29 de dezembro na história da TV: em 2002, o último episódio da série Sandy e Junior



Confira os destaques do dia 28 de dezembro na história da televisão brasileira:

No dia 29 de dezembro de 1984, terminava a minissérie Santa Marta Fabril (Manchete).

Roteiro de Geraldo Vietri, baseado na peça de Abílio Pereira de Almeida, centrado na luta de Dona Marta (Nathalia Timberg) para preservar a indústria têxtil de sua família, prejudicada pelas práticas criminosas de Cláudio (Paulo Ramos), funcionário da empresa, casado com Martinha (Lúcia Veríssimo), neta da todo-poderosa. Foi considerada pela APCA a melhor minissérie do ano; Timberg foi eleita a melhor atriz.



No dia 29 de dezembro de 1986, estreava o jornalístico Jornal da Cultura (Cultura).

O principal telejornal da rede pública de televisão estreou sob o comando de Hamilton Tramontá. Já passaram pela bancada os tarimbados Carlos Nascimento, Celso Zucatelli, Heródoto Barbeiro e William Waack. Em 2010, Maria Cristina Poli implantou o formato notícias + debates com colunistas fixos, intensificados na "gestão" de William Corrêa (foto), atual apresentador do 'JC'.



No dia 29 de dezembro de 1986, terminava o programa Chico & Caetano (Globo).

Os cantores e compositores Caetano Veloso e Chico Buarque de Hollanda dividiram o comando deste musical, que consistia num "ponto de encontro" de profissionais do gênero, no Brasil e no mundo. Com exibições mensais, dentro da faixa Sexta Super, Chico & Caetano contou com convidados como Cazuza, Elizeth Cardoso, Gilberto Gil, Legião Urbana, Maria Bethânia, Ney Matogrosso, RPM e Tom Jobim.



No dia 29 de dezembro de 1992, terminava o humorístico Programa Legal (Globo).

A divertida união de documentário e ficção através do humor resultou nesta atração de Luiz Fernando Guimarães e Regina Casé, cartaz da Terça Nobre. A ideia era mostrar o lado positivo de programas considerados "de índio", como bailes de debutantes ou shows de músicos bregas. Apenas o roteiro em Brasília ficou de fora; Luiz, Regina e a equipe do "programa de deboche" foram expulsos da Câmara e do Senado.



No dia 29 de dezembro de 2000, terminava o programa Mãe de Gravata (CNT / Gazeta).

Programa feminino apresentado pelo cantor Ronnie Von, intitulado o "príncipe da Jovem Guarda". Ronnie levou para a TV a experiência que adquiriu quando assumiu a guarda dos filhos pequenos, passando a cuidar do lar. Mãe de Gravata foi exibido diariamente, das 17h às 19h, entre 1999 e 2000, quando chegou ao fim a parceria CNT / Gazeta. Em seguida, a atração migrou para a hoje extinta Rede Mulher.



No dia 29 de dezembro de 2002, terminava a série Sandy & Junior (Globo).

O seriado exibido nas tardes de domingo, concebido no auge do sucesso da dupla, acompanhava a vida escolar de Sandy e Junior, o convívio com os amigos - destaque para Pati (Fernanda Paes Leme) e Boca (Igor Cotrim) - e os romances. Foi extinto, ainda nos tempos de boa audiência, em razão da predileção dos irmãos pela carreira musical; na época, os filhos de Xororó miravam o mercado internacional.



No dia 29 de dezembro de 2013, terminava o humorístico Junto e Misturado (Globo).

Semanal, exibido (em temporadas diferentes) às sextas-feiras e aos domingos, que reunia expoentes de uma nova geração de comediantes em esquetes que traziam situações do cotidiano sob o ponto de vista de jovens adultos. Bruno Mazzeo estava à frente do projeto, que reuniu nomes como Débora Lamm, Fábio Porchat, Fabíula Nascimento, Gregório Duvivier e Renata Castro Barbosa.


Deixe sua opinião



Leia também

Novelas

Por onde anda Cecília Dassi, a Sandrinha de Por Amor

A garotinha Sandrinha conquistou o Brasil na primeira exibição de Por Amor, exibida entre 1997 e 1998 pela Rede Globo. Cecília Dassi, tinha apenas sete anos quando interpretou a personagem. Depois disso, ainda atuou em diversos papeis na Rede Globo, mas abandou a carreira na televisão