Em 1983, Censura impediu homenagem a Janete Clair em Vale a Pena Ver de Novo



Uma das mais festejadas autoras de todos os tempos, Janete Clair nunca teve uma trama sua reapresentada em Vale a Pena Ver de Novo, tradicional faixa vespertina de reprises da Globo. A emissora até tentou reexibir a exitosa Pai Herói (1979) à tarde. Mas a censura do governo militar barrou a iniciativa.



A curiosidade consta no livro Beijo Amordaçado - a censura às telenovelas durante a ditadura militar, de Cláudio Ferreira. Segundo a publicação, a Globo solicitou a liberação de Pai Herói para o horário livre dois anos após a exibição às 20h. O pedido, contudo, foi negado. Em 1984, nova investida, também recusada.

O canal enviou ao departamento de censura, então comandado por Solange Hernandes, uma carta explicitando a intenção de homenagear Janete, falecida em 16 de novembro de 1983, com a reexibição da obra, centrada na luta de André Cajarana (Tony Ramos) para limpar a imagem de seu pai, acusado de roubos e assassinatos. Solange, porém, não esmoreceu diante da boa intenção.

A Globo então tentou a liberação junto ao diretor geral do Departamento de Polícia Federal, General Moacyr Coelho. Diante de outra negativa, restou o apelo ao Conselho Superior de Censura. O subprocurador geral da República, Osvaldo Flavio Degracia, não respondeu ao recurso. E a emissora acabou desistindo de reapresentar a novela no 'Vale a Pena'.

Curiosamente, em 1984, a Globo reapresentou outra produção das 20h, tão "forte" quanto Pai Herói: Água Viva (1980), de Gilberto Braga - além de Final Feliz (1982), de Ivani Ribeiro. 'Pai', como se sabe, só voltou às telas em 2016, através do VIVA, convertendo-se na terceira maior audiência da faixa das 23h30; anteriormente, o folhetim foi reapresentado em um compacto de 1h30, na série Festival 15 Anos (1980).

Ainda segundo o livro de Cláudio Ferreira, Pai Herói já havia enfrentado problemas com a Censura em sua exibição original. Pela primeira vez, as chamadas de estreia de uma novela foram avaliadas pelo órgão responsável. E liberadas. Cenas do primeiro bloco de capítulos, contudo, foram vetadas por "exceder a normalidade permitida a tal tipo de diversão".

Leia também: Terras do Sem Fim completa 36 anos; nos bastidores, troca de elenco, audiência baixa e ação da Censura

Leia também: Os bastidores e a grade de estreia da RedeTV!; emissora completa 18 anos




commentDeixe sua opinião
menu