Record celebra vice-liderança de telejornais em setembro



Na batalha pela vice-liderança, a Record largou em vantagem no que diz respeito ao jornalismo. Enquanto Silvio Santos opera mais uma mudança no SBT Brasil - que já resultou na saída de Kennedy Alencar e implicará na não-renovação com Joseval Peixoto -, o canal de Edir Macedo celebra os índices de seus noticiários em setembro.



Segundo dados da Kantar Ibope, grande parte dos jornalísticos do canal ocupou o segundo lugar em audiência na Grande São Paulo. O gênero jornalismo registrou um aumento de 10% nos números em relação ao mês de agosto, passando de 5,6 pontos de média para 6,1. O share - participação no número de TVs ligadas - também cresceu: de 12,6% para 14,1%, uma alta de 11%.

Entre os destaques, o Balanço Geral Manhã (das 6h às 7h28), com 3 pontos e 13% de share; também o São Paulo no Ar (das 7h30 às 8h55), com 5 pontos e 18% de share. Ambos competem diretamente com o Primeiro Impacto, apresentado por Dudu Camargo e Marcão do Povo, que também angariou mais telespectadores no último mês. Ainda nas manhãs, o Fala Brasil (das 8h55 às 10h), 5 de média e 17% de share.

Pedra no sapato do Vídeo Show, da Globo, o Balanço Geral (de meio-dia às 15h) alcançou 8 pontos de média e 18% de share. Por fim, o Cidade Alerta (entre 16h38 e 18h25), com 7 pontos de média e 12% de share. Aos domingos, o Domingo Espetacular (das 19h30 às 23h16) também abocanhou a vice-liderança, com 11 pontos de média e 16% de share.

O que chama atenção, contudo, é a ausência do Jornal da Record, principal jornalístico da casa, superado pelas novelas infantis do SBT - Carinha de Anjo e Chiquititas. Também o SP Record, tentativa da emissora de "sofisticar" seu jornalismo, que vem esbarrando não só na grade novelística do principal concorrente, como também no Brasil Urgente, de José Luiz Datena, e no Jornal da Band, de Paloma Tocci e Ricardo Boechat.

Leia também: Em setembro, Primeiro Impacto cresce em audiência em todo o país

Leia também: Nos anos 80, Globo e SBT protagonizaram a guerra dos enlatados




commentDeixe sua opinião
menu