Equipe do SBT é agredida ao tentar registrar audiência sobre prisão de prefeito; confira o vídeo



A manhã de terça-feira (1º) não foi nada agradável para o repórter Márcio Adalto e para o cinegrafista Ever Centurion, da equipe do SBT Interior - da afiliada do canal que cobre a região de Araçatuba, Presidente Prudente e São José do Rio Preto. Os dois foram agredidos por um sargento da Polícia Militar, Itamar Cesar de Oliveira, enquanto cobriam a primeira audiência acerca da prisão do ex-prefeito da cidade de Urânia, na região de Jales.



Francisco Airton Saracuza (PP) foi preso após uma operação do Ministério Público e da Polícia Federal de Jales. A equipe do SBT Interior registrava a chegada do ex-prefeito ao fórum da cidade, quando um PM impediu a gravação. Ele ainda jogou o celular do repórter no chão. A ação foi registrada por populares. "Em toda a minha carreira nunca passei por isso. Foi um absurdo, um desrespeito com a liberdade de imprensa", disse Márcio, ao site do canal.

Também ao site, a PM afirmou que, "foi incumbida" pela juíza responsável pelo caso a orientar a imprensa "para se absterem de colher imagens das pessoas que participavam da audiência". E que a via de acesso ao fórum estava interditada em 100 metros. Diante da insistência, o policial abaixou a câmera e tentou retirar o celular das mãos do cinegrafista, que continuava gravando os acontecimentos. A Polícia Militar afirmou que a conduta do sargento será avaliada por meio de procedimento administrativo.

O SBT Interior também se manifestou por meio de nota. Afirmou repudiar "qualquer ato violento que interfira na liberdade de imprensa de qualquer veículo de comunicação, seja provocado por civis ou por qualquer agente de segurança do estado em local público".

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) prestou solidariedade ao repórter Márcio Adalto e ao cinegrafista Ever Centurion.

Confira o vídeo:

Leia também: Fora do SBT, Hermano Henning acerta com a TV Câmara de Guarulhos

Leia também: Há 41 anos, Globo estreava nova programação dominical para suprir saída de Silvio Santos




commentDeixe sua opinião
menu