Morre a atriz Aracy Cardoso, a Zazá de A Gata Comeu


Faleceu nesta terça-feira (26), aos 80 anos, a atriz Aracy Cardoso. Aracy está eternizada na memória dos noveleiros por conta de sua personagem na novela A Gata Comeu (1985), reprisada até abril deste ano no Canal VIVA. Como Zazá, babá dos filhos do professor Fábio (Nuno Leal Maia), a atriz acabou, de certa forma, "babá" de toda uma geração de "curumins" - nome atribuído ao clubinho formado pelas crianças na trama, uma das mais festejadas pelos fãs de teledramaturgia.



Nascida em 17 de junho de 1937, Aracy Cardoso estreou na TV, após anos de dedicação ao teatro, em 1965, na TV Excelsior. Dois anos depois estreou na Globo, em Anastácia, a Mulher Sem Destino. Passou também pela Tupi, antes de se fixar na emissora-líder. Viveu Filoca, mãe do protagonista Fernando (Eduardo Tornaghi), de Vejo a Lua no Céu (1976), às 18h. No ano seguinte, coube a ela o papel principal: Madalena Caldas, que passou anos esperando pelo amado Pedro Lemos (Herval Rossano), em À Sombra dos Laranjais.

Esteve ainda em Água Viva (1980), Final Feliz (1982), Selva de Pedra (1986), De Corpo e Alma (1992) e Zazá (1997). Nos últimos anos, participou de Bela, a Feia (2009) e Dona Xepa (2013), na Record TV. Seu último trabalho foi numa participação especial em Sol Nascente, da Globo, encerrada em março.

Amigos da atriz lamentaram sua partida nas redes sociais. Caso das atrizes Camilla Amado, que esteve recentemente em Pega Pega; Léa Camargo, veterana da Tupi; Nina de Pádua, sua colega de elenco em A Gata Comeu; e dos atores Edwin Luisi e Ernesto Piccolo. A atriz Priscila Camargo agradeceu a colega de profissão, a quem trata por "segunda mãe", pela amizade e pelo carinho.

Aracy Cardoso sofria de hidrocefalia e distúrbios do equilíbrio. Segundo informações do jornal Extra, a atriz estava internada havia um mês no Hospital São Lucas, em Copacabana, para tratamento de diversos problemas de saúde - entre eles, de coração e nos rins. O corpo de Aracy, que deixa duas filhas, será cremado.


Deixe sua opinião


Leia também