Rosamaria Murtinho brilha em Deus Salve o Rei; confira repercussão na internet




Dois dias após a estreia, torno a falar de Deus Salve o Rei. Não necessariamente da novela, mas de uma grande atriz, com uma excelente personagem em mãos: Rosamaria Murtinho, a Rainha Crisélia. Nem o beijo dos protagonistas Afonso (Rômulo Estrela) e Amália (Marina Ruy Barbosa), nem o encontro dos vilões Constantino (José Fidalgo) e Catarina (Bruna Marquezine): foi Crisélia quem comoveu a galera das redes sociais no capítulo desta quinta-feira, 11, nas cenas em que, já perdendo a lucidez, lamenta a "morte" do neto.

Como é bom ver Rosamaria valorizada! "Conheci" a veterana numa participação em As Pupilas do Senhor Reitor (1994), versão do SBT para o texto de Lauro César Muniz, baseado na obra de Júlio Dinis, desenvolvido originalmente para a Record TV. Fui "reencontrá-la" no ano seguinte - e, ainda criança, tardei a associar a esfuziante Romana Ferreto à convalescente Ressureição.

Assim, trabalho após trabalho, minha admiração pela atriz foi crescendo... Das mães de família Bárbara e Isabel, de Salsa e Merengue (1996) e Corpo Dourado (1998), até a alternativa Margot, de Vila Madalena (1999). Da conciliadora Margot, agora em Chocolate com Pimenta (2003), para a golpista Otília, de Sete Pecados (2007). Rosamaria Murtinho agiganta qualquer personagem!

De sua extensa galeria, destaco - das novelas que vi, obviamente - Valquíria, de Pai Herói (1979), mulher emocionalmente aplacada pela rígida moral familiar; a tresloucada Ceci, de Cambalacho (1986); e tia Magda, a sombra que pairava sobre a família Hayala, no remake de O Astro (2011). Que prazer vê-la outra vez no ar; com tamanho destaque. E já lamentando pela partida precoce de Crisélia...

Confira abaixo os melhores tweets sobre a participação de Rosamaria Murtinho em Deus Salve o Rei:





















Deixe sua opinião


Leia também