Casamento de Ernesto e Ema emociona em Orgulho e Paixão




A atual novela das seis da Globo tem marcado ponto no blog praticamente toda semana. Isso porque Marcos Berstein vem presenteando o público com vários momentos bem construídos e interpretados. Orgulho e Paixão segue repleta de acontecimentos, prendendo o telespectador diante da tela. Não por acaso, a audiência está tão satisfatória. Após as cenas tocantes de Mariana (Chandelly Braz) sofrendo nas mãos de Xavier (Ricardo Tozzi) e da constatação de Luccino (Juliano Laham) a respeito de sua homossexualidade, a trama emocionou com o casamento de Ema (Agatha Moreira) e Ernesto (Rodrigo Simas), exibido nesta segunda-feira (20/08).

O italiano sem papas na língua já estava planejando a surpresa para sua Baronesinha e as trapalhadas dos demais personagens para esconder o segredo rendiam momentos hilários. O casório surpresa para a casamenteira do Vale do Café não poderia ter sido mais apropriado. Depois de tanto empenho para juntar vários pares, chegou a vez dos amigos prepararem o momento mais sonhado pela menina. Até mesmo a prova do vestido de noiva resultou em algo delicado em virtude do deslumbramento de Ema com a beleza da roupa, para a alegria de Ludmila (Laila Zaid) e Elisabeta (Nathalia Dill).

A cena do casamento foi uma das mais lindas da novela e arrepiou quem assistiu. O instante em que a porta da igreja se abriu e a melhor amiga da mocinha viu seu pai a esperando para levá-la até Ernesto foi de uma sensibilidade ímpar. Destaque para a direção de Fred Mayrink. A troca de olhares dos atores complementou toda a delicadeza da sequência, expondo a sintonia entre Agatha Moreira e Rodrigo Simas, presente desde o início da história.

O autor conseguiu usar um dos maiores clichês novelescos de forma criativa. Até porque ainda contribuiu para o andamento do roteiro através de mais uma maldade de Lady Margareth (Natália do Vale). A vilã mandou os capangas de Xavier destruir o espaço da festa, chocando a todos e fazendo questão de encarar Elisabeta e Darcy (Thiago Lacerda) com deboche.

A virada ocorreu logo no capítulo seguinte, exibido na terça (21/08), com Ernesto convidando todos os presentes para uma comemoração na fazenda da vilã. Charlotte (Isabella Santoni) trancou a tia em plena igreja e os convidados partiram para a continuação da festa dos noivos. Ofélia (Vera Holtz), Ágatha (Vânia de Brito) e Nicoleta (Rosane Gofman) conseguiram mais comida e a felicidade venceu. Ernesto e Ema valsaram, relembraram o primeiro beijo e as cenas foram muito agradáveis. Parecia um conto de fadas.

Já a primeira vez do casal transbordou química e o entrosamento de Rodrigo Simas e Agatha Moreira é incontestável. A cena conseguiu ser ousada e delicada na medida certa. A longa espera dos fãs do par "Erma" foi recompensada pelo autor, que sempre acreditou no potencial do romance. Tanto que não se prolongou com o conflito desinteressante da personagem com o insosso Jorge (Murilo Rosa) e logo a aproximou do italiano carismático. A Baronesinha viveu o dia mais feliz de sua vida e esse sentimento ficou perceptível para o público.

É preciso, ainda, citar os outros acontecimentos do capítulo, pois Berstein não poupa trama. A sequência, claramente inspirada no inesquecível desenho Corrida Maluca, com Susana (Alessandra Negrini) e Petúlia (Grace Gianoukas) em dia de Dick Vigarista e Muttley, foi muito bem realizada e divertiu. Márcio Vitto, como delegado Peçanha, e Joaquim Lopes, na pele de Olegário, também brilharam. E a cena em que Xavier arrancou a peruca de Mariana para mostrar a Brandão (Malvino Salvador) a crueldade que fez com a menina impactou. Ou seja, mesmo diante da delicadeza de um casamento bem elaborado, houve espaço para instantes de tensão.

Orgulho e Paixão não cansa de emocionar e entreter o telespectador. Os acontecimentos seguem a todo vapor e os desdobramentos do casamento de Ernesto e Ema resultaram em ótimas cenas, evidenciando a sintonia do casal e o potencial da novela.


Deixe sua opinião


Leia também