Histórias do Esporte #2: há espaço para o Datena nos canais esportivos da TV fechada?



Olá, me chamo Brenno Henrique e sou fã de esportes, mídia esportiva e acompanho há anos programas e eventos seja pela TV aberta, fechada e internet. Estarei semanalmente escrevendo sobre isso aqui no TV História. Você vai ver algumas notícias da semana, acontecimentos em programas e canais, opiniões e lembranças que deixaram saudades.



Globo, Brasileirão...

A Globo está adotando uma maneira um pouco diferente dos anos anteriores em relação à divisão de jogos. Vou explicar: até ano passado, um jogo mostrado pelo Campeonato Brasileiro Série A, só não era exibido para a cidade da partida, exceto, claro, quando transmitido um jogo praça-para-praça, como um clássico paulista (aliás, é muito raro um clássico fora de SP ter TV aberta).

Um exemplo recente aconteceu na rodada do meio da semana passada, onde Vitória X Vasco se enfrentaram. Esse jogo, normalmente, passaria para a Bahia, exceto Salvador. Porém, foi exibido Palmeiras X Corinthians para todo o estado baiano.

Já na primeira rodada, algo diferente também aconteceu. Cruzeiro X São Paulo foi para SP e Belo Horizonte, enquanto o restante de Minas ficou com Palmeiras X Vasco. Normalmente, seria o inverso.

Os mineiros estão num veneno e com razão. Neste domingo (16), Cruzeiro X Flamengo foi exibido para quase toda rede e Minas Gerais ficou com Chapecoense X São Paulo. Não fez sentido algum essa transmissão para o estado. Além de ter sido um jogo com interesse local (SP) - nem Santa Catarina viu -, a partida do Mineirão era muito mais interessante, principalmente por ser Cruzeiro. Ninguém entendeu essa escolha.

Ainda teve Atlético-GO X Atlético-MG exclusivo do Premiere, mas vale lembrar que são exibidos três jogos por rodada na TV aberta, sendo um para RJ, um para SP e o outro regionalizado que varia de rodada em rodada entre as emissoras da rede. Desta vez, foi priorizado Vasco X Santos para a TV Tribuna.

Obviamente, coisas assim já aconteceram vez ou outra ao longos dos anos, principalmente pela importância da partida e/ou para atender à grade local. Porém, em 2017 há vários exemplos e parece apenas uma estratégia da emissora para vender Pay-Per-View.

RedeTV e Oi TV

Se você é assinante da Oi e recentemente tentou acompanhar a Série B via operadora, não conseguiu. Pois pelo quarto sábado consecutivo o sinal foi bloqueado para todo o Brasil e não apenas para o estado do time mandante. Não vem acontecendo em outras operadoras de Cabo ou DTH. É um problema isolado da operadora. A maioria dos jogos era do Internacional.

Fox Sports

Nas últimas semanas, tem sido Gustavo Villani na apresentação do A Última Palavra no lugar de Benjamin Back. Parece definitivo.

Sem muito alarde e com poucos anúncios da novidade na grade, a emissora adquiriu meses atrás os direitos da Fórmula V8 3.5, que eram do Esporte Interativo.

Falando em velocidade, Sergio Lago faz muita falta nas narrações. Quem é fã da Nascar sabe que ele é a voz da categoria no Brasil há mais de dez anos. Lago foi demitido ano passado e, desde então, as transmissões de automobilismo contam com Thiago Alves, Felipe Motta e Hamilton Rodrigues. Mas outros chegaram. O lendário Edgard Mello Filho, que era apenas convidado especial, este ano foi fixado como comentarista. Ele teve um papel mais que importante na chegada das transmissões da Nascar aqui no Brasil. Isso ainda lá na época da TV Manchete e Rede OM.



Ainda no campo de demissões, João Antônio de Carvalho anunciou em sua página oficial do Facebook, em 8 de junho, que também não faz mais parte do canal. Aí está um profissional admirável. Além de repórter e produtor, ele simplesmente entende de todos os esportes. Foi assim nas Olimpíadas 2016, na qual era comentarista de tudo. De futebol até tênis, de vôlei até esgrima. Além do seu histórico que não me deixa mentir.

Na ocasião, a repórter Lara Mota também saiu. A própria anunciou através de seu perfil no Twitter. Ela cuidava dos times de SP.

O canal comete alguns erros bobos em suas chamadas e GCs. As chamadas do Bom dia, Boa tarde e Boa Noite Fox levam o selo de AO VIVO e EXCLUSIVO. O narrador não menciona a exclusividade, apenas aparece a informação na tela.

