O elenco provisório de Renascer, que completa 25 anos nesta quinta-feira (8)


Marco da retomada da parceria Globo - Benedito Ruy Barbosa - após o êxito do autor com Pantanal (1990), na Manchete - e primeiro trabalho de Luiz Fernando Carvalho como diretor-geral, Renascer estreou há exatos 25 anos, sagrando-se como uma das mais vitoriosas produções do horário das 20h.



Renascer narra a saga de José Inocêncio, homem que fez fortuna na zona cacaueira da Bahia. Para atingir seus intentos, desbrava terras inóspitas, ampliando seus domínios e enfrentando poderosos inimigos. Numa dessas, é atacado por bandoleiros, que lhe "arrancam o couro", literalmente. Cabe ao mascate Rachid (Luís Carlos Arutin) costurar toda a pele do rapaz ao corpo. A cena, inesquecível, abre o primeiro capítulo da novela, já fazendo brilhar o então estreante Leonardo Vieira, intérprete de José Inocêncio na juventude. Revelado em Tieta (1989), que contou com Luiz Fernando Carvalho na equipe de diretores, Leonardo Brício foi o primeiro nome pensado para o personagem. Brício, porém, acabou ficando com Deocleciano, melhor amigo de Inocêncio (defendido por Roberto Bonfim na segunda fase).



Dentre os desafetos de José Inocêncio está Belarmino, fazendeiro vizinho, que arma diversas emboscadas para o moço - e chega a acreditar que o matou, de fato. Benedito Ruy Barbosa pretendia contar com Sebastião Vasconcelos como intérprete do vilão. Sebastião, contudo, fora remanejado para a atração das 18h, Mulheres de Areia, onde viveu Floriano, pai das gêmeas Ruth e Raquel (Gloria Pires). José Wilker - pretendido pela direção de 'Mulheres' para o mau-caráter Virgílio Assunção (Raul Cortez) - assumiu o tipo. E, ao esquecer uma fala, criou o bordão que eternizou Belarmino: "É justo, é muito justo, é justíssimo".



Ainda na primeira fase, José Inocêncio se apaixona por Maria Santa (Patrícia França). A menina vive sob as ameaças do pai, Venâncio (Cacá Carvalho), que violentou sexualmente a filha mais velha. Ciente do que ocorrera dentro de seu lar, Quitéria (Ana Lúcia Torre) busca proteger a caçula. Lima Duarte e Joana Fomm chegaram a ser cogitados para o casal. Acabaram formando par em Fera Ferida (1993), substituta de Renascer, como Major Bentes e Salustiana.



Lima chegou a pedir para interpretar José Inocêncio na segunda fase. Não rolou. O personagem fora entregue, num primeiro momento, a Tarcísio Meira. Mas Renascer - a princípio, cotada para substituir Pedra Sobre Pedra em agosto de 1992 - acabou adiada. Tarcísio foi alocado em De Corpo e Alma, de Gloria Perez, folhetim que "cobriu a vaga" de Renascer. Ventilaram então a escalação de Cláudio Marzo, intérprete de José Leôncio em Pantanal. Para evitar comparações com a exitosa novela da Manchete - e com Marzo ainda afastado da Globo, envolvido inclusive numa pendência judicial com a emissora -, optou-se por Antonio Fagundes, convidado pessoalmente por Benedito Ruy Barbosa, que arrancou lágrimas do autor durante um jantar ao resumir o enredo, do início ao fim.



Nesta segunda etapa, Belarmino, já falecido, continua aprontando para José Inocêncio. A neta do fazendeiro, Mariana busca seduzir o coronel, tomando as terras que acredita ser do avô. Grávida, Letícia Sabatella deixou o posto de protagonista. Adriana Esteves a substitui. A atriz, porém, não se sentiu bem na pele da personagem, que motivou, inclusive, sua saída temporária da Globo. Bobagem... Adriana foi um dos grandes destaques do afinado elenco. E Sabatella regressou à televisão ainda em 1993, na minissérie Agosto.



Com a saída de Letícia Sabatella, seu então marido, Ângelo Antônio, também desfalcou o time. Os dois repetiram o bem-sucedido casal de O Dono do Mundo (1991), Beija-Flor e Taís, como João Pedro, o filho enjeitado que disputa Mariana com o pai, José Inocêncio - este responsabiliza o caçula pela morte de Maria Santa no parto. Marcos Palmeira, colega de Ângelo em Pantanal, assumiu o papel do caboclo, num regresso triunfal à Globo após estadia na Manchete.



Também de Pantanal e da Manchete, Marcos Winter, escalado para José Bento, entregue a Tarcísio Filho, outro nome advindo da concorrência. Tanto Winter, quanto Cláudio Marzo acabaram escaladas para Fera Ferida.



Por sua vez, Tarcísio Filho faria, a princípio, José Augusto, o primogênito de Inocêncio, personagem destinado posteriormente ao então estreante Marco Ricca. Ricca e a também novata Maria Luísa Mendonça mobilizaram a atenção do público com o casal José Augusto e Buba, a hermafrodita que, sem poder dar um neto a José Inocêncio, decide assumir a criança da menor em situação de rua Teca (Paloma Duarte). O coronel descobre tudo e acaba por acolher a garota.



Revelado em O Dono do Mundo, Tadeu Aguiar fora escalado para José Venâncio, o terceiro filho de José Inocêncio. Era a chance do ator de participar de uma novela do início ao fim - na trama de 1991, Tadeu marcou presença apenas nos primeiros capítulos. O ator, porém, foi substituído por Taumaturgo Ferreira. E o personagem acabou não indo até o último capítulo. Diziam, na época, que o autor, insatisfeito com o desempenho de Taumaturgo, preferiu rifá-lo da novela. José Venâncio acabou morto numa emboscada preparada para Inocêncio, acirrando os ânimos entre o produtor de cacau e seu novo desafeto, Teodoro (Herson Capri) - para tristeza de João Pedro, envolvido com a filha do rival, Sandra (Luciana Braga).



Tal e qual Sebastião Vasconcelos, Andréa Beltrão também deixou Renascer rumo ao horário das 18h, onde deu forma a Tônia, de Mulheres de Areia. O papel reservado para ela, Valquíria, foi entregue a Cláudia Lira, destaque como Manoela, de Perigosas Peruas (1992). Kika, como era chamada, não fez sucesso. Membro do núcleo paulista, a esposa de José Bento deixou a trama quando a ação foi toda concentrada na Bahia. Por lá, Bento se envolveu com a doméstica Ritinha (Isabel Fillardis) e a professora Lu (Leila Lopes).

Nas primeiras listas de elenco, também figuraram Arlete Salles, Cláudia Ohana, John Herbert, Luiza Tomé, Miguel Falabella, Yoná Magalhães e os cantores Agnaldo Rayol, Almir Sater e Sérgio Reis.


Deixe sua opinião


Leia também