Até Galvão Bueno: 10 apresentadores do Jornal Nacional que poucos se lembram

Whatsapp

A história do Jornal Nacional não é feita apenas por nomes como Cid Moreira, Sérgio Chapelin, Celso Freitas, Lilian Witte Fibe, William Bonner, Fátima Bernardes e Renata Vasconcellos.

Conheça 10 profissionais que estiveram à frente da atração entre as décadas de 1970 e 1990, mas poucos se lembram:

Ronaldo Rosas

Muito ligado à imagem da Rede Manchete, onde ficou por vários anos, Ronaldo Rosas apresentou o Jornal Nacional por pouco tempo, em 1971. Em 1972, deu lugar à Sérgio Chapelin. Rosas, que anda sumido da televisão, tem uma produtora e ministra cursos de telejornalismo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Carlos Campbell

Carlos Campbell apresentou o Jornal Nacional em várias ocasiões no final dos anos 1970. Também foi o primeiro apresentador do Bom Dia DF, em 1989. Longe da televisão, se fixou na capital federal e, atualmente, trabalha com política.

Eliakim Araújo

Além de apresentar o Jornal da Globo por alguns anos, Eliakim Araújo comandava o Jornal Nacional aos sábados e cobria férias dos titulares nos anos 1980. Desde meados da década de 1990, morava nos Estados Unidos, onde passou por CBS Telenotícias e Record News, além de ter uma produtora. Morreu em 17 de julho de 2016, aos 75 anos, vítima de câncer no pâncreas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Léo Batista

Apesar de ser ligado ao esporte até hoje, Léo Batista apresentava o Jornal Nacional aos sábados nos anos 1980 e 1990…

Fernando Vanucci

…junto com Fernando Vannucci, também figurinha carimbada das transmissões esportivas globais nos anos 1980 e 1990. Ambos também atuavam apresentando o bloco de gols do Fantástico, que tinha grande importância nos anos 1980. O jornalista faleceu no ano passado.

Marcos Hummel

Atualmente na Record, Marcos Hummel também foi habitué da bancada do Jornal Nacional nos anos 1980 e início dos anos 1990, cobrindo férias dos titulares e nas edições de sábado. Na emissora, também passou pelo Jornal Hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Berto Filho

Com voz similar à de Cid Moreira, Berto Filho comandou o Jornal Nacional em muitas ocasiões no final dos anos 1970 e início dos anos 1980. Também passou por Jornal Hoje e Fantástico. Morreu no dia 12 de março de 2016, no Rio de Janeiro (RJ).

Carlos Nascimento

Carlos Nascimento apresentava o São Paulo Já e cobria férias dos titulares no Jornal Nacional na primeira metade dos anos 1990. Ele, inclusive, chegou a ser apontado como sucessor de Cid Moreira na bancada. Recentemente, deixou o SBT.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Galvão Bueno

Foi por pouco tempo, mas Galvão Bueno esteve na bancada do Jornal Nacional, dando notícias do esporte. Foi na grande reformulação de 1996, quando William Bonner e Lilian Witte Fibe assumiram o comando do telejornal.

Paulo Henrique Amorim

O saudoso jornalista, que morreu em 2019, apresentou o telejornal como substituto em 1996, pouco antes de deixar a Globo.



Leia também