Nem Manoel Carlos queria: os bastidores da reprise de Mulheres Apaixonadas em Vale a Pena Ver de Novo


Há 9 anos, a Globo exibia o 130°, e último, capítulo de Mulheres Apaixonadas (2003) em Vale a Pena Ver de Novo. Num tempo em que a Classificação Indicativa batia forte em produções do horário "mais nobre", o das 20h - inviabilizando boa parte destas tramas na faixa vespertina -, reapresentar este clássico de Manoel Carlos foi uma ousadia e tanto!



Mulheres Apaixonadas reestreou em 1° de setembro de 2008, quase cinco anos após a exibição do último capítulo em seu horário original. Por conta de cenas de erotismo e violência, a novela foi reclassificada como "inadequada para menores de 14 anos" durante a primeira exibição. Uma recomendação do Ministério Público Federal ao Ministério da Justiça pregava a liberação de folhetins reclassificados somente após a análise dos capítulos já reeditados.

Contudo, uma portaria da Classificação Indicativa, de 2007, permitiu ao Ministério da Justiça a reclassificação - "inadequada para menores de 10 anos" - por meio de um termo de compromisso assinado pela Globo, no qual a emissora se comprometia a adequar o produto para as tardes. A portaria, contudo, se referia a produções classificadas por sinopse (e não por inadequações constatadas durante a veiculação do produto).

Maneco não consentia com a reexibição. De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, em matéria de Keila Jimenez publicada em 10 de setembro de 2008, o autor não concordava com a edição necessária para a veiculação de Mulheres Apaixonadas no período vespertino. Ele também temia a ação impiedosa da "tesoura", que condensou os mais de 200 capítulos de Felicidade (1991; reapresentada em 1998) em apenas 55.

Fato é que 'Mulheres' regressou ao vídeo - e a Globo se cercou de cuidados na tentativa de evitar problemas com a justiça. Na reta final, uma cena de Helena Ranaldi (Raquel) nua acabou indo ao ar. O manual da Classificação Indicativa apontava para o impedimento de cenas de nudez, ainda que "velada", antes das 20h. O contexto, contudo, minimizou o conteúdo: Raquel tomava banho após sofrer mais uma agressão do ex-marido, Marcos (Dan Stulbach). A novela acabou passando ilesa, sem advertências do Ministério da Justiça - o que acabou por comprometer o andamento da substituta na faixa, Senhora do Destino (2004).

O temor em torno da liberação (ou não) protelou o anuncia da reprise. Mulheres Apaixonadas foi anunciada dias antes de seu início, na quarta-feira, 27 de agosto, data do antepenúltimo capítulo de Cabocla (2004), sua antecessora. Por fim, a novela passou vitoriosa pelo Vale a Pena Ver de Novo: estreou com 15,7 pontos e chegou ao final com 26, seu recorde - média geral de 18 pontos.


Deixe sua opinião


Leia também