20 de outubro na história da TV: em 2017, A Força do Querer terminava na Globo - TV História

20 de outubro na história da TV: em 2017, A Força do Querer terminava na Globo

Whatsapp

No dia 20 de outubro de 1965, terminava a novela A Cor da Sua Pele (Tupi).

O preconceito racial quase impede o namoro de Clotilde (Yolanda Braga) e Dudu (Leonardo Villar), o mais introvertido e honesto dos três herdeiros de uma rica família. Foi o primeiro beijo inter-racial da TV brasileira. O autor Walter George Durst se dividiu entre os trabalhos dessa novela, às 19h, e A Outra, no ar às 20h; a inspiração para ‘A Cor’ veio de um texto de Abel Santa Cruz, autor dos originais de Carrossel e Carinha de Anjo.

No dia 20 de outubro de 1965, terminava a novela A Outra (Tupi).

Em debate, a crise no casamento de Gustavo (Walmor Chagas) e Lúcia (Geórgia Gomide), ameaçado pela presença da “outra” Cibele (Guy Loup). Por conta de atrasos na produção, o último capítulo foi gravado poucas horas antes da exibição. Mas o equipamento de videoteipe falhou e o diretor Geraldo Vietri precisou montar um esquema para levar ao ar o desfecho, ao vivo! Primeira novela de Tony Ramos.

No dia 20 de outubro de 1972, terminava o programa infantil Zás Trás (Globo).

A princípio exibido apenas para São Paulo, através da TV Paulista, este infantil que unia desenhos e brincadeiras ganhou o Rio de Janeiro em 1969. Márcia Cardeal, que apresentava a atração até então, foi substituída por Ted Boy Marino. Após dois anos fora do ar, o Zás Trás voltou a ser produzido, contando outra vez com Márcia e exibindo séries como Família Dó-Ré-Mi, Terra dos Gigantes e Túnel do Tempo.

No dia 20 de outubro de 1975, estreava a segunda versão da novela A Moreninha (Globo).

Marcos Rey adaptava o romance de Joaquim Manuel de Macedo, que já havia ganhado uma versão “novelística” dez anos antes, também na Globo, às 19h. Em cena, o Rio de Janeiro do final do século XIX: o romance de Carolina (Nívea Maria) e Augusto (Mário Cardoso); e a luta dos abolicionistas, como Leopoldo (Eduardo Tornaghi), que tem sua namorada sequestrada por um capitão do mato.

No dia 20 de outubro de 1975, terminava o humorístico Satiricom (Globo).

Os bambas dos programas humorísticos Haroldo Barbosa e Max Nunes assinavam o roteiro desta atração que zombava das novelas, de filmes, telejornais, programas de auditório e de rádio – e, na última temporada, do comportamento humano. Em quadros de dois minutos, Agildo Ribeiro, Jô Soares, Luiz Carlos Miele e Berta Loran, entre outros, se revezavam em tipos diversos, sem personagens fixos.

No dia 20 de outubro de 2002, estreava o esportivo Auto Esporte (Globo).

As manhãs de domingo, quase sempre voltadas para o automobilismo – com corridas de Fórmula 1, por exemplo – ganharam um programa todo dedicado ao setor, com a transformação deste quadro do Esporte Espetacular em atração solo. Silvia Garcia foi a primeira apresentadora do ‘Auto’, que cobre os lançamentos automobilísticos, náuticos e motociclísticos; hoje, Milena Machado responde pela função.

No dia 20 de outubro de 2012, terminava o humorístico Saturday Night Live (RedeTV!).

Tentativa da RedeTV! de responder à saída do Pânico da emissora, rumo à Band. E veio do canal do Morumbi o principal nome do humorístico: Rafinha Bastos, ex-CQC. Também no elenco Fernando Muylaert, Marcela Leal, Marco Gonçalves e Renata Gaspar. Curiosamente, o formato adaptado do consagrado programa que está no ar desde 1975 nos sábados da NBC foi exibido por aqui aos domingos.

No dia 20 de outubro de 2015, estreava o reality show MasterChef Júnior (Band).

No dia 20 de outubro de 2017, terminava a novela A Força do Querer (Globo).

Whatsapp


Leia também