Casamentos, prisões, Tobias livre e a paz entre as famílias: confira como termina Cabocla





Confira o que acontece nos cinco últimos capítulos de Cabocla (2004):

Capítulo 163
Bina se impressiona com a revolta da filha. Zuca diz que não aguenta mais a mãe atrapalhando a vida dela e de Luís. Edmundo não se conforma por Luís ter ido atrás da cabocla. Pequetita sugere que eles façam uma visita a Boanerges. Generosa e Felício se preparam para conhecer a casa de Rosa e de seu marido Jorge Adib, um próspero comerciante. O delegado prende Tobias. Mariquinha pede que o pai ajude o marido. Xexéu promete ajudar na campanha de Boanerges e espera ser perdoado. Neco se surpreende ao saber da prisão de Tobias. Mariquinha chora e o peão pede que ela permaneça calma e jura amá-la muito mais do que pensava ser capaz. Justino propõe se juntar a Boanerges para pedir ao juiz a libertação de Tobias. O delegado garante a Mariquinha que Tobias vai ser inocentado no julgamento. O peão fica em liberdade até o julgamento e agradece a Justino. O coronel retruca que Tobias é um homem honrado e está muito feliz que ele seja casado com a filha. Justino avisa Neco que eles vão à fazenda de Boanerges pedir a mão de Belinha. O vigário convida Boanerges para o casamento de Zuca, que será uma cerimônia simples. Justino aguarda, impaciente, a chegada de Boanerges na fazenda. Bina se recusa a ir ao casamento, mas Zuca bate pé e mantém o que está marcado. Justino aposta três vacas com Boanerges como Neco não casa sem o seu consentimento. Quando ele aceita a aposta, avisa que está ali para pedir a mão de Belinha para o seu filho Neco. Joaquim diz a Pequetita que não vai permitir o casamento de Luís com Zuca.

Capítulo 164
Edmundo aconselha que Joaquim não se meta. Pequetita fala que muitos disseram que ela não devia se casar com Joaquim, mas ela não ligou. Generosa prefere não viajar até o julgamento de Tobias. Zuca acusa a mãe de sempre estragar a sua felicidade. Boanerges diz ao vigário que fará uma festa de casamento para a filha que será inesquecível. Zuca e Luís pedem que Bina e Zé reconsiderem, mas eles não vão à igreja. Chico comenta com Ritinha que o casamento de Zuca e Luís já deve ter sido consumado há tempos. Joaquim e Pequetita viajam no trem. Zé diz que Bina tem medo de Luís levar Zuca embora. Boanerges tenta dissuadir Zuca e Luís, mas a cabocla está decidida. Neco tranca a porta da prefeitura e beija Belinha. Ela avisa que ainda não é sua mulher e pede que ele abra a porta. Joaquim chega à cidade e Zé e Bina escondem que Luís e Zuca foram à cidade para se casar. Joaquim diz que Luís está totalmente curado. Bina é obrigada a contar a Joaquim sobre o casamento. Os noivos aguardam a chegada dos padrinhos Chico e Ritinha. Zé, Bina, Joaquim e Pequetita correm para a igreja. O vigário começa a cerimônia. Bina, Zé, Joaquim e Pequetita chegam a tempo e abençoam os filhos. Nastácio garante que depois do casamento de Belinha e Neco ele vai embora. Zuca conta para Luís que está grávida. Boanerges e Justino discutem onde vai ser feita a festa de casamento dos filhos. O vigário se irrita e diz que não vai mais celebrar o casamento. Justino avisa Neco que se ele não fizer a festa em sua casa, não dará consentimento para o casamento.

