Aids e mais: 10 astros das novelas dos anos 80 que morreram precocemente

Aids e mais: 10 astros das novelas dos anos 80 que morreram precocemente

Whatsapp

A década de 1980 foi uma das mais gloriosas da televisão brasileira. Diversas novelas de sucesso foram produzidas nessa época, incluindo A Gata Comeu, Roque Santeiro e Vale Tudo, entre muitas outras.

Essas tramas revelaram ou consolidaram inúmeros artistas que viriam a se destacar nas décadas seguintes. Infelizmente, alguns nomes dessa época nos deixaram precocemente, pelos mais variados motivos.

Confira 10 exemplos na lista:

Lauro Corona

Lauro Corona

Galã da Globo e destaque em diversas novelas nos anos 1970 e 1980, como Dancin’ Days, Baila Comigo, Vereda Tropical, e Corpo e Corpo, Lauro Corona morreu em 20 de julho de 1989, aos 32 anos.

Pouco tempo antes, ele deixou o elenco da novela Vida Nova, da Globo, para intensificar seu tratamento contra a doença.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carlos Augusto Strazzer

Carlos Augusto Strazzer e Maitê Proença

Depois de diversas novelas na Tupi, o ator teve importantes papeis em novelas da Globo nos anos 1980. Ele participou de Coração Alado, Jogo da Vida, Champagne, Livre para Voar, Mandala e Que Rei Sou Eu?.

O ator morreu em 19 de fevereiro de 1993, aos 46 anos, vítimas de complicações respiratórias em decorrência da Aids. Seu último trabalho foi em O Sorriso do Lagarto.

Felipe Pinheiro

Felipe Pinheiro

O ator foi um dos destaques de Bebê a Bordo, recentemente incluída no catálogo do Globoplay. Ele também esteve em Olho no Olho e na minissérie Contos de Verão. Felipe ainda participou de diversos comerciais e foi um dos redatores da TV Pirata.

Ele foi encontrado morto em seu apartamento no dia 1º de novembro de 1993, aos 33 anos, após sofrer um mal súbito.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cláudia Magno

Claudia Magno

Atriz que participou de diversas novelas da Globo, principalmente nos anos 1980, se destacando em Tieta, Cláudia Magno morreu em 5 de janeiro de 1994, aos 35 anos, em virtude de insuficiência respiratória aguda em decorrência da Aids. Quando nos deixou, estava trabalhando em Sonho Meu.

Caíque Ferreira

Caique Ferreira

Alguns dias depois de Cláudia, perdemos Caíque Ferreira. O ator chamou atenção em novelas como Brilhante e Amor com Amor se Paga, atualmente exibida pelo Viva, quando interpretou Gustavo.

Também se destacou em diversos espetáculos de teatro, sendo, inclusive, premiado internacionalmente. Caíque morreu aos 39 anos, em 12 de janeiro de 1994, vítima de complicações da Aids.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alexandre Lippiani

Alexandre Lippiani

Lippiani despontou em Sassaricando (1987), quando viveu o personagem Tavinho; depois, fez Boca do Lixo, Lua Cheia de Amor, Pantanal, O Fantasma da Ópera, Sonho Meu e Explode Coração.

O ator morreu em 24 de maio de 1997, aos 32 anos, após seu carro se chocar com um poste no Rio de Janeiro (RJ).

Ele vivia o Padre Eurico em Xica da Silva, da Manchete, recebendo uma homenagem da emissora em sua última cena gravada na produção.

Thales Pan Chacon

Thales Pan Chacon

Um dos galãs da televisão brasileira nos anos 1980, Thales se destacou em novelas como Fera Radical, O Salvador da Pátria e Meu Bem, Meu Mal.

Após diminuir sua participação na televisão, morreu em 2 de outubro de 1997, aos 40 anos, em sua casa, em virtude das complicações causadas pela Aids.

Sua última novela foi Os Ossos do Barão, no SBT, alguns meses antes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Irving São Paulo

Irving São Paulo

Os papeis de maior destaque de Irving São Paulo vieram na década de 90, em Mulheres de Areia e A Viagem, mas ele também teve importantes trabalhos no decênio anterior. Esteve em Final Feliz, Champagne, Bebê a Bordo, Vida Nova e O Sexo dos Anjos.

O ator morreu em 10 de agosto de 2006, com apenas 41 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos e insuficiência respiratória. Ele havia sido internado com pancreatite.

Fábio Pillar

Fabio Pillar

Ator e diretor, participou de diversas novelas na década de 1980, como Baila Comigo, Selva de Pedra, Bebê a Bordo e Top Model. Além disso, se destacou no teatro, recebendo duas indicações ao Prêmio Shell pelos musicais que dirigiu.

Fábio Pillar morreu em 14 de julho de 2010, aos 49 anos, após lutar contra um câncer.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Rodolfo Bottino

Rodolfo Bottino e Isabela Garcia

Galã de novelas da Globo nos anos 1980, tornou-se apresentador de programas culinários mais adiante. Ele se destacou em tramas como Livre para Voar, Ti-Ti-Ti, Roda de Fogo, Anos Dourados, Bambolê, Bebê a Bordo e O Sexo dos Anjos.

Em 2009, revelou que estava com o vírus HIV desde os anos 1990. Rodolfo Bottino morreu em 11 de dezembro de 2011, aos 52 anos, vítima de embolia pulmonar.

Whatsapp


Leia também