15 curiosidades sobre Celebridade que você, provavelmente, não sabia



1 - Celebridade substituiria O Clone (2001), em junho de 2002. Mas Esperança, de Benedito Ruy Barbosa, foi vendida antecipadamente para a Itália, no rastro do êxito comercial de Terra Nostra (1999) no exterior - pesou também o contexto similar ao de Desejos de Mulher, então em exibição às 19h. A Globo protelou o folhetim para fevereiro de 2003. Mas, quando Gilberto Braga ia, enfim, dar início à feitura dos capítulos, ordens superiores determinaram o veto a críticas sobre realities-shows - era o ano de estreia do Big Brother Brasil - e a mudança do perfil da protagonista: Maria Clara Diniz (Malu Mader), inicialmente, era jornalista.



2 - O título previsto para a produção era Fama. Por solicitação da então diretora-geral da Globo, Marluce Dias da Silva, o nome foi cedido ao reality musical apresentado por Angélica e Toni Garrido nas tardes de sábado. Na paródia do Casseta & Planeta, Urgente!, a trama atendia por Famosidade. Já a Revista Fama, publicação fictícia editada pelo execrável Renato Mendes (Fábio Assunção), era chamada Celebrity, na primeira sinopse da novela.



3 - Lineu Vasconcellos (Hugo Carvana), proprietário de um império da comunicação, atendia por Lineu Valadares nos primeiros esboços da trama. Da mesma forma, Ubaldo (Gracindo Jr) era tratado por Chico Quintela. Ubaldo Sampaio, por sua vez, era o nome atribuído a Cristiano Reis (Alexandre Borges). Ainda: o Andaraí, eternizado pela novela e pela canção de Dudu Nobre presente na trilha - 'Tempo de Don Don', de Nei Lopes -, veio para substituir o bairro de Vila Isabel, onde os autores pretendiam ambientar o folhetim inicialmente.



4 - A produção planejava contar, nas cenas ambientadas no exterior - que mobilizaram Fernando (Marcos Palmeira), sua esposa Beatriz (Deborah Evelyn) e os filhos Fábio (Bruno Ferrari) e Inácio (Bruno Gagliasso) -, com dois astros da música: o ex-Beatle Paul McCartney e Rod Stewart. Porém, não houve acerto com os agentes dos cantores.



5 - O casaco branco que Maria Clara usa no primeiro capítulo, em seu encontro com Otávio (Thiago Lacerda), é da grife italiana Dolce & Gabbana. A produtora também vestia peças da também italiana Gucci. Já o cabelão liso da atriz ganhou cortes em camadas, inspirado nas madeixas esvoaçantes de Gisele Bündchen. Embora suburbana, Darlene (Deborah Secco) também vestia grife, a italiana Miss Sixty. As roupinhas da subcelebridade ganharam o comércio popular em todo país. A estilista Isabela Capeto confeccionou as camisolas de Laura (Cláudia Abreu). O lencinho no pescoço, que a vilãzinha usava na primeira fase da narrativa, tinha razão de ser: era o elemento necessário para esconder as marcas das noites de amor e sadomasoquismo com o "michê" Marcos (Márcio Garcia).



6 - Com 50 pontos de média, o primeiro capítulo de Celebridade registrou a melhor estreia do horário, desde Terra Nostra, com 51 - Laços de Família (45), Porto dos Milagres (47), O Clone (47), Esperança (46) e Mulheres Apaixonadas (45). Celebridade, contudo, contou com uma percentual mais elevado do que 'Terra' no número de televisores ligados: 71% x 63%. (Dados do Ibope na Grande São Paulo)



7 - A campanha Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania recebeu cerca de 20 reclamações sobre o conteúdo do primeiro capítulo. Em novembro, o então diretor da Central Globo de Controle de Qualidade, Mário Lúcio Vaz, afirmou em e-mail distribuído que a empresa havia atingido "seu limite de suportar os pretensos avanços que nossos programas insistem em consagrar. Desculpe pelas expressões, mas elas estão poluindo nosso vídeo". Termos como "porra", "merda", "dar" (no sentido de manter relações sexuais) e "cagando" foram suprimidos do roteiro.

