Popstar estreia segunda temporada promissora e tem tudo para se firmar na grade da Globo




A primeira temporada do Popstar estreou ano passado e a Globo "deu um tiro no escuro". Com o cancelamento do interessante Superstar, em virtude da baixa audiência, a emissora resolveu usar o formato do antigo programa (que lançava bandas) em uma nova atração com famosos cantando no mesmo palco e sendo avaliados por um júri repleto de estrelas. Não havia a menor ideia se daria certo. Mas deu. Embora o clima de Karaokê tenha marcado presença, o programa funcionou como um despretensioso entretenimento nas tardes de domingo. Então, a segunda temporada foi confirmada em 2018 e estreou neste domingo (16/09) com um novo time de famosos.

A maior mudança foi na apresentação. Fernanda Lima, envolvida em mais uma temporada do Amor & Sexo, saiu de cena e foi substituída por Taís Araújo, estreando na função de apresentadora de programa de auditório. A atriz se saiu muito bem e não escondeu a emoção em várias apresentações. Nem parecia uma primeira experiência. Já Tiago Abravanel seguiu avulso, sendo o responsável por ler comentários sobre o formato e tendo pouca relevância - algo parecido com o que ocorre com Mariana Rios no The Voice Brasil.

A escolha dos candidatos se mostrou bem interessante e quase todos os selecionados têm uma ótima voz. Jeniffer Nascimento, Lua Blanco, João Côrtes, Jonathan Azevedo, Malu Rodrigues, Renata Capucci, Carol Trendini, Sérgio Guizé, Fafy Siqueira e Samantha Schmutz foram os que mais se sobressaíram, demonstrando potencial para uma longa jornada na competição.
Já Eri Johnson, Mouhamed Harfouch, Fernando Caruso e Klara Castanho deixaram a desejar e a diferença de nível em relação aos demais ficou evidente. Porém, o saldo geral é positivo e até as apresentações mais fracas não provocam tanto desconforto.

O júri da estreia contou com Benito de Paula, MariMoon, Preta Gil, Vanessa da Mata, Júnior Lima, Marcos e Belucci, Dado Villa Lobos, o empresário Marcelo Soares e Toni Garrido. O esquema de votação, inclusive, sofreu uma ligeira alteração. Agora, os jurados podem dar notas que variam de 9.7 a 10 e, além disso, conceder uma estrela bônus ao participante.

Se o candidato ganhar oito estrelas bônus ou mais, um ponto extra é somado à sua média final. Continua sendo uma soma das notas do júri especializado com a dos participantes da plateia interativa e do público em geral, que pode votar quantas vezes quiser no seu favorito pelo site GShow. Porém, as duas primeiras edições são gravadas, então a votação popular só valerá a partir da terceira semana, quando iniciará a fase ao vivo.

Jeniffer Nascimento já liderou a competição após sua performance arrebatadora cantando Love On Top, de Beyoncé. Com um currículo repleto de espetáculos musicais e uma participação inesquecível em Malhação Sonhos (2014), onde interpretou a cantora Sol e fez lindos shows na história de Rosane Svartman e Paulo Halm, a atriz tem tudo para ser uma das finalistas e ainda ganhar a disputa - o prêmio é de R$ 250 mil.

Malu Rodrigues também emocionou cantando All Of Me, de John Legend, enquanto Jonathan Azevedo se destacou emprestando sua voz para a bonita Retalhos de Cetim, de Benito de Paula. Já a jornalista Renata Capucci protagonizou o momento mais delicado quando foi consolar a filhinha, que chorou depois que viu a mãe cantando Isn`t She Lovely, de Stevie Wonder.

O Popstar fez uma ótima estreia e tem tudo para engrandecer a grade vespertina dominical da Globo após o recesso do Tamanho Família. Se a primeira temporada começou cercada de desconfianças, a segunda mostra potencial para ser um sucesso e se firmar de vez na grade da emissora todo ano.


Deixe sua opinião


Leia também