Hoje (15) no Câmera Record: Rita Cadillac revela que pensou em processar ex-chacrete


Rita Cadillac não vai esquecer o Carnaval 2018 tão cedo! A estrela, supostamente barrada no camarote da Globo em São Paulo, acabou indo ao estúdio da emissora no Rio de Janeiro, após o desfile da Grande Rio em homenagem a Abelardo Barbosa, o Chacrinha - a escola, com sérios problemas em alegorias e evolução, acabou rebaixada para o grupo de acesso. Sobre o convite para representar as chacretes na Marquês da Sapucaí, Rita fala ao Câmera Record desta quinta-feira (15).



"Eu sou uma ex-chacrete! Trabalhei de 1974 até 1984! Foram 10 anos! Então vem dizer que eu não sou? Eu sou, sim!", comenta Cadillac a respeito das críticas que sofrera por ter sido a eleita da Grande Rio, como a da ex-chacrete Sandra Mattera, que mostrou-se indignada com a opção da escola: "Essa pessoa não nos representa", escreveu nas redes sociais.

Furiosa, Rita afirmou ao jornalístico que pretendia processar a ex-colega: "Fiquei calada em dois anos de ataque! Eu não fiz nada, não respondi nem nada...E agora dessa vez eu falei não! Não tá dando mais!". Rita admite que as críticas a perturbaram e explica: "Eles não chamaram todas porque não dá pra chamar todas!".

No dia seguinte a esta primeira entrevista ao Câmera Record, Sandra foi vítima de um ataque cardíaco fulminante. Rita então recebeu mais uma vez a equipe do programa. Contou que desistiu de qualquer ação na justiça, mas que continua a não aceitar a crítica. "É uma perda, claro que é. Eu peço que ela esteja em paz, que papai do céu a guarde, à família dela meus pêsames, meus sentimentos. Mas é uma coisa que eu não posso deixar. Assim. Aconteceu, sim, aconteceu. Era muita ofensa, muita ofensa pra mim", afirmou.

A estrela também falou ao programa, que nesta quinta-feira irá tratar de dietas que podem curar de rinites ao vício em cigarro, sobre sua dependência: "Toda vez que eu paro de fumar, eu engordo!". Ela confessa que fuma desde os 15 anos e que só parou quando teve o filho, Carlos. Foram dois anos longe do cigarro. Mas o vício voltou. O programa vai ao ar às 22h30.


Deixe sua opinião


Leia também