8 - Em janeiro de 2004, Celebridade foi reclassificada como "não recomendada para menores de 14 anos", para exibição após 21h. Para manter o folhetim no ar no Acre - onde, sem horário de verão, a novela era veiculada às 18h -, a Globo precisou acionar a Justiça.



9 - Henri Castelli conquistou a simpatia do público como Hugo, interesse amoroso de Maria Clara. Hugo, a princípio, permaneceria na novela por apenas dois meses. Mas sua bem-sucedida participação determinou a continuidade do personagem e a necessidade de criar um novo romance para Fernando (Marcos Palmeira), então separado da amada Clara. Veio daí a jovem cineasta Tânia, personagem de Lavínia Vlasak - egressa do folhetim anterior, Mulheres Apaixonadas. Tânia, a princípio, atuaria como fisioterapeuta de Inácio (Bruno Gagliasso).

10 - Duas ações de merchandising se destacaram dentre as muitas ocorridas ao longo da trama - Celebridade bateu recorde de inserções comerciais, detido por sua antecessora. A operadora de telefonia Intelig ganhou destaque ao "patrocinar" um game-show do qual Cristiano participa; já a Natura, marca de cosméticos, apareceu inserida num documentário que Fernando realiza nos recôncavos do Brasil.



11 - Mesmo lançada em CD duplo, mais caro, a trilha de Celebridade entrou para o ranking de 20 discos mais vendidos de 2003. A seleção ocupou o 6º lugar; na mesma lista, Mulheres Apaixonadas aparece em 1º e 20º (CD duplo e segundo volume) e Malhação em 8º e 14º (discos nacional e internacional).



12 - Um dos momentos de maior impacto da novela veio acompanhado de fortes emoções nas tramas então exibidas às 18h e 19h. Lineu foi assassinado no capítulo de 17 de fevereiro de 2004. No dia seguinte, enquanto a investigação se desenrolava em Celebridade, os personagens de Chocolate com Pimenta descobriam que Bernadete (Kayky Brito) era um menino criado como menina. Já em Da Cor do Pecado, Bárbara (Giovanna Antonelli) paria Otávio (Felipe Latgé), induzindo Afonso Lambertini (Lima Duarte) a acreditar que o menino era filho de Paco (Reynaldo Gianecchini), herdeiro do magnata supostamente morto; no Maranhão, Preta (Taís Araújo) dava à luz, dentro de um ônibus, a Raí (Sérgio Malheiros), este sim, filho biológico de Paco.



13 - Em 26 de abril de 2004, com 58 de média e 63 de pico, Celebridade bateu seu recorde: era o capítulo em que Maria Clara surrava Laura no banheiro do Espaço Fama. A sequência rendeu ao portal Globo.com cerca de 170 mil acessos no dia seguinte (27), também recorde. Mas foi superada cerca de um mês depois pela nudez de Juliana Paes, na pele de Jaqueline Joy. Já famosa, a subcelebridade simula um assalto para exibir o bumbum desnudo na praia e angariar cliques: foram 34 mil acessos em uma única hora; 190 mil durante todo dia posterior à exibição da cena na TV.

14 - O senador Almeida Lima (PDT - SE) foi apelidado de "Darlene" por seus colegas de trabalho quando subiu à tribuna anunciando ter em mãos graves denúncias contra o então Ministro-Chefe da Casa Civil, José Dirceu - posteriormente condenado por crimes de corrupção. A voz corrente no Congresso era de que Almeida buscava seus "15 minutos de fama".



15 - Dennis Carvalho, diretor geral, revelou em entrevista à Revista Isto é Gente, que exorcizou a morte de seu filho, Guilherme, na sequência em que os pais Fernando e Beatriz recebem a notícia do óbito do jovem Fábio. Guilherme faleceu aos 12 anos, num acidente automobilístico que envolveu também seu irmão gêmeo, Leonardo, e a mãe, Christiane Torloni. Na ocasião, Dennis dirigia O Dono do Mundo (1991), também de Gilberto Braga. O autor só manteve a trama acerca de Fábio em Celebridade após conversar com Dennis; Giba temia entristecer o amigo com os desdobramentos da história.

Leia também: 10 motivos para não perder Celebridade em Vale a Pena Ver de Novo

Leia também: Em 2003, SBT lançou Canavial de Paixões no dia da estreia de Celebridade; relembre trama e bastidores




commentDeixe sua opinião
menu