Malhação - Viva a Diferença novamente ousa e surpreende com relacionamento de Lica e Samantha


E não é que Malhação - Viva a Diferença começou 2018 com o pé direito? A elogiada temporada de Cao Hamburger, dirigida por Paulo Silvestrini, foi uma das produções mais aclamadas em 2017 e com certeza continuará sendo até março deste ano. Isso porque, após uma sucessão de abordagens bem-sucedidas, ótimos casais e personagens bem construídos, a trama agora vem explorando com sensibilidade a formação de um novo par: Lica (Manoela Aliperti) e Samantha (Giovanna Grigio).



O novo casal do enredo era totalmente inesperado e acabou funcionando, possibilitando vários conflitos interessantes. Afinal, nenhuma das duas é gay. Elas são simplesmente livres. As personagens sempre foram as mais libertárias da atual Malhação, incluindo o jeito rebelde e até a característica ''pegadora'', ficando com vários meninos sem medo de julgamentos. No entanto, nunca foram próximas. Cada uma tinha seu grupo e algumas vezes até ocorriam provocações. A aproximação começou a ser mostrada recentemente e de forma singela.

Lica voltou de viagem e viu o ex, Felipe (Gabriel Calamari), seguindo a vida e interessado por uma menina de Recife. A relação deles sempre foi deliciosa, mas o rompimento teve mágoas, fruto da traição dela, magoando, inclusive, uma das melhores amigas (Keyla - Gabriela Medvedovski). Já Samantha, após uma fase 'pegando geral', estabilizou-se ao lado de Anderson (Juan Paiva). Porém, a nova relação ruiu com o retorno de Tina (Ana Hikari), verdadeiro amor do rapaz. Não demorou para o término acontecer. Vale citar, inclusive, uma ótima cena em que a aparente segura menina desabafou com Juca (Mikael Marmorato), dizendo que também tem suas fragilidades e se apega e se apaixona da mesma forma que os demais.

As duas, então, acabaram se aproximando em virtude de um período de 'fossa' comum. As 'pegadoras' estavam solitárias e inseguras. A amizade foi se firmando e o primeiro selinho aconteceu na festa Anos 70. Mas o irônico é que elas haviam se beijado há algum tempo, durante uma festa Anos 80, quando Lica resolveu partir pra cima de todo mundo. A cena não foi mostrada, apenas sugerida. Só que o clima era outro. Na confraternização passada, o clima era de pura curtição. Já agora houve um sentimento. Tanto que ambas ficaram constrangidas após o gesto de carinho, ao contrário da outra vez, que nem ligaram e o beijão foi bem mais quente.

As personagens, então, começaram a flertar, saindo para conversar ou simplesmente tomar um sorvete. Os diálogos das duas já começaram a evidenciar a intenção de iniciar um relacionamento: "Só tem um jeito de enfrentar o preconceito. Brigando. Eu não tenho medo", disse Lica. "Eu tenho, mas enfrento", respondeu Samantha.

Alguns capítulos se passaram e, após algumas reflexões, o aguardado beijo saiu em virtude de um ato de coragem de Samantha: "Cheguei a conclusão que sou muito mais corajosa do que pensava. Não sei até onde isso vai dar, mas tô nem aí", disse a menina, para logo depois roubar um beijo da nova namorada. A cena transmitiu veracidade e sensibilidade.

A atual temporada é a primeira que exibe com coragem um casal gay e com grande destaque, ainda por cima. Malhação Sonhos, em 2014, chegou a exibir um beijo entre mulheres e entre homens em um belo clipe final, mas eram imagens bem pequenas e muito rapidamente. Já foi um gesto admirável, vale ressaltar. Mas, a atual trama entrou para a história do seriado adolescente com um casal que nunca mais será esquecido por razões óbvias. Toda a construção desse novo relacionamento, cheio de medos e incertezas, vem sendo trabalhada com extremo cuidado e delicadeza por Cao Hamburger e seus roteiristas. Manoela Aliperti e Giovanna Grigio, por sinal, estão em plena sintonia e cresceram juntas em cena.

Malhação - Viva a Diferença mais uma vez honrou seu subtítulo e ousou ao focar no casal Limantha. Além de ser mais um atrativo para a deliciosa temporada, rendendo novos desdobramentos, o novo par encanta pela sensibilidade da aproximação dessas duas meninas que não sentem vergonha de viver. Vale elogiar ainda a Globo permitir a exibição do beijo às 17h45, após longos anos até chegar ao icônico momento do beijo de Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) em Amor à Vida (2013). Esse 'tabu' já foi enterrado de vez e tomara que seja só o começo de muitos relacionamentos assim.

SÉRGIO SANTOS é apaixonado por televisão e está sempre de olho nos detalhes, como pode ser visto em seu blog. Contatos podem ser feitos pelo Twitter ou pelo Facebook. Ocupa este espaço às terças e quintas.


Deixe sua opinião


Leia também