Ótima como Sandra Helena, Nanda Costa rouba a cena em Pega Pega



A atual novela das sete da Globo é um sucesso. Porém, não tem feito por merecer os elevados números de audiência. A trama da estreante Cláudia Souto, dirigida por Luiz Henrique Rios, vem se mostrando boba, sem conflitos interessantes e com um enredo raso demais, recheado de perfis insossos. É um conjunto desanimador. Entretanto, uma personagem vem crescendo cada vez mais na novela e roubando todas as cenas: Sandra Helena (Nanda Costa).



O aumento da importância da periguete não é por acaso. Desde o início, Nanda Costa tem se destacado na trama, dando vida a um dos poucos perfis carismáticos do enredo. O crescimento de sua participação era uma questão de tempo. E agora a intérprete está no auge em virtude da herança que a camareira do Carioca Palace ganhou de uma hóspede, após um longo tempo de forte ligação afetiva que ambas tiveram. Com a morte de Dona Marieta (Camila Amado), a personagem ficou ainda mais milionária.

Afinal, Sandra Helena roubou 40 milhões de dólares da venda do hotel, juntamente com os parceiros Malagueta (Marcelo Serrado), Júlio (Thiago Martins) e Agnaldo (João Baldasserini). Esse, inclusive, deveria ser o mote do enredo, mas acabou se diluindo rapidamente, deixando evidente a limitação da premissa elaborada pela autora.

Os quatro, porém, não gastaram quase nada do fruto do crime para não levantar suspeitas da polícia. Ou seja, só agora a camareira pode ter a vida de perua que sempre sonhou. E essa virada foi ainda mais benéfica para a atriz.

Nanda Costa está mostrando que fica muito mais à vontade na comédia do que no drama. Pela primeira vez o público está podendo acompanhar sua veia cômica, até então desconhecida, que até chegou a ser 'ensaiada' em Império (2014), mas sem sucesso em virtude da falta de destaque do núcleo.

Ela tem protagonizado os melhores (e únicos bons) momentos da novela das sete, conseguindo deixar a sua personagem cativante, mesmo apresentando falhas de caráter. Sua parceria com João Baldasserini é ótima, fazendo do casal o melhor (de longe) do folhetim, rendendo sempre situações engraçadas e com muita química. A separação momentânea deles, inclusive, vem rendendo brigas divertidas.

A rivalidade da periguete com Tânia (Jeniffer Nascimento) é outra situação que valoriza o perfil, expondo uma deliciosa sintonia entre as atrizes. Esse ódio mútuo agora fica maior por causa da riqueza de Sandra, despertando a inveja da camareira e ex-colega.

Já a humanidade da personagem acaba sendo explorada através da sua relação com a mãe, Dulcina (Edvana Carvalho), pois a namorada de Agnaldo nunca suportou ver o folgado padrasto (Aníbal - Edmilson Barros) a explorando, fingindo que está sempre doente e aproveitando para vagabundear e trair a esposa. É interessante observar o lado mais sentimental de uma mulher que parece só se importar com ela mesma. Aliás, o carinho que nutria por Dona Marieta também evidenciava a sua bondade para o telespectador.

A atriz estava precisando dessa oportunidade para mostrar o seu talento após a criticada Morena, mocinha da problemática Salve Jorge, exibida em 2013. A trama de Glória Perez não foi uma experiência feliz para a intérprete, mesmo vivendo a protagonista.

O casal com Rodrigo Lombardi não funcionou, a personagem era irritante e ainda acabou ofuscada pela delegada Helô (Giovanna Antonelli), que virou a heroína do folhetim.

Depois, Nanda esteve na série O Caçador (2014) e acabou em um núcleo avulso na já citada Império. Também participou da reta final de Malhação Sonhos (2015), interpretando a vilã Josefina.

Sua estreia na tevê foi em Cobras & Lagartos (2006) e ainda esteve nas novelas Viver a Vida (2009) e Cordel Encantado (2011). Mas, seu melhor momento até então havia sido no programa Por Toda Minha Vida, onde viveu brilhantemente Dolores Duran, em 2008.

Agora, após vários altos e baixos, Nanda Costa vive uma grande fase na carreira e rouba a cena em Pega Pega. Não é exagero constatar que Sandra Helena vem carregando a novela das sete nas costas. A personagem virou o maior (e talvez único) acerto do enredo de Cláudia Souto, protagonizando os melhores momentos da trama, divertindo o público com um perfil carismático e humano.

SÉRGIO SANTOS é apaixonado por televisão e está sempre de olho nos detalhes, como pode ser visto em seu blog. Contatos podem ser feitos pelo Twitter ou pelo Facebook. Ocupa este espaço às terças e quintas

Leia também: Cenas do próximo capítulo: Walther Negrão renova com a Globo; escalação de elenco movimenta diretores artísticos

Leia também: Correria, mudanças e reações no exterior: tudo sobre os bastidores de Tieta




commentDeixe sua opinião
menu