Na época do O Melhor do Fox Sports, ainda com Ricardo Martins, Livia Nepomuceno, Karine Alves e posteriormente com Daniela Boaventura e Letícia Datena, também ocorria isso, mas de forma correta: o Programa era exibido apenas no Fox Sports 2. Ou seja, era exclusivo do segundo canal, então merecia o selo.

Esporte Interativo

Mariana Fontes não teve seu contrato renovado... O Melhor Futebol do Mundo, já nesta segunda-feira (17), teve Luis Felipe Freitas no comando.

Tem se tornado uma boa opção nas quintas-feiras na faixa noturna o No Ar com André Henning. Sempre boas entrevistas, convidados relevantes e, o melhor, quase sempre ao vivo. O que é excelente. André vai muito bem na postura de entrevistador. Neste ano passaram por lá Milton Neves, Leila Pereira, Denílson, Zico, José Trajano e outros.

Henning, aliás, vem constantemente convidando no ar através do +90 a presença do presidente do São Paulo FC, Leco. Ao lado de Rogério Ceni, é talvez quem mais a imprensa esteja tentando uma entrevista devido aos fatos recentes.

Você já deve ter visto essa tela abaixo:



É o Arquibancada EI. Transmissões do Brasileirão com o jeitão do rádio junto com um tempo real com algumas informações da partida. Uma boa para quem não assina o PPV, já que a maioria dos jogos "transmitidos" são os exclusivos do Premiere. O mais recente levado ao ar nesse estilo foi Fluminense X Botafogo, na última quarta (12), às 21h. Alguns anos atrás, EI e ESPN já tinham feito algo semelhante com jogos da Seleção Brasileira.

(Em 2017 começou apenas na página do canal no Facebook, inclusive com jogos da Libertadores. Depois foi levado para a TV).

Vai entender: quando o canal reformulou a programação, em janeiro de 2017, no seu aniversário de dez anos, o Resenha Esporte Clube simplesmente sumiu da grade do até então EI Maxx 2. Ele era feito ao vivo de Recife e, após ser reformulado, foi transferido para os estúdios do Rio de Janeiro.

Com isso, o programa ficou restrito ao sinal analógico do Esporte Interativo BR na parabólica. Ou seja, cenários e vinhetas novas, tudo novinho para ser visto com chuviscos e imagem ultrapassada. Não faz sentido.

Claro que a atração é voltada para os telespectadores nordestinos e também aos torcedores que não residem mais lá e querem saber do seu clube, pois são pouquíssimos os programas nacionais que falam dos times da região. Sabe-se também que esse tipo de sinal analógico nas parabólicas ainda é bem comum, principalmente no Nordeste. Mas a atração poderia também ter seguido no Esporte Interativo BR da TV paga ou no EI 2. Deveriam repensar isso, mesmo que essas mudanças já tenham quase 7 meses.

Após o Bem, Amigos! ter copiado o Arquibancada Virtual, dessa vez o quadro Mano a Mano também ganhou um irmãozinho, agora pelo Fox Sports Rádio. Não é totalmente igual, mas é clara a semelhança. EITA!

Ludy Landucci participou algumas vezes do +90, sempre às sextas. O programa que já tem um toque de humor por si só ficava ainda mais engraçado nessas ocasiões. As imitações de Alexandre Praetzel do Craque Neto e do treinador Cuca são sensacionais.


Landucci de Cristiano Ronaldo, em junho, antes da final da Champions League

A mídia esportiva agradece aos minutos de acréscimos, Alex Müller. Que alegria, hein!!

ESPN e mais...

Igual aconteceu na temporada passada, as chamadas da Premier League, antes do início das transmissões, não citavam o badalado campeonato como exclusivo. Isso na época até levantou especulações de um possível sub-licenciamento para o SporTV. Como se sabe, não ocorreu.

As atuais chamadas também não falam em exclusividade. Apesar que, além de bem feitas, deixam claro que a ESPN é a casa do Campeonato Inglês no país e ressaltam um texto do diretor-executivo da Liga, dizendo que o canal faz um excelente trabalho da Premier League no Brasil.

Apesar de não acreditar que vão abrir mão, faz falta. Na época da dobradinha com o Fox Sports, tinham-se mais opções dos jogos ao vivo na TV e não no streaming do Watch ESPN como ocorreu em 2016/2017. Seja com qual canal for, um campeonato desse nível merece estar em dois grupos televisivos. Assim sendo, sobram mais canais e cada um com seus jogos exclusivos.

Em tempos de direitos de transmissão cada vez mais inflacionados e, consequentemente, caros, defendo que duas redes entrem juntas, sempre que possível, na disputa de quaisquer que forem os direitos de grandes eventos, principalmente internacionais.

