Confira como fica a programação local da Record com a reprise de Os Dez Mandamentos



Como noticiado aqui pelo TV História, a Record anunciou que a reprise de Os Dez Mandamentos terá a sua estreia na próxima terça-feira, 25 de julho, junto com o telejornal SP Record, que será veiculado após a novela, na faixa das 19h.



Com isso, a edição nacional do Cidade Alerta deixará de ser exibida para aquelas praças que têm as suas versões locais do programa, que agora irão ao ar de 16h50 a 18h15, antecedendo a trama bíblica. É mais um espaço local de jornalismo para as afiliadas da emissora.

É uma ótima oportunidade para que as afiliadas conquistem um expressivo público no horário, já que a concorrência - com exceção da Band e RedeTV! em algumas praças - não exibe conteúdo local.

Para preencher essa faixa, pautas policiais, temas factuais relacionados à mobilidade como trânsito, transporte público e até a situação do tempo, na minha opinião. Esses temas podem muito bem ser tratados na grande maioria das praças, chamando muito a atenção de quem está "zappeando" pelos canais, já que nessa faixa há uma grande troca de público entre as emissoras.

Aproveitando isso, a audiência pode ser bastante favorável e expressiva, fazendo a entrega para a Os Dez Mandamentos ser muito boa.

A proposta dos telejornais locais da faixa das 19h também é bastante interessante. Nessa semana, foi divulgado nas redes sociais um "teaser" do novo SP Record, que terá a apresentação de Carla Cecato. Algumas caras novas puderam ser vistas no vídeo, além de promessas como prestações de serviço.

Mas isso pode não significar um bom desempenho da grade. Como publicado na última quinta-feira pelo nosso editor-chefe Gabriel Vaquer, que escreveu sobre Os Dez Mandamentos e questionou a necessidade da sua reprise, existe um grande risco de sua audiência ser baixa. Isso pode claramente prejudicar os telejornais locais que vêm em seguida e também a estreia de Belaventura, que promete ser uma boa trama.

Mesmo com a ausência da Record nas operadoras de TV por assinatura em São Paulo e Brasília, por exemplo, o desempenho de A Escrava Isaura é considerado bastante satisfatório. Já O Rico e Lázaro, considerada o carro-chefe das novelas da emissora, tem grande dificuldade de passar dos 11 pontos de média geral.

Caso o desempenho baixo da reprise bíblica se concretize, será muito maléfico não só para o desempenho da emissora em São Paulo, mas sim no PNT (Painel Nacional de Televisão, que reúne a audiência das quinze principais cidades do Brasil), já que praças como Belo Horizonte e Salvador têm atualmente edições locais do Cidade Alerta com grande audiência, e que são veiculadas atualmente no horário que será ocupado por ODM.

Uma quebra de regularidade na grade pode abrir uma grande possibilidade para a Record perder o seu posto de vice-líder - que, aliás, é bastante disputado com o SBT - e até pode fortalecer a Bandeirantes, que tem o Brasil Urgente como uma das maiores audiências da casa, justamente no horário do fim da tarde.

Pessoalmente, torço muito pelo sucesso dessa nova programação noturna da Record. Não por gosto pessoal, mas sim pela estabilidade da grade da emissora e também por gostar de ver variedade nos canais. Além disso, nenhum telespectador se sente confortável em assistir a uma emissora que tem constantes mudanças em sua programação.

JUAN ROMERO é estudante de jornalismo. Gosta de esportes, política, bicicletas e de falar sobre o mundo televisivo, especialmente o local. Contatos podem ser feitos pelo Twitter, pelo Facebook ou pelo e-mail juan@tvhistoria.com.br. Ocupa este espaço às quintas

Leia também: A surpresa do ano: possível saída de Evaristo Costa da Globo choca colegas e público

Leia também: Giro das emissoras: Globo transmitirá Grand Prix de Vôlei nesta semana; Filial da Record dá detalhes de novo jornal local




commentDeixe sua opinião
menu