Globo Repórter ganha reprises diárias na madrugada



A partir do próximo dia 16, o Globo Repórter, tradicional jornalístico das noites de sexta-feira, ganha uma "segunda janela" de exibição na emissora. Uma coletânea de programas dos últimos cinco anos - sobre economia, saúde e comportamento -, intitulada Seleção Globo Repórter, irá ao ar de segunda a sexta-feira, às 4h, antecipando a faixa de jornalismo do canal, que vai do início do Hora 1, às 5h, até o término Bom Dia Brasil, às 8h50.



Na estreia, a Globo exibe a matéria que concorre ao Emmy Internacional de Jornalismo deste ano na categoria Atualidade, Arte como Passaporte. Veiculado originalmente em junho de 2016, o programa conduzido por Renato Machado mostra como a arte modificou a vida de jovens de comunidades pobres brasileiras, que venceram dificuldade e estão brilhando no Brasil e no exterior.

A reportagem mostra o Instituto Baccareli, que atende mais de 1.300 crianças a partir de 4 anos, na comunidade de Heliópolis, favela mais populosa de São Paulo. Entre eles, a jovem Aline, que fez mestrado em música clássica na Suíça. Ainda, a bailarina Ingrid, que aprendeu a dançar em um projeto da Mangueira e hoje, após um período de adaptação bastante difícil, faz sucesso nos palcos de Nova York.

Vale lembrar que o Globo Repórter já conta com um horário alternativo aos sábados, na Globo News. Também ganhou duas temporadas especiais no VIVA, com reprises de programas dos anos 80 e 90 sobre música e viagem, dentro da faixa Festival Globo Repórter - para a qual Sérgio Chapelin gravou novas "cabeças". Cabe ainda dizer que neste horário agora dedicado ao 'Seleção', o SBT Notícias, boletins noticiosos ao vivo que ocupam toda a madrugada na TV de Silvio Santos, tem batido com frequência a sessão de filmes Corujão.

Leia também: The Voice Brasil necessita de uma reformulação geral

Leia também: Final de semana esportivo tem Fórmula 1, NFL e muitos clássicos pelo mundo




commentDeixe sua opinião
menu