Girando o seletor: As atrações da TV na tarde de 23 de fevereiro de 1994


Nós do TV História somos do tempo em que era preciso sair do sofá e ir até o televisor para "girar o seletor". Para quem não sabe, "girar o seletor" é o mesmo que "trocar o canal". Hoje então vamos "zapear" pelas emissoras, conferindo as atrações da tarde de 23 de fevereiro de 1994!


Record TV - 15h00 às 15h30 - Super Vicky

A ainda claudicante Record TV - adquirida por Edir Macedo em 1989 - apostava em uma grade similar à da Globo nos anos 1980. E cabia a Super Vicky, produção estadunidense de 1985, veiculada por aqui na inesquecível Sessão Comédia, abrir a faixa de séries - que contava ainda com Carro Comando (1982) e O Homem da Máfia (1987). Esta deliciosa comédia era centrada nos conflitos de V.I.C.I. (Tiffany Brissette), criação do especialista em robótica Ted Lawson (Dick Christie), "adotada" por ele, sua esposa Joan (Marla Pennington) e seu filho Jamie (Jerry Supiran). Enquanto este usa de abusa da aptidão para os trabalhos domésticos do robô, V.I.C.I. tenta se portar como uma criança normal, gerando divertidas confusões - a chamada é de 1993, mas tá valendo.




SBT - 15h15 às 17h00 - Casa da Angélica

'Brinca, criança! Brinca, meninada!'... Com estes versos, Angélica abria as portas da 'Casa', atração que marcou sua estreia no SBT, em agosto de 1993. A loirinha entrou em seu segundo ano como contratada de Silvio Santos preparando uma série de mudanças: o tom foi corrigido, mirando especificamente o público de 3 a 9 anos; ainda, uma série de reportagens sobre a Copa do Mundo nos Estados Unidos, que fez do Brasil tetracampeão. Já os quadros em que satirizava figuras de TV - como Jô Soares e Ofélia Anunciato - foram mantidos, tal e qual os desenhos (dois dos melhores dentre os exibidos pela emissora) DuckTales e Pica-Pau. Saiba mais sobre a Casa da Angélica, clicando aqui!




Manchete - 16h00 às 17h00 - Helena

Nos intervalos do infantil de Angélica, uma espiadinha na antiga casa da apresentadora. A Manchete se recuperava da grave crise financeira que fez a família Bloch perder o controle acionário da emissora em 1992 - retomado pouco tempo depois. Sem muita verba para investir em novas produções, o canal apelou para reapresentações como desta novela de 1987, escrita por Mário Prata com base no romance de Machado de Assis. Luciana Braga vivia Helena, a irmã que Estácio (Thales Pan Chacon); por quem o rapaz, aliás, acaba se apaixonando. O amor, aparentemente proibido, torna-se viável com a descoberta da verdadeira paternidade da protagonista. Saiba mais sobre Helena, clicando aqui!




Globo - 17h00 às 17h30 - Os Trapalhões

A Globo aproveitou-se das férias escolares para dar um jeitinho em sua programação vespertina, encaixando este compacto dos melhores momentos do dominical Os Trapalhões entre a Sessão Aventura e a Escolinha do Professor Raimundo. Foram privilegiados quadros como 'Trapa Hotel' - com o casal Conrado e Andréia Sorvetão, ex-paquita de Xuxa Meneghel -, 'Agência Trapatudo' e 'Vila Vintém', lançados entre 1990 e 1992, nos quais Mauro Gonçalves (Zacarias), falecido em 1990, era ausência sentida. Renato Aragão (Didi), Manfried Santana (Dedé) e Antônio Carlos (Mussum), contudo, garantiam a diversão! Posteriormente, a Globo encaixou Os Trapalhões em outras faixas horárias, como no início das manhãs e na hora do almoço.




Band - 17h15 às 17h45 - Super Market

Quem nunca sonhou em se aventurar pelos corredores de um supermercado, procurando pela maionese gigante? Quem chegava à última fase deste game-show apresentado por Ricardo Corte Real tinha a chance de se divertir nesta busca "insana" e levar para casa uma boa soma! O Super Market consistia na disputa de três duplas, numa primeira fase, em que era preciso ter jingles e slogans de anunciantes na ponta da língua! Quem acertava, acumulava tempo para a corrida, no segundo bloco. Por fim, os que acumulassem mais itens no carrinho, buscavam produtos escondidos, após adivinhar charadas. Um formato bem simples e muito bacaninha, que motivou a criação de uma faixa só para games na Band.




CNT / Gazeta - 18h00 às 20h15 - Tudo Por Brinquedo

A paulistíssima Gazeta se uniu à paranaense CNT em meados da década de 1990, implantando atrações como esta - que estreou em dezembro de 1993 sob o comando de Sérgio Mallandro e, em 21 de fevereiro de 1994, passou para as mãos de Mariane Dombrova. A loirinha, de passagem meteórica (e marcante) no SBT, chamava desenhos e conduzia, no palco, brincadeiras e musicais. Era o formato de sempre - parodiando, no título e em algumas provas, o Topa Tudo por Dinheiro, de Silvio Santos -, acrescido do brilhantismo de Mariane; sem sombra de dúvidas, uma das melhores desta geração de apresentadoras infantis. Um dos elementos do cenário era a fusquinha Penélope Charmosa, que acabou virando brinquedo (um fusca-cofre).




Cultura - 19h00 às 19h30 - Glub-Glub

Criado em 1991, Glub-Glub trazia dois peixinhos (Carlos Mariano e Gisela Arantes / Cecília Homem de Mello) e uma carangueja (Andrea Pozzi) - em participações esporádicas - narrando histórias do fundo do mar e assistindo animações educativas como A Rua dos Pombos, Arrume Tudo e Pare com Isso, Cachorrinhos e Plastinots. Nesta época, a Cultura já reapresentava o também educativo Rá Tim Bum (1990), a série Mundo da Lua (1991) e apostava alto em X-Tudo, estreia do ano anterior; em maio, a estreia do icônico Castelo Rá-Tim-Bum. Encerrando a grade infanto-juvenil do canal, Anos Incríveis - a história de vida de Kevin Arnold (Fred Savage) e de toda uma geração - às 20h00. Impossível desligar a TV neste 23 de fevereiro, né?


Deixe sua opinião


Leia também