrevistas

No dia 25 de janeiro de 2015, estreava o programa Planeta Extremo (Globo).

O foco da atração era mostrar desafios nos lugares mais inóspitos do mundo. Com apresentação de Carol Barcellos e Clayton Conservani, Planeta Extremo foi lançado, primeiramente, como quadro do Fantástico, onde passou duas temporadas. Após um período como programa solo, foi integrado ao Esporte Espetacular.




Leia também