15 de outubro na história da TV: em 1990, Araponga estreava na Globo - TV História

15 de outubro na história da TV: em 1990, Araponga estreava na Globo

Whatsapp

No dia 15 de outubro de 1983, estreava o programa Bar Academia (Manchete).

O conceito remetia à organização da Academia Brasileira de Letras: cada convidado reverenciava um patrono; na estreia, Chico Buarque interpretou canções de Noel Rosa. Walmor Chagas apresentava a atração, exibida aos sábados, quinzenalmente.

No dia 15 de outubro de 1990, estreava a novela Araponga (Globo).

A Globo apostou no slogan “jeito novo de fazer novela”; uma “resposta” ao êxito de Pantanal, na Manchete, que apostou forte em imagens externas. Mas esta produção não trouxe nada de diferente, exceto o horário: concebida para a faixa das 20h, foi ao ar às 21h30, justamente para fazer frente à concorrência.

No dia 15 de outubro de 1991, estreava a minissérie O Fantasma da Ópera (Manchete).

Geraldo Vietri “abrasileirou” o clássico do francês Gaston Leroux, exibido às 21h30 como “tapa-buraco” – por conta dos atrasos na produção de Amazônia, a substituta de A História de Ana Raio e Zé Trovão. Cláudio Marzo viveu o músico desfigurado, acusado por crimes cometidos nos bastidores do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, apaixonado pela estrela dos palcos interpretada por Carolina Ferraz.

No dia 15 de outubro de 1999, terminava a temporada “.com” de Malhação (Globo).

Já longe da academia de ginástica, Malhação passou toda esta temporada buscando um rumo. Começou interativa, no quarto de Mocotó (André Marques), e acabou apelando para anjos, que faziam Laila (Carolina Kasting) voar (literalmente). Foi o insucesso desta fase que determinou a quase extinção da novelinha.

No dia 15 de outubro de 2002, estreava a minissérie Cidade dos Homens (Globo).

O especial Palace II, exibido dentro da série Brava Gente, determinou a produção do filme Cidade de Deus, que acabou por influenciar a criação desta série, estrelada por Darlan Cunha (Laranjinha) e Douglas Silva (Acerola). Nesta primeira temporada, foram apenas 4 episódios, roteirizados e dirigidos por diferentes profissionais; dentre eles, Regina Casé.

No dia 15 de outubro de 2004, terminava a série Contos da Meia-Noite (Cultura).

Com quase nada de aparato cênico e figurino, servindo-se apenas de projeções e de um ator ou atriz, Contos da Meia-Noite contava com interpretações de clássicos de grandes autores, como Machado de Assis, Lygia Fagundes Telles, Rubem Fonseca e Clarice Lispector. Entre o elenco, Marília Pêra, Matheus Nachtergaele e Giulia Gam.

No dia 15 de outubro de 2005, terminava a minissérie Hoje é Dia de Maria – Segunda Jornada (Globo).

Após se aventurar por uma cidade grande – e testemunhar guerras e destruição – Maria (Carolina Oliveira) decide voltar ao sertão. Esta segunda temporada da obra de Luís Alberto de Abreu e Luiz Fernando Carvalho, inspirada nos escritos de Carlos Alberto Soffredini, foi exibida de terça-feira a sábado, em homenagem a Semana da Criança.

No dia 15 de outubro de 2007, estreava a temporada 2007/2009 de Malhação (Globo).

Patrícia Moretzsohn desenvolveu a sinopse desta temporada, encarregada de turbinar a audiência da faixa, em parceria com Jaqueline Vargas – com quem havia dividido o comando de Floribella (2006), na Band. O grande mérito: o de revelar nomes como Sophie Charlotte, Nathalia Dill, Mariana Rios e Caio Castro.

No dia 15 de outubro de 2019, estreava o reality show MasterChef: A Revanche.

No dia 15 de outubro de 2020, estreava a nona temporada do programa The Voice Brasil (Globo).

No dia 15 de outubro de 2020, estreava o programa Que História é Essa Porchat? (Globo).



Leia também