Dividindo assim a oferta e custos e, no final, os jogos. Basta olhar o bom exemplo do Campeonato Espanhol, Italiano, Alemão, Liga Europa e mais recente Libertadores, Sul-Americana e Copa do Brasil entre Fox/Globosat. Todos saem ganhando, principalmente o consumidor final, que sempre deveria ser priorizado, mas nem sempre é.

No caso do Inglês, só a ESPN saiu ganhando, apesar de ter bancado tudo sozinha. Como qualquer empresa, ela visa lucros (neste caso, com mais anunciantes e forçando a assinatura de todos os seus canais), então de certa forma temos que entender: ela só fez a sua parte.

Momento opinião sobre o Datena (mas calma, ninguém morreu aqui)

Não é de hoje que o apresentador reclama no ar que está cansado de mostrar tragédias, sangue e bandidagem pelo Brasil Urgente. Apesar de muitos anos no posto e ter se acostumado, ele cansou. Há anos é possível ver reclamações ao vivo, inclusive em junho passado. Você provavelmente deve saber que ele carrega ampla experiência no jornalismo esportivo, como no começo da carreira e nos últimos anos transmitindo jogos, inclusive da Copa do Mundo pela Band e pelo BandSports. Lá ele até teve um programa com o ex-jogador Branco, que não durou muito.

Pois bem, acho que já sabe aonde quero chegar. Datena encaixaria muito bem em algum canal fechado, principalmente como narrador e também nos programas da casa, seja no Fox Sports ou no Esporte Interativo. E os outros? Sinceramente, não parece muito a "cara" de SporTV e ESPN. Mas não é impossível.

Se sou alguém destes canais, procuro José Luiz Datena para conversar, ver sua situação contratual com a Band e se esse seria um desejo seu. Pois também se comenta que ele gostaria do entretenimento.

E você, o que acha? Gosta da sua narração? Acha que ele daria certo largando o policialesco, migrando de vez para o esporte e narrando na TV fechada? Quero saber sua opinião nos comentários.

GOOOOOOOLLL, É GOOOOOOOLLL DE PORTUGAAAAAAAAAAAL!!!!!

Eder Luiz, Ivan Zimmermann e Paulo Bonfá

- Eder
Se você assistia ao Brasileirão na Record (até 2006), Eurocopa e torneios olímpicos por lá, ou até mesmo partidas dos campeonatos europeus pelo Esporte Interativo ainda na época de parceiras com a Band e RedeTV... E, para os mais antigos devido às transmissões dos anos 80, provavelmente deve ter a mesma opinião que a minha.

Ele faz muita falta na TV. Passava uma emoção muito grande, principalmente nos tempos de Record. Mais um que caberia muito bem nos canais fechados. Em 2012, pipocaram algumas notícias que o Fox Sports o procurou antes da inauguração do canal. Em 2015, inclusive, foi convidado do Boa Noite Fox.

- Ivan
Demitido do BandSports em 2016 e do Grupo Bandeirantes em 2017, esportes americanos são com ele.

Com muitos bordões e alegria, deixa qualquer jogo chatinho bom de se ver.
Fez NFL com Silvio Santos Jr. e Paulo Mancha, Copa do Mundo, Basquete Universitário e VTs da LFL (?° ?? ?°). E, claro, muito, mas muito mais ao longo da carreira.

- Bonfá
Já desde o saudoso Rock Gol da MTV, este deixa até campeonato de ping pong com vontade de ser assistido. No Grupo FOX teve o Fox Para Todos nas noites de segunda e está no ar no NatGeo.

Mas o motivo de ser citado, é que ele também fez algumas narrações de futebol por lá. Como esquecer das transmissões alternativas da Copa do Mundo 2014 no Fox Sports 2? Foi hilário. Até o Geraldo Magela comentava.
Numa rápida pesquisa na internet, você encontra o áudio do não muito saudoso 7x1. Até a nossa tragédia nos gramados ficou engraçada narrada por ele.

Fez também, mas infelizmente só em VT, jogos da Libertadores e Sul-Americana, além do Campeonato Belga e Escocês.

Que se repita o expediente na Copa 2018, pois narrar os campeonatos já faz algum tempo que não faz e me parece que não irá novamente. Uma pena.
No final de junho foi convidado do Bate-Bola Debate.

Até a próxima!

Sugestões, correções, críticas ou até mesmo me mandar um vírus?
twitter.com/Brehenrique_
facebook.com/brenno.hen
Por cartas também!

Leia também: Giro das emissoras: Globo irá transmitir votação de denúncia contra Temer; Chris Flores assina com Discovery

Leia também: Após 18 anos do fim da Rede Manchete, Amilcare Dallevo não cumpriu o prometido aos funcionários da emissora




commentDeixe sua opinião
menu