Missão ingrata: 10 programas que estrearam nos primeiros dias do ano

Whatsapp

Ano novo, vida nova – ou, melhor ainda, programação nova! Ao longo da história da televisão, alguns programas estrearam na grade das emissoras no início do ano, quando geralmente temos reprises no ar. Uns tiveram sucesso e longa duração, enquanto outros saíram do ar no mesmo ano.

Confira 10 exemplos na lista:

Jornal da Massa

Ratinho

O telejornal apresentado por Carlos Massa estreou no dia 1 de janeiro de 2007, no SBT. O jornal misturava notícias policiais e críticas ao governo, mas também continha tons humorísticos, já que a humorista Dani Calabresa realizava reportagens irreverentes pelas ruas de São Paulo.

Leia mais

Mesmo com bons índices de audiência, o telejornal foi cancelado em agosto do mesmo ano. Isso porque Ratinho deixou a atração para comandar o programa Você É o Jurado, também na emissora de Silvio Santos.

Em 2009, o Jornal da Massa reestreou, desta vez na Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná. Ratinho, dono da afiliada, não retornou ao comando do programa, apenas produziu o novo formato. Atualmente no ar, o telejornal deixou o lado cômico de lado e é comandado por Denian Couto e Paulo Martins.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Esquenta!

Esquenta

Quem não se lembra do “Ixxxquentaaaa”, da Regina Casé? Transmitido no início das tardes de domingo, na Globo, o programa contou com cinco temporadas e ficou no ar de 2 de janeiro de 2011 até 1 de janeiro de 2017.

Com a proposta de trazer uma atração voltada para os públicos da periferia fluminense, o Esquenta! foi inspirado em antigos programas da emissora, como o Samba, Pagode & Cia. e o Central da Periferia.

Além de Regina Casé no comando, o programa contava com atrações musicais com Arlindo Cruz, Péricles e Xande de Pilares e participações de personalidades como Preta Gil, Fábio Porchat, Luis Lobianco, entre outros nomes.

Gente Inocente

Gente Inocente

Comandado por Márcio Garcia, o programa de auditório infantil estreou na Globo no dia 2 de janeiro de 2000. Tratava-se de uma versão do programa Essa Gente Inocente, que foi exibido pela TV Excelsior em 1965.

Exibido aos domingos, o programa contava com diversos quadros voltados ao público infantil, como “Cantando no Chuveiro”, “Eles são Show”, “Arquivo Secreto”, “Fala Galerinha” e “Tá no Papo”.

O show de fofura ficou no ar até o dia 28 de julho de 2002. Dois anos depois, em 2004, Márcio Garcia deixou a Globo, retornando em 2008. Atualmente, o apresentador está a frente do The Voice Kids.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bom Dia Brasil

Carlos Monforte

O programa foi ao ar pela primeira vez no dia 3 de janeiro de 1983, com apresentação de Carlos Monforte. Transmitido diretamente de Brasília, inicialmente o jornalístico tinha cunho essencialmente político e econômico, não dando espaço para outros assuntos. Raramente, também eram dadas notícias de outros estados brasileiros.

Tudo se transformou em 1996, após mudanças no telejornalismo da emissora. Estreou, então, um Bom Dia Brasil totalmente reformulado, com apresentação de Renato Machado e Leilane Neubarth no Rio de Janeiro, Chico Pinheiro em São Paulo e Carlos Monforte em Brasília. Desde então, vários apresentadores passaram pelo comando do telejornal.

Em agosto de 2019, o telejornal inaugurou outra fase, com novo formato e cenário, novas vinhetas, trilhas sonoras, nova identidade visual e novos grafismos.

Cantando no SBT

Cantando no SBT

Depois do Bom Dia & Cia, Yudi Tamashiro e Priscila Alcântara comandaram outra atração, o talent show Cantando no SBT. O programa, que ainda tinha o cantor Afonso Nigro como jurado, estreou no dia 3 de janeiro de 2011 e teve três temporadas.

A atração ficou no ar até o dia 26 de abril de 2011 e teve como vencedores das temporadas, respectivamente: João Victor, de 12 anos, Ícaro, de 10 anos, e o trio Nicolle Fehrmann, Fernando e Nicholas Torres – o Jaime da novela Carrossel.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Vigilante Rodoviário

Vigilante Rodoviário

O seriado brasileiro foi a realização de um sonho do saudoso cineasta Ary Fernandes, que gostaria de ver na TV um herói 100% brasileiro. Exibido na década de 1960 pela TV Tupi, o seriado estreou no dia 3 de janeiro de 1962.

