Brega & Chique substitui Sinhá Moça no VIVA, em agosto


O VIVA confirmou ao TV História a estreia de Brega & Chique, provavelmente a partir de 20 de agosto, na vaga hoje ocupada por Sinhá Moça - às 14h30, com reapresentação por volta de 1h15 -, conforme publicado pela jornalista Cristina Padiglione ontem (8) em seu site, Telepadi. Clássico de Cassiano Gabus Mendes, exibido originalmente em 1987, 'Brega' figura entre as novelas mais pedidas pelo público, de acordo com levantamento do canal, referente a fevereiro de 2018.



Sucesso às 19h - com índices superiores a O Outro, trama contemporânea às 20h -, reexibido em Vale a Pena Ver de Novo em 1989, Brega & Chique acompanha a ascensão e queda de duas mulheres que, sem saber, dividiam o mesmo homem. Envolvido em negócios escusos, Herbert Alvaray (Jorge Dória) simula a própria morte. Cansado da afetação da esposa oficial, Rafaela (Marília Pêra) e do comodismo dos filhos, Herbert os deixa na miséria. Já para a amante, Rosemere (Glória Menezes) - que o conhece como Mário Francis - e para a filha pequena Marcinha (Fabiene Mendonça) reserva uma polpuda quantia em dólares.

Sem um tostão no bolso, Rafaela abandona sua mansão, mudando-se para Vila Custódio, onde Rosemere desfruta de sua fortuna. As duas acabam se aproximando; Rafaela começa a vender marmitas, contando com o auxílio do secretário Montenegro (Marco Nanini) - que participou de toda a farsa de Herbert -, enquanto Rosemere entrega a administração de sua fortuna ao vizinho Luís Paulo (Marcos Paulo), por quem se apaixona. A "viúva" de 'Mário Francis' é alvo do interesse de Baltazar (Dennis Carvalho), marceneiro grosseirão. Tudo vai muito bem até que o causador de toda a celeuma retorna, após uma plástica e com outro nome: Cláudio Serra (Raul Cortez).

Brega & Chique também conta com Cássio Gabus Mendes na pele do atrapalhado Bruno, analfabeto que costuma levar várias mocinhas desavisadas para "beber água" - uma metáfora para sexo - na marcenaria do tio, Baltazar. O rapaz acaba se apaixonando por sua professora, Mercedes, que marcou a estreia de Patricya Travassos em novelas. Ainda, os imbróglios amorosos de Ana Cláudia (Patrícia Pillar), filha de Rafaela: abandonada no altar por João Antônio (Jayme Periard), Ana se envolve com Luís Paulo, motorista da limusine que a conduzia, irmão de Silvana (Cássia Kis), a responsável pela desistência do noivo.



Também no elenco estão Bárbara Fazzio, Célia Biar, Cristina Mullins, Fábio Sabag, Hélio Souto, Neuza Amaral, Paula Lavigne, Paulo César Grande, Percy Aires, Tarcísio Filho, Tato Gabus e Nívea Maria - como Zilda, a Alfa 3, terceira mulher na vida de Herbert Alvaray. Brega & Chique também se destacou com a abertura ousada, que exibia o bumbum do modelo Vinícius Manne. A vinheta gerou reclamações de telespectadores mais conversadores; a Globo então cobriu o derrière do rapaz com uma folha de parreira inserida eletronicamente. Dias depois, emissora e Ministério da Justiça, cedendo a novas pressões, liberaram a nudez de Manne.

Nos 30 anos do último capítulo de Brega & Chique, os bastidores deste clássico das 19h!

Roda de Fogo substitui Explode Coração no VIVA

12 novelas que gostaríamos de ver no VIVA às 23h30

12 novelas que gostaríamos de ver no VIVA às 15h30

12 novelas que gostaríamos de ver no VIVA às 14h30


Deixe sua opinião


Leia também