Inventor da churrasqueira com controle remoto do Faustão também era figurante de novelas da Globo


A temporada 1994 do Domingão do Faustão nos brindou com um dos maiores clássicos da história do programa. Dentro do quadro "Os Inventores", onde pessoas mostravam invenções criativas que ainda não tinham sido registradas, o português Marcolino Pereira participou com uma churrasqueira que funcionava com controle remoto.

Como muita gente já viu no vídeo, a invenção não deu muito certo e simplesmente explodiu no palco, eternizando mais um bordão para a galeria de Fausto Silva: "Tá pegando fogo, bicho".



Mas pouco se sabe sobre a vida de Marcolino Pereira. O TV História descobriu, em busca de informações sobre o ocorrido, que o "filósofo do Cascais", como definido por Faustão, também foi figurante em novelas da Globo e da Manchete e participou de comerciais no Brasil e no exterior.

O jornal O Globo de 14 de agosto de 1997 trouxe uma matéria sobre talentos da terceira idade que estavam fazendo pontas nas mais variadas produções. As estrelas da reportagem foram Marcolino Pereira e sua esposa, Maria.

"Levar a vida atrás das câmeras tornou-se a diversão do casal de portugueses Maria e Marcolino Pereira desde que ele se aposentou, há 13 anos", explica a reportagem.

A primeira participação de Marcolino na televisão foi como um coronel na novela Dona Beija, apresentada pela Manchete em 1986. "Eu era um coronel que visitava a chácara da Dona Beija, que me escolheu para passar uma noite com ela. A Maitê Proença aparecia alisando a minha careca", contou.

Agenciados na época pela Afro Brasil Produções, o casal era acionado sempre que faltava um turista em alguma cidade cenográfica de uma novela. Maria, por exemplo, foi uma das beatas que seguiam Altiva, personagem de Eva Wilma em A Indomada.



Eles também viveram um casal rico em um comercial de lançamento de um carro exibido na TV inglesa.

Aliás, o sufoco passado por Marcolino Pereira no Domingão do Faustão não foi o único. Ele contou um perrengue passado em outra ocasião: "Uma vez me serviram um bife. Tinha pouco tempo de TV e comi. No fim da cena, a produção disse que o prato era de um cliente. Na época, paguei a conta de nove cruzeiros e só recebi quatro cruzeiros de cachê".

Lembre-se do conselho do Faustão: sempre que for acionar uma churrasqueira com controle remoto, chame antes o Corpo de Bombeiros.


Deixe sua opinião


Leia também