Ator polonês viveu o primeiro travestido das novelas brasileiras; relembre


Existem vários casos de atores que já se vestiram de mulher em novelas, mas o primeiro foi em O Bofe (1972), quando Ziembinski (1908-1978) viveu uma mulher de fato na trama.



Stanislava foi o primeiro personagem travestido da história da telenovela brasileira. A ideia partiu do próprio ator, que sugeriu o tipo a Bráulio Pedroso (1931-1990), autor da novela. A personagem se chamaria Natasha e teria origem russa, mas mudou de nome após sugestão do ator, que era polonês.

A velhinha era mãe da protagonista, Guiomar (Betty Faria). Stanislava tinha duas características peculiares: se embebedava com xarope e tinha sonhos com um príncipe trapezista - ninguém menos que Dorival (Jardel Filho), o mocinho da história.

Apesar de contar com inúmeros personagens excêntricos (e talvez até mesmo por isso), O Bofe não foi uma novela bem-sucedida. Devido à baixa audiência, Bráulio Pedroso foi afastado pela Globo e substituído por Lauro César Muniz. José Wilker, em solidariedade ao autor, pediu para deixar a trama. Seu personagem morreu de tanto rir após ouvir uma piada.

Em seu livro Antes que me Esqueçam, o diretor Daniel Filho fala sobre a novela. "Nós dedicávamos o horário das dez da noite às experiências, modificações, ousadias. A novela não foi bem de público. Na verdade, não foi bem recebida, não tinha popularidade. Mas nós gostávamos muito dela. Para mim, O Bofe foi um fracasso. Eu gostava, mas não deu certo.".

Outros casos

Outros casos de atores travestidos de mulher são célebres na teledramaturgia brasileira. Alguns anos depois de O Bofe, em Um Sonho a Mais (1985), o personagem Volpone, de Ney Latorraca, se disfarçava como Anabela Freire, uma quarentona solteirona. Posteriormente, surgiram sua irmã Florisbela (Marco Nanini) e a prima Clarabela (Antônio Pedro).

Já em A Lua me Disse (2005), Miguel Magno viveu Dona Roma, um homem que, desde criança, se vestia como mulher e ajudava muitas pessoas. Nas horas vagas, Roma ainda atacava como detetive, resolvendo problemas dos amigos.

Mais recentemente, em 2014, foi a vez de Ailton Graça viver a Xana Summer, um dos destaques de Império. E em praticamente todos os capítulos de Eta Mundo Bom! (2016), Marco Nanini, o Professor Pancrácio, surgiu vestido de freira, vedete e bailarina, entre outros personagens, para pedir esmolas.


Deixe sua opinião


Leia também