Orgulho e Paixão: O "desencontro à primeira vista" de Elizabeta e Darcy


A partir da próxima terça-feira, 20, o horário global das 18h ficará a cargo de Orgulho e Paixão, folhetim de Marcos Bernstein, com direção artística de Fred Mayrink. A trama acompanha a trajetória das cinco irmãs Benedito, para as quais a mãe, Ofélia (Vera Holtz), vislumbra apenas bons casamentos - ao contrário do pai, Felisberto (Tato Gabus), que as encoraja a lutar por seus ideais. Logo no início, um grande baile, orquestrado por Ema Cavalcante (Agatha Moreira), reúne os solteiros e as solteiras do Vale do Café, interior de São Paulo.



Mesmo avesso à ideia de comparecer à festa, Darcy (Thiago Lacerda) se dá por vencido e decide providenciar o traje. Já Elisabeta (Nathalia Dill), ao contrário do que sua melhor amiga pensa, está bastante animada para o baile. Já que a anfitriã propôs aos convidados que vestissem roupas da época do segundo império, Elisabeta decide assim fazer uma piada com o tema da festa. A mais velha dos Benedito pretende causar grande impacto nos convidados com seus trajes masculinos, com direito a casaca e gravata borboleta.

Como no Vale do Café só existe uma alfaiataria, é nesse local que Darcy e Elisabeta trocam olhares pela primeira vez. Elisabeta encontra a calça perfeita para compor o seu visual. Do outro lado da arara, está Darcy, que finalmente acha uma peça de acordo com o seu gosto. Por ironia do destino, ambos acabam pegando a mesma peça de roupa ao mesmo tempo, e para quebrar o gelo, Darcy tenta sair da situação vitorioso: "Eu levo. Com certeza a moça se enganou, calças são para homens". Elisabeta se irrita com o argumento e blefa dizendo que a calça é para o seu pai.

Começa assim uma espécie de "cabo de guerra" com a calça. Dada a impertinência de ambos de tanto puxar a calça pra lá e para cá, a peça se rasga ao meio e os dois caem no chão. Estupefata com a situação, Elisabeta afirma nunca ter visto nada igual em sua vida. Darcy cai em si e oferece ajuda para ela se levantar. "Perdão. Eu deveria ter me contido. Afinal a senhorita é uma dama", diz, emvergonhado pela insistência. Elisabeta se inflama com o pensamento antiquado dele. "Me corrija se não entendi bem: o senhor não deveria ter se contido por estar errado, mas por eu ser mulher?".

No calor da discussão eles descobrem que irão ao mesmo evento. Elisabeta lamenta a situação: "Espero não cruzar o olhar com o seu no baile! Se é que ainda vou depois disso!". Incisivo, Darcy complementa a fala da atrevida Elisabeta: "Nesse caso, o seu desejo é o meu desejo!". Tais cenas estão previstas para o primeiro e segundo capítulo da novela. Orgulho e Paixão estreia com a missão de manter os bons índices de Tempo de Amar, que apostou alto no romance. A julgar pelas primeiras cenas e informações, a trama se sairá bem-sucedida na tarefa.


Deixe sua opinião


Leia também