O Vigilante Rodoviário foi o primeiro seriado filmado em película de cinema no Brasil e contou com 38 episódios distribuídos em três temporadas. Seu episódio final foi ao ar no dia 13 de maio de 1967.

Na série, os personagens Inspetor Carlos, interpretado por Carlos Miranda, e seu cão, Lobo, lutavam contra o crime a bordo de uma motocicleta Harley-Davidson 1952 (ou de um Simca Chambord 1959), na altura do km 38 da Rodovia Anhanguera.

Moacyr Franco Show

Regina Duarte e Moacyr Franco

Moacyr Franco é um artista completo: ator, cantor, compositor, autor e apresentador de TV. Seja na música, na televisão ou no cinema, Moacyr se destacou desde muito cedo, quando ainda estava no ensino fundamental.

E foi sob o seu comando que entrou no ar, no dia 4 de janeiro de 1972, o Moacyr Franco Show, na Rede Globo. Tratava-se de uma das mais importantes atrações do horário nobre da emissora na época.

No programa de variedades, o apresentador mostrava todo o seu talento como cantor, compositor, autor e ator, atuando em esquetes de humor e recebendo convidados para apresentações musicais e entrevistas.

Inicialmente gravado nos estúdios da Globo no Rio de Janeiro, o programa migrou para São Paulo em abril de 1972 e, no ano seguinte, passou a ser transmitido em cores. Moacyr Franco Show ficou no ar até 1977.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ligações Perigosas

Patricia Pillar e Selton Mello

Por falar em seriado, no dia 4 de janeiro de 2016 a Globo levou ao ar a minissérie Ligações Perigosas, inspirada no clássico da literatura francesa “As Ligações Perigosas”, de Choderlos de Laclos.

Com 10 capítulos, a trama contou com um elenco composto por Patrícia Pillar, Marjorie Estiano, Selton Mello, Yanna Lavigne, Renato Góes, Jesuíta Barbosa, Aracy Balabanian e Alice Wegmann, sendo exibida até o dia 15 de janeiro do mesmo ano.

Ligações Perigosas teve média de 22,3 pontos de audiência no Ibope e foi indicada a diversas premiações como o Troféu APCA, Prêmio Extra de Televisão e Prêmio Quem de Televisão, tendo vencido a categoria de Melhor Chamada (medalha de Bronze) no PromaxBDA Latin America Awards.

Chico City

Chico City

Chico Anysio foi um dos artistas mais completos de todos os tempos. Humorista, ator, radioator, produtor, locutor, roteirista, escritor, dublador, apresentador, compositor e pintor brasileiro, esteve à frente de diversas atrações, entre elas o Chico City, programa humorístico produzido pela Globo e exibido entre 5 de janeiro de 1973 e 24 de abril de 1980.

No início da história do programa, todos os quadros se passavam numa cidade do interior do Nordeste, a tal Chico City. O enredo aproveitava o sucesso da novela O Bem-Amado, que fazia graça com personagens daquela região do Brasil.

Exibida semanalmente, a atração contava com o humorista Chico Anysio como figura principal, mas também tinha outros nomes no elenco como Berta Loran, Luís Delfino, Lucio Mauro, José Vasconcellos, Tião Macalé, entre tantos outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fala Dercy

Dercy Gonçalves

Quem não se lembra da desbocada e querida Dercy Gonçalves, atriz que nos deixou em 2008 com 101 anos de idade? A atriz, humorista e cantora brasileira comandou o programa de auditório Fala Dercy, que estreou no dia 4 de janeiro de 2000, no SBT.

Na atração, Dercy atuava em um cenário luxuoso, com móveis Luís XV, cortinas de cetim, cristaleiras, aparelhos de jantar de porcelana chinesa e lavatórios folheados a ouro.

Além de debater temas polêmicos com políticos e artistas, a apresentadora conduzia entrevistas com diversas celebridades, como cantores, grupos musicais e artistas.

A atração ficou no ar até o dia 27 de agosto de 2000 e foi o último programa comandado por Dercy, contratada pelo SBT com um salário vitalício oferecido pelo próprio Silvio Santos.

Whatsapp


Leia também