Há 41 anos, Globo estreava nova programação dominical para suprir saída de Silvio Santos



Há exatamente 41 anos, no dia 1 de agosto de 1976, a Rede Globo vivia uma situação insólita: era o primeiro domingo sem o Programa Silvio Santos ocupando boa parte da grade de programação da emissora. A Globo de São Paulo, inclusive, vivia uma situação inédita, já que sempre exibiu a atração, herdada da TV Paulista - o Rio de Janeiro passou a acompanhar a partir de julho de 1969.



Para suprir a falta do animador, que levou seu programa para a emissora própria no Rio, a TVS, e também a Tupi em nível nacional, a Globo montou uma nova grade, recheada de novidades. A primeira estreia aconteceu ao meio-dia com a série O Planeta dos Macacos - episódio A Fuga do Amanhã.

Em seguida, às 13 horas, estreou o jornalístico Domingo Gente, que trazia perfis de diversas pessoas, famosas ou não. A atração, que durou pouco, debutou com histórias de Paulo Gracindo, Carlos Cachaça, Carmem Miranda, Heloisa Millet, jogadores que disputaram a Copa de 1950 e humoristas.

Às 14 horas, foi a vez do Esporte Espetacular, com matérias especiais nacionais e estrangeiras, gols da rodada, competições ao vivo da Olimpíada de Montreal (Canadá), que terminava naquele dia, entre outros. Apresentação de Leo Batista, J. Hawilla e Ciro José.

O paranormal Uri Geller, fenômeno naquela época, fez demonstrações ao vivo diretamente do Teatro Globo de São Paulo das 16 às 17 horas, a cores. Às 18 horas, a já tradicional parada de sucessos Globo de Ouro contou com Ângela Maria, Terry Winter, Gilberto Gil, João Nogueira, Wando, Belchior, Erasmo Carlos, Wanderley Cardoso e, claro, Roberto Carlos para puxar a audiência.

As mais aguardadas estreias foram os programas Moacyr TV, com Moacyr Franco e Pepita Rodrigues, às 17 horas, e Oito ou Oitocentos, às 19 horas, com Paulo Gracindo.



O primeiro tinha como objetivo maior revelar novos talentos para as novelas da Globo, dando ao vencedor um papel em uma trama e um carro zero quilômetro. Também tinha games, musicais e quadros humorísticos, como erros de gravação.

O outro era um quiz show, com perguntas e respostas. Os candidatos poderiam ganhar um prêmio de até 800 mil cruzeiros, durante 17 semanas, divididas em três etapas. Logo no primeiro programa participou Mario Autuori, diretor do Jardim Zoológico de São Paulo, que ganhou a torcida de todo o Brasil ao responder sobre formigas.



A partir das 20 horas, a grade continuava como antes, com o Fantástico - às 22horas, excepcionalmente, foi exibida a cerimônia de encerramento da Olimpíada.

A saída de Silvio Santos da Globo foi comemorada pela imprensa da época. Nada contra o apresentador, mas praticamente ele era a única opção existente naqueles tempos de poucos canais. Como era líder absoluto, as demais estações dificilmente se metiam a concorrer com ele.

No jornal O Globo, o crítico Artur da Távola gostou das novidades: "Hoje a televisão começa uma nova etapa de sua vida. Um importante desdobramento do mercado, revelador de tendências e preferências se estabelecerá. Não deixa de ser animado. É bom para nossa televisão, pois o que antes era apenas um programa forte, num canal forte, agora serão dois mercados de trabalho e uma disputa da qual inevitavelmente surgirão algumas fórmulas originais".

O jornalista explicou as semelhanças entre as grades da Globo e da Tupi a partir de então:

"A Globo montou um tipo de programação com a finalidade de neutralizar os piques de Silvio Santos, com atrações de idêntico corte, engordadas por uma infraestrutura de produção capaz de permitir uma variedade existente no agora competidor, que é obrigado a ficar fixo num estúdio e não pode mais contar com os atores e atrizes do elenco de novelas da Globo.

Assim, na hora do pique de Silvio Santos, às sete da noite, com aquele programa de perguntas, a Globo jogou o Paulo Gracindo e prêmios altíssimos. Bem mais cedo, quando Silvio entrevista artistas para saber "quem sabe mais, o homem ou a mulher", a Globo colocou o seu Globo Gente. E no miolo da programação haverá o Moacyr Franco apoiado por uma grande base de produção, trechos de novelas, artistas do elenco global, etc.

O mais serão duas horas de Esporte Espetacular, este sim o primeiro resultado concreto e interessante dessa competição. O resto é muito bonitinho, divertido, distraído, útil ao lazer etc., mas é repetição de fórmulas manjadas (menos o Globo Gente), estratégia típica de uma primeira fase destinada a neutralizar o adversário".

Após sua saída da Globo, Silvio Santos se tornou uma pedra no sapato da emissora, continuando a liderar a audiência aos domingos por muitos anos, inclusive a partir de 1981, com a criação do SBT.

Ao longo dos anos, foram testados diversos formatos, exibidos séries, filmes, humorísticos e programas, como o Vídeo Show, que estreou aos domingos. A situação só começou a mudar em 1989, quando a Globo contratou Fausto Silva, que assumiu o Domingão do Faustão e controlou a situação.

Leia também: Morre compositor de "Silvio Santos vem aí" e outros jingles inesquecíveis

Leia também: Saiba como Silvio Santos bancou a estreia de Chaves no SBT na década de 80




commentDeixe sua opinião
menu