Vídeo Game resgata o que Angélica tem de melhor, mas peca pela falta de ritmo



A volta do Vídeo Game, clássico quadro apresentado por Angélica no Vídeo Show, "quebrou" a internet na tarde desta segunda-feira (6). Prova do êxito do formato - que testa os conhecimentos televisivos das celebridades - e da competência da apresentadora diante de um auditório, fazendo aquilo que o Estrelas, já esgotado e com término agendado, a impede de fazer.



Neste regresso, a essência do 'Game' foi mantida. Mas faltou o dinamismo de temporadas anteriores. Apesar do acerto com os convidados - Camila Queiróz, Mariana Santos e Fernanda Souza arrasam na simpatia e espontaneidade (o mesmo não se pode dizer do cantor Thiaguinho) -, o primeiro confronto ficou restrito a apenas uma prova, 'Telinha Direta'.

Há uma infinidade de quadros que poderiam ter incrementado este retorno. Assim como há a famosa 'Prova da Plateia' - responsável por um dos mais inesquecíveis 'Falha Nossa' da "versão original"; veja abaixo -, lamentavelmente excluída deste primeiro programa.



A impressão inicial é a de que tudo foi formatado num prazo muito curto. Não há para esta volta uma justificativa como a que reeditou o Cassino do Chacrinha - 35 anos do programa e 100 anos de Abelardo Barbosa - ou Os Trapalhões - em razão quatro décadas da estreia do quarteto original na Globo. Soa como mais uma tentativa do combalido Vídeo Show de fazer frente ao quadro Hora da Venenosa, do Balanço Geral, de volta à liderança desde a volta da Record à TV paga.

O "novo" Vídeo Game vale, sim, pela memória afetiva - o Twitter parou para acompanhar o retorno - e pelo reencontro de Angélica com o auditório. Articulada e desenvolta, a apresentadora comanda seu público como poucas. Falo por experiência própria. Em 2009, participei da versão do Vídeo Game com anônimos: o domínio de palco da esposa de Luciano Huck me impressionou; tão habituada ao ambiente televisivo, ela praticamente dispensa direção - quando se equivoca, volta atrás e corrige, sem precisar de alerta.

Agora "liberta" do Estrelas, Angélica tem a chance de, quem sabe, "recuperar" o Vídeo Show, com o Vídeo Game ou com outra atração que a deixe próxima ao público. Talvez seja o nome que falta para o vespertino, hoje entregue aos insossos Sophia Abrahão, Otaviano Costa e Joaquim Lopes.

Confira agora os melhores comentários sobre a volta do Vídeo Game; a atração chegou a entrar para os TrendingTopics mundo:




















Leia também: Como a televisão brasileira foi a única a cobrir o enterro de Charles Chaplin, em 1977

Leia também: Não dá pra resistir! 8 motivos para sentir saudade de Pequena Travessa




commentDeixe sua opinião
menu