Capítulo 165
O delegado prende Macário. Desidério jura que só confessou porque disseram que ele havia morrido. Macário diz que ele vai pagar sozinho, porque o juiz vai acreditar na palavra dele. O delegado e o juiz aparecem e dizem que ouviram tudo. O delegado manda Macário arranjar um bom advogado e pede ao juiz que arquive o processo contra Tobias. Justino e Tobias temem que o julgamento de Macário seja político. Mariquinha avisa Tobias que Luís vai defendê-lo. Tobias pede que, se ele for preso, Mariquinha volte para a casa de Justino. O delegado avisa Tobias que ele está livre e que Macário e Desidério serão julgados em Vitória. Luís e Zuca contam para Bina e Zé que compraram uma fazenda. Edmundo chega à cidade. Joaquim pede desculpas por não ter passado um telegrama com as novidades. Emerenciana e Pepa decidem que a festa será na divisa das fazendas, perto da árvore onde Belinha e Neco se encontravam. Justino e Boanerges se irritam. Rosa e Adib chegam na casa de Felício e Generosa em um carrão. Tina se encanta com a criança. Rosa pede perdão á mãe e todos se abraçam, emocionados. Boanerges, Emerenciana e Belinha, endereçam os convites de casamento. Justino, Neco e Pepa escrevem os seus convites. Tina diz a Rosa que Tomé sofreu muito por causa dela. Rosa convida Tina para ir morar em São Paulo e diz que levará os pais também. Zé ensina a Chico o código Morse. Boanerges garante a Joaquim que jamais vai se acertar com Justino. Justino procura Boanerges para um acerto político.

Capítulo 166
Justino diz que vai apoiar a candidatura de Boanerges. Neco fala que todos vão lutar juntos. Joaquim se empolga com a conversa. O vigário avisa que, se houver a união, ele fará pregação na igreja. O vigário sugere que ele componha com Xexéu, mas Boanerges se recusa. Pepa e Emerenciana morrem de rir falando que seus maridos pensam que mandam, mas são elas que conseguem tudo. Tobias não aceita o convite do cunhado para morar em São Paulo. Generosa não se mostra animada para ir morar na casa de Rosa. Justino e Boanerges discutem por tudo. Emerenciana diz que é por isso que a cerimônia do casamento vai ser na divisa das fazendas. Justino e Boanerges supervisionam a montagem da festa no campo e temem a chuva. Zuca pede que Luís Jerônimo espere o casamento de Belinha para anunciar a sua gravidez. Chico garante que todos podem ir ao casamento que ele cuidará do hotel. Joaquim diz a Nastácio que vai conversar com Boanerges sobre a injustiça que ele cometeu. Nastácio diz que não quer voltar, porque vai para a cidade estudar. Joaquim o contrata como motorista. Mariquinha teme que Tobias só goste se ela tiver um filho homem. Xexéu reclama que não foi convidado para o casamento. Neco ri e explica que Boanerges convidou a gente dele e Justino idem, e como ninguém sabe de que lado ele está, ficou sem convite. Todos se surpreendem ao ver Justino e Boanerges juntos já em campanha. Belinha experimenta o vestido de noiva. Neco chega e Emerenciana o expulsa. Ritinha fica preocupada se ele a viu vestida de noiva.

Capítulo 167
Neco jura que não viu Belinha vestida de noiva. Macário é transferido para Vitória, onde ele não terá como usar sua influência política para forçar sua absolvição. Emerenciana e Boanerges se emocionam ao ver Belinha vestida de noiva, pronta para ir ao casamento. Mesmo sem ter sido convidado, Xexéu vai ao casamento. O carro de Boanerges quebra a caminho do casamento, para desespero de todos. No altar, Neco se preocupa com o atraso de Belinha. É Emerenciana quem faz o carro funcionar. Finalmente, o carro da noiva chega ao casamento. Emocionados, Emerenciana e Boanerges nem acreditam que a filha está prestes a se casar. Boanerges conduz Belinha ao altar, todo orgulhoso. Feliz, o coronel entrega a filha ao noivo. Neco e Belinha se casam. Antes de Nastácio partir para o Rio de Janeiro, Boanerges lhe dá uma boa quantia de dinheiro e se reconcilia com ele. Pepa revela que está grávida novamente. Emerenciana revela a Boanerges que está grávida de novo. O bebê de Mariquinha é menino, como Tobias queria. Zuca e Luís têm uma menina. Tempos depois, num comício, Neco apresenta Boanerges como candidato a deputado estadual. Boanerges faz um discurso emocionado. E enquanto isso, Belinha dá à luz seu filho com Neco, que está no comício.

Saiba mais sobre Cabocla:

Rosa aparece somente no final de Cabocla; saiba quem vive a personagem

Artistas de Cabocla (2004) que já morreram

Confira tudo que acontece no último capítulo de Cabocla

Confira o resumo de todos os capítulos de Cabocla (2004)

Quem é quem em Cabocla, que volta nesta segunda no Viva

Deixe sua opinião



Leia também