11 de agosto na história da TV: em 1997, Xica da Silva terminava na Manchete - TV História

11 de agosto na história da TV: em 1997, Xica da Silva terminava na Manchete

Whatsapp

Confira os principais fatos que aconteceram no dia 11 de agosto na história da televisão brasileira:

No dia 11 de agosto de 1975, terminava o humorístico Azambuja & Cia (Globo)

Humorístico estrelado por Chico Anysio, apresentava as histórias do malandro Azambuja e sua turma: Bililico, Nega Brechó, Steve Wonder, Pernambuco. Trivelato e MacPherson. Exibido nas noites de segunda-feira, teve 21 episódios.

No dia 11 de agosto de 1975, estreava a novela Vila do Arco (Tupi)

Baseada no romance O Alienista, de Machado de Assis, a trama se passava em 1888. O alienista Simão Bacamarte chegava à Vila do Arco, interior de São Paulo, e fundava um hospício na cidade. Laerte Morrone ganhou o papel de protagonista devido ao sucesso que fez na novela anterior, O Sheik de Ipanema. O final do folhetim foi acelerado porque a emissora resolvera eliminar a faixa das 20h30 para novelas.

No dia 11 de agosto de 1980, estreava a novela Coração Alado (Globo)

Em plena Ditadura Militar, a trama escrita por Janete Clair tratava de temas polêmicos, como estupro e masturbação. O papel principal era vivido por Tarcísio Meira, um artista plástico nordestino que ia para o Rio de Janeiro em busca de reconhecimento profissional e se dividia entre o amor de Catucha (Débora Duarte) e Vivian (Vera Fischer). O grande destaque da novela foi Aracy Balabanian, que brilhou interpretando a sofrida e batalhadora trocadora de ônibus Maria Faz-Favor.

No dia 11 de agosto de 1989, terminava a série Colônia Cecília (Band)

A minissérie da Bandeirantes era exibida na faixa das 19h30 e falava sobre imigrantes italianos que se instalaram no município paranaense de Palmeira, criando a primeira sociedade anarquista do Brasil, a Colônia Cecília. Foi o primeiro trabalho na televisão da atriz Gabriela Duarte.

No dia 11 de agosto de 1989, terminava a novela O Salvador da Pátria (Globo)

A obra, inesquecível, narrava a trajetória do simplório Sassá Mutema (Lima Duarte), um boia-fria que se envolvia com o mundo político. Com Maitê Proença, José Wilker, Betty Faria, Francisco Cuoco, Susana Vieira, Lúcia Veríssimo e Luís Gustavo – o lendário Juca Pirama. Texto de Lauro César Muniz; direção geral de Paulo Ubiratan.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No dia 11 de agosto de 1997, terminava a novela Xica da Silva (Manchete)

A trama escrita por Walcyr Carrasco foi marcada por uma forte retratação histórica e apelo erótico. Xica da Silva se consolidou como uma trama que retratou um Brasil Colonial cruel e impiedoso, contando a história, em algumas partes verídicas, da escrava Chica da Silva. Taís Araújo, no papel principal, tornou-se a terceira atriz negra a protagonizar uma telenovela brasileira, após Yolanda Braga em A Cor da Sua Pele (1965), da TV Tupi, e Ruth de Souza em A Cabana do Pai Tomás (1968), da Rede Globo.

No dia 11 de agosto de 1998, estreava a novela Brida (Manchete)

Foi a última novela a ser produzida pela emissora, que na época enfrentava uma crise financeira, resultando em sua extinção no ano seguinte. A trama foi baseada no best-seller de Paulo Coelho e foi retirada do ar de um dia para o outro, sem maiores explicações.

No dia 11 de agosto de 2002, terminava o programa Gente Inocente (Globo)

Voltado para o público infantil, era apresentado por Márcio Garcia. Exibido nas tardes de domingo, foi baseado no programa Essa Gente Inocente, exibido em 1965 pela TV Excelsior.

No dia 11 de agosto de 2018, estreava a quarta temporada do programa Bake Off Brasil: Mão na Massa (SBT)

Reality show no qual confeiteiros amadores são submetidos a provas técnicas e criativas e precisam colocar a mão na massa para enfrentar os jurados especializados. A cada semana, um candidato é eliminado da competição. Nesta temporada, o programa contou com a nova apresentadora Nadja Haddad e o novo jurado o Chef Olivier Anquier para compor a dupla de jurados com a Chef Confeiteira Beca Milano.

Whatsapp


Leia também