Briga do quinteto central promove boa virada e comprova o talento das atrizes em Malhação - Viva a Diferença


Quando há assunto de sobra para ser comentado sobre uma trama é sinal de que a produção está no caminho certo. Malhação - Viva a Diferença já provou e comprovou isso várias vezes desde a sua estreia, em maio. Após abordagens precisas sobre o uso de drogas na adolescência e racismo, a temporada apresentou uma grande virada na história: o rompimento da amizade do quinteto protagonista. E a cena fez jus ao aguardado clímax.



Cao Hamburger esbanjou criatividade na semana passada, quando resolveu contar o drama de cada personagem em um dia da semana. Para isso, o autor usou o telefonema de Benê (Daphne Bozaski), expondo a tristeza das cinco meninas, plantando a dúvida na cabeça do telespectador a respeito do que teria acontecido com elas. E a 'saga' das explicações começou na terça-feira passada (07/11), com o conflito de Tina (Ana Hikari), sendo obrigada pela mãe a viajar para o Japão após ter sido flagrada com Anderson (Juan Paiva) em seu quarto.

O drama de Lica foi exposto na quarta, com a garota conversando com Tina e contando os problemas que enfrentou no período 'pós-balada em seu apartamento', confessando ainda que beijou Deco (Pablo Morais) em outra 'festinha'.

A quinta foi o dia de Ellen, protagonizando o capítulo mais dramático. A garota se viu mais uma vez humilhada pelas colegas de escola, sendo vítima do preconceito social e do racismo. Aliás, em contraponto ao doloroso momento, a história de sexta-feira foi bem mais leve, tendo Keyla como figura principal, focando na sua eterna indecisão entre Deco e Tato (Matheus Abreu). A mãe de Tonico se viu em um sonho 'futurista', tendo K1 (Talita Younan impagável) como sua fada madrinha.

Já a vez da Benê chegou nessa segunda, fechando o ciclo das principais e marcando o rompimento da amizade. A filha de Josefina (Aline Fanju) contou para as amigas que seu pai (Luciano Pontes) havia voltado e o telespectador acompanhou um pouco a chegada desse deprimente homem, que abandonou a família no passado por não aceitar o 'problema' da filha - ela sofre de Síndrome de Asperger, um grau leve de autismo. Após o desabafo, Benedita insistiu para as demais tocarem sua música junto com ela e não foi atendida por não ter clima para um momento descontraído. Não demorou, então, para uma briga generalizada ser iniciada.

Tina e Ellen discutiram por causa de Anderson, tendo o cancelamento da fuga planejada por eles como foco, implicando na diferença social que os separam. Depois foi a vez de Lica entrar no meio, também sendo chamada de patricinha por Ellen, e revidando através de falas sobre a covardia de Ellen em lidar com os ataques dos colegas da escola particular. Até Benê contar que Fio (Lucas Penteado) beijou Samantha (Giovanna Grigio) na balada de Lica, chocando Ellen.

Já Keyla se indignou quando Deco pegou sua jaqueta com Lica, descobrindo que a amiga ficou com o pai de seu filho em outro momento de bebedeira. Ellen ainda disse que Lica está sempre se apoiando em namorado, droga ou bebida. E Benê, cada vez mais agoniada e tapando os ouvidos por causa do barulho dos gritos, novamente insistiu para tocar sua música (tentando fugir dos problemas), logo depois de jogar verdades na discussão, deixando claro que todas ali estão erradas. Ao ouvir Ellen dizer que ela não era mais criança, Benedita surtou e resolveu acabar a amizade. Todas 'aceitaram' e cada uma tomou seu rumo.

O fim da amizade do quinteto resultou em uma cena de tirar o fôlego, honrando a importância daquele vínculo para o enredo. Afinal, essa temporada não é protagonizada por um casal e, sim, por cinco amigas. O texto de Cao foi primoroso, expondo todas as fraquezas daquelas personagens tão humanas. Ficou claro que ali não existe santinha e nem vilã. Todas têm qualidades e defeitos. Como acontece na vida real.

A direção da equipe de Paulo Silvestrini se mostrou preciosa, valorizando as expressões das intérpretes e o todo da cena, focando quase sempre nas cinco, que estavam próximas, mas se distanciando a cada palavra dita. E as atrizes deram um show, provando novamente o quão talentosas são. Gabriela Medvedovski, Manoela Aliperti, Ana Hikari, Heslaine Vieira e Daphne Bozaski protagonizaram a longa cena (de quase dez minutos) com competência de veteranas, apesar da pouca experiência. Que gratas revelações.

Malhação - Viva a Diferença honra a excelente audiência obtida e a cada semana vem se superando. Tem sido difícil não abordar a temporada em meio a tantos ótimos momentos, valorizando o elenco, os temas e a riqueza das personagens. O fim da amizade das 'five' proporcionou uma sequência grandiosa e marcou uma nova fase da atual trama.

SÉRGIO SANTOS é apaixonado por televisão e está sempre de olho nos detalhes, como pode ser visto em seu blog. Contatos podem ser feitos pelo Twitter ou pelo Facebook. Ocupa este espaço às terças e quintas


Deixe sua opinião


Leia também