Cenas do próximo capítulo: Carla Diaz na Globo, Zeca Camargo fazendo novela e o "antes e depois" de Henri Castelli



Duas participações pra lá de especiais prometem agitar os próximos capítulos de A Força do Querer e Os Dias Eram Assim: respectivamente, Carla Diaz e Zeca Camargo.



Após oito anos como contratada da Record, Carla volta à Globo na novela das 21h, retomando a parceria com Glória Perez, com quem trabalhou em O Clone (2001) - como Khadija, a garotinha obcecada por ouro, "inshalá"! Caberá à atriz viver Carine, dona de um salão de beleza que flertará com Rubinho (Emílio Dantas), afrontando a ciumenta Bibi (Juliana Paes) - que deve vingar-se da garota.

Já o apresentador do É de Casa surge na supersérie como apresentador de um festival de música no qual Gustavo (Gabriel Leone) se inscreve como compositor. O convite para participar da produção partiu do diretor artístico, Carlos Araújo. Em 21 anos de Globo, esta é a primeira vez que Zeca, também âncora eventual do Mais Você, participará de uma produção do departamento de teledramaturgia.

I'll be back...

Tal e qual prometeu Maria Altiva (Eva Wilma), criação sua para A Indomada (1997), Aguinaldo Silva está de volta! O autor divulgou ontem (6), em seu Facebook, um vídeo no qual aparece diante do computador, avisando os seguidores a respeito de seu retorno aos folhetins. Um retorno um tanto quanto "nebuloso", digamos.

"Fim das férias... Voltar a escrever. Já estou aqui diante do computador. Mas escrever o quê, afinal de contas? É novela, gente, mas que novela eu não digo, não digo e não digo! Aguardem", fez mistério.

Vale lembrar que, conforme divulgado pela jornalista Cristina Padiglione na última semana, o autor desenvolveu uma segunda sinopse, da qual deve fazer uso caso a Globo não consiga resolver os entraves com relação a O Sétimo Guardião, cuja criação é questionada por um aluno da última MasterClass ministrada por Aguinaldo.





Antes e depois

Quem vê Teodoro Magalhães não vê Ralf. Henri Castelli abandonou o visual do motociclista desleixado de Sol Nascente, encerrada em março, para surgir todo engomadinho na próxima novela das 18h, Tempo de Amar, com estreia prevista para 26 de setembro, uma terça-feira.

Henri gravou suas primeiras cenas na última semana, no Theatro Municipal, Rio de Janeiro. Teodoro, o personagem em questão, está mais para Gabo, vilão de I Love Paraisópolis - também de Alcides Nogueira, autor de Tempo de Amar -, do que para Ralf.

Trata-se de um deputado reacionário, corrupto, arrogante e devasso, que tenta violentar a protagonista Maria Vitória (Vitória Strada) durante a viagem de navio que os trazem de Portugal. Teodoro não vai sossegar enquanto não se vingar da moça que o rejeitou, apaixonada por Inácio (Bruno Cabrerizo), também perseguida por Fernão (Jayme Matarazzo).



Clássico da literatura inglesa no horário das 18h

Na sequência de Tempo de Amar, a Globo exibirá Orgulho e Paixão, novela de Marcos Bernstein, autor de Além do Horizonte (2014). A trama, ambientada na fictícia Vale do Café, interior de São Paulo, terá em seu núcleo central uma mãe que sonha em casar as cinco filhas. A inspiração veio de Orgulho e Preconceito, clássico literário da inglesa Jane Austen.

Na obra, a senhora Bennet precisa desposar suas "crias" para evitar que o patrimônio da família vá parar nas mãos de seu primo Mr. Collins - uma vez que só os varões eram autorizados a receber heranças. A chegada de dois jovens abastados à região coloca em polvorosa Bennet e as meninas.

O início das gravações de Orgulho e Paixão está previsto para janeiro. Ainda não há nomes definidos para o elenco, que será dirigido por Fred Mayrink, de Haja Coração (2016).

Com informações dos jornalistas Carla Bittencourt (Extra), Gabriel Perline (Estadão) e Patrícia Kogut (O Globo).

Leia também: Os bastidores de Presença de Anita, de Manoel Carlos; "primeira versão" da minissérie foi suspensa na década de 90

Leia também: Giro das emissoras: Xuxa se transforma em Marilyn Monroe no Dancing Brasil




commentDeixe sua opinião