25 de abril na história da TV: em 1995, Engraçadinha estreava na Globo - TV História

25 de abril na história da TV: em 1995, Engraçadinha estreava na Globo

Whatsapp

Confira os principais fatos que aconteceram no dia 25 de abril na história da televisão brasileira:

No dia 25 de abril de 1981, terminava a novela O Meu Pé de Laranja Lima (Band).

Segunda adaptação do livro de José Mauro de Vasconcelos para a TV e escrita por Ivani Ribeiro. Alexandre Raymundo era o protagonista, Zezé; Dionísio Azevedo interpretava seu melhor amigo, Portuga (na primeira versão, vivido por Cláudio Corrêa e Castro).

No dia 25 de abril de 1982, estreava a segunda versão do humorístico Balança Mas não Cai (Globo).

Um clássico do humor, o programa foi um grande sucesso do rádio na década de 1950, e teve a sua primeira versão em 1968, repetindo o sucesso. O humorístico, que mostrava as confusões de um prédio residencial, contou com Paulo Silvino, Sônia Mamede, Lúcio Mauro, Paulo Gracindo, Berta Loran, Costinha, entre outros.

No dia 25 de abril de 1986, terminava a novela De Quina pra Lua (Globo).

Escrita por Alcides Nogueira, com argumento de Benedito Ruy Barbosa e colaboração de Walther Negrão, mostrava a desenfreada busca por um bilhete de loteria premiado. No elenco, além de Milton Moraes, Eva Wilma e, até mesmo, o humorista Agildo Ribeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia 25 de abril de 1986, estreava o programa Chico & Caetano (Globo).

Mensalmente, Chico Buarque e Caetano Veloso cantavam e recebiam convidados. Ficou famoso o cano que Tim Maia deu na atração, obrigando a emissora a exibir trechos do ensaio para tapar o buraco.

No dia 25 de abril de 1992, estreava o programa Paradão da Xuxa (Globo).

Inicialmente apresentada como quadro do Xou da Xuxa (1986), a atração ganhou status de programa solo em 1992, passando a substituir o infantil de onde surgiu nas manhãs de sábado. Sua estreia, contudo, aconteceu nas tardes, como especial de fim de ano, em 1991. O Paradão da Xuxa marcou também por premiar, todo fim de mês, os artistas mais tocados do período – o Super Paradão.

No dia 25 de abril de 1995, estreava a série A Comédia da Vida Privada (Globo).

Após o sucesso do especial de fim de ano em 1994, a série foi exibida mensalmente dentro da Terça Nobre. Baseada nos textos do escritor Luís Fernando Verissimo, a série satirizava com bom humor fatos do cotidiano e contava com um grande elenco em cada episódio: Pedro Cardoso, Fernanda Torres, Marco Nanini, Andrea Beltrão e Diogo Vilela, entre outros.

No dia 25 de abril de 1995, estreava a minissérie Engraçadinha… Seus Amores e Seus Pecados (Globo).

Adaptação da obra de Nelson Rodrigues, a minissérie foi um grande sucesso de audiência e crítica e fez parte das comemorações dos 30 anos da Globo. Dirigida por Carlos Manga, teve no elenco Claudia Raia, Alessandra Negrini, Ângelo Antônio, Mylla Christie e Paulo Betti, entre outros.

No dia 25 de abril de 1999, estreava o jornalístico Antena Paulista (Globo).

Revista eletrônica semanal que mostra reportagens e curiosidades do Estado de São Paulo, é comandada por Carlos Tramontina. O programa substituiu o Globo Comunidade.

No dia 25 de abril de 2011, terminava o programa Cantando no SBT (SBT).

A atração era comandada por Yudi Tamashiro e Priscila Alcântara, egressos do Bom Dia & Cia., e tinha Afonso Nigro como jurado. A competição musical era dividida em fase eliminatória, com 30 crianças; 12 disputaram a semifinal e três foram para a final, que premiou João Victor, de 12 anos.

No dia 25 de abril de 2015, terminava a série Patrulha Salvadora (SBT).

Derivado da novela Carrossel, exibida com grande sucesso em 2012, o seriado resgatava personagens da trama como super-heróis; todos tinham como principal habilidade características marcantes de sua personalidade. No elenco, nomes como Jean Paulo Campos (Cirilo), Larissa Manoela (Maria Joaquina) e Maísa Silva (Valéria).

No dia 25 de abril de 2015, estreava a segunda temporada do programa Cozinha sob Pressão (SBT).

A última edição do reality gastronômico apresentado pelo chef Carlos Bertolazzi teve como campeão Rodrigo Schweitzer.



Leia também