10 humorísticos que a Globo faz questão que você esqueça que existiram - TV História

10 humorísticos que a Globo faz questão que você esqueça que existiram

Whatsapp

A Globo extinguiu todos os seus atuais programas humorísticos, como Zorra, Escolinha do Professor Raimundo e Fora de Hora, prometendo criar novas atrações do gênero a partir de 2021.

No entanto, na história do canal, alguns programas humorísticos não tiveram vida longa, pelos mais variados motivos.

Confira na lista:

Super Bronco

Após anos de sucesso na Record, o genial Golias foi contratado pela Globo, onde participou da Praça da Alegria e ganhou seu próprio programa. O Super Bronco nada mais era do que a adaptação da série norte-americana Morky & Mindy, estrelada pelo jovem Robin Williams. Mas não rolou. A atração ficou no ar entre 6 de maio e 25 de outubro de 1979 e o humorista deixou a emissora em seguida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A Festa é Nossa

Utilizando uma frase de sua tradicional música de fim de ano, a Globo lançou um programa baseado no formato do britânico Penthouse: as esquetes aconteciam num único cenário, uma mansão, durante uma festa. Depois de algum tempo, a ideia foi esquecida e os quadros tradicionais passaram a ser exibidos. Até mesmo Dedé Santana, Mussum e Zacarias estiveram na atração, durante o período da briga com Renato Aragão. Mas nada que empolgou o público. Ficou no ar entre março e dezembro de 1983.

Humor Livre

Mais uma tentativa da Globo de combater o Programa Silvio Santos nas tardes de domingo, o Humor Livre tinha consagrados humoristas, como Dercy Gonçalves, Paulo Silvino, Rogério Cardoso e Agildo Ribeiro, mas não empolgou o público. Ficou no ar somente entre 25 de março e 9 de setembro de 1984.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Casa do Terror

Praticamente esquecido, é considerado um dos programas mais bizarros da história da Globo. Foi uma tentativa frustrada de unir terror e comédia, com histórias completas a cada domingo. Ainda mais concorrendo com o Topa Tudo por Dinheiro, nada feito. A atração teve vários programas gravados, mas apenas dois foram exibidos.

O Belo e as Feras

Chico Anysio era um gênio da televisão e fez sucesso em muitos programas, mas esse não teve vida longa. Em formato de série, a cada semana Chico interpretava um personagem diferente, dividindo a cena com uma estrela global convidada, como Regina Duarte e Vera Fischer. Ficou no ar entre 8 de janeiro e 22 de março de 1999, com 25 episódios.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Garotas do Programa

Humorístico estrelado por Marília Pêra, Betty Gofman, Camila Pitanga, Drica Moraes, Mariana Hein e Zezé Polessa, tinha esquetes que satirizavam o universo feminino e suas relações com o sexo oposto. Mas o público não deu muita bola para a iniciativa. Ficou no ar somente de 7 de abril a 25 de agosto de 2000.

Junto & Misturado

A atração contava com uma nova turma que estava chegando no humor, como Bruno Mazzeo, Fábio Porchat e Gregório Duvivier, e tinha o formato que viria a fazer sucesso na internet alguns anos depois. Mas não era o momento. Teve duas temporadas, a primeira entre 1º de outubro e 17 de dezembro de 2010 e a segunda entre 1º e 29 de dezembro de 2013. Depois disso, sumiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Casseta & Planeta Vai Fundo

Humorístico de sucesso, o Casseta & Planeta Urgente! saiu do ar em 2010, com justificativa de desgaste. Um novo programa foi criado, com a mesma turma e participações especiais de astros da Globo, mas sem quadros de sucesso, como as Organizações Tabajara, e as paródias de novelas e atrações da televisão. Resultado: baixa audiência e fim da linha para o grupo na Globo. Ficou no ar entre 30 de março e 21 de dezembro de 2012, tendo apenas 20 episódios.

Divertics

O programa, dirigido e apresentado pelo saudoso Jorge Fernando, queria renovar o humor na televisão, com esquetes rápidas abordando o cotidiano. Nada feito. Ficou no ar entre 8 de dezembro de 2013 e 30 de março de 2014, nas férias do Esquenta, não teve boa audiência, não agradou a crítica e os telespectadores e nunca mais voltou ao ar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Tomara que Caia

Formato criado pela própria Globo, o Tomara que Caia era exibido ao vivo, nas noites de domingo, como uma mistura de humorístico e game show. O público, através de votação, definia o rumo da história, com dois times de humoristas se dividindo no palco. Nem mesmo participações especiais, como a de Anitta, ajudaram a melhorar a audiência. O programa ficou no ar de 19 de julho a 1º de novembro de 2015 e dizimou o Ibope da emissora.



Leia também