Milésimo documentário exibido pela Record TV vence 34º Prêmio de Direitos Humanos de Jornalismo



O milésimo documentário produzido pelo Núcleo de Reportagens Especiais da Record TV - e exibido no jornalístico Câmera Record - venceu o 34º Prêmio de Direitos Humanos de Jornalismo. Em meio às comemorações pelo feito, a atração investiga, no próximo domingo (10/12), casos de brasileiras que só descobriram que iriam ter um bebê na reta final da gestação.



Exibida no dia 24/09, a reportagem "Piaçaba: Exploração no coração da Amazônia", concorreu com outros 41 trabalhos e ganhou na categoria Televisão. É a quarta vez que o Núcleo recebe o prêmio de Direitos Humanos de Jornalismo, que será entregue na terça-feira (12/12), às 20h, no Auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS), em Porto Alegre.

O programa denunciou um esquema de trabalho escravo no meio da floresta amazônica. Pela primeira vez, uma equipe de televisão conseguiu chegar ao local em que uma população indígena descendente da etnia Baré chega a viver até seis meses dentro da selva, trabalhando na produção extrativista da piaçaba, fibra da palmeira, usada na fabricação de vassouras.

Os trabalhadores passam o dia inteiro dentro da floresta, carregam toras de até 90 kg por dia e acabam adquirindo dívidas com gerentes da produção, porque os custos com transporte para chegar até o local e com alimentação são muito altos. Realizada sob condições extenuantes, o Ministério Público do Trabalho considera a atividade como trabalho análogo à escravidão.

Sheila Fernandes, Romeu Piccoli, Rodrigo Bettio, Márcio Strumiello, Gustavo Costa, Leandro Pasqualin, Gabriela Viseu, Márci Sato, Sérgio Minehira, Rafael Ramos, Renan Laranjeira, Fábio Martins, Natália Fiorentino, supervisionados pelo chefe de redação Rafael Gomide, assinam o documentário premiado. Pablo Toledo assina como editor-chefe. Marcos Hummel responde pela apresentação.

Próximo programa



Neste domingo, o Câmera Record conta as histórias de Priscilla Santos, Roberta Zuniga e Marcella Stelle, que ignoraram por meses a própria gravidez. A equipe entrevista especialistas que explicam como é possível atravessar tantos meses de gestação sem se dar conta. E revela por que, em alguns casos, a menstruação continuou normal, como a barriga não cresceu ou ninguém percebeu, e como algumas engravidaram mesmo usando anticoncepcionais.

A lojista Priscila Santos acordou com uma dor nas costas esquisita. Foi ao médico, que receitou um analgésico fortíssimo. Não adiantou nada. Ela estava grávida e o bebê nasceria dali poucas horas. Mas ela só ficou sabendo disso no mesmo dia em que o seu filho nasceu.

A musa fitness Roberta Zuniga ficou incomodada com uma gordurinha abdominal que resistia bravamente a horas e horas de malhação. Descobriu que estava grávida somente no sexto mês de gestação.

E a estudante Marcella Stelle andava muito mal humorada. A mãe enfim desconfiou que a filha estava grávida. Mas a descoberta veio apenas no quinto mês!

O Câmera Record vai ao ar domingo, às 23h15, logo após o Domingo Espetacular.

Leia também: O programa que prendeu centenas de criminosos: relembre as duas versões do Linha Direta

Leia também: Record TV prepara retrospectivas, shows, filmes e documentário para o fim de ano; confira programação




commentDeixe sua opinião
menu