No episódio 100 do MasterChef Brasil, bolo muito seco decreta a eliminação de Fabrizio da competição



Em noite de comemoração pelo 100º episódio do "MasterChef" no Brasil, o publicitário baiano Fabrizio Barata deixou a disputa pelo título de melhor cozinheiro amador do país. Ele se tornou o 16º eliminado da atual temporada do programa, restando apenas sete candidatos na competição.



O episódio desta terça-feira (11) foi o último com prova em grupo desta edição e começou com uma viagem gastronômica. Os participantes conheceram alguns pratos das culinárias da Síria, do Congo e do Haiti. Os sabores exóticos dos novos estrangeiros do Brasil serviram de inspiração para os competidores, que deveriam se dividir em dois grupos e montarem uma releitura dos pratos com uma cara muito mais brasileira.

No momento da divisão dos grupos, Michele teve o direito de escolher quem deveria ser o líder da equipe rival. A candidata selecionou a concorrente Miriam com a justificativa de que ela não trabalha bem em grupo e seria melhor pra ela ver a rival no outro grupo. Liderando a equipe vermelha, Michele optou por Leonardo, Walter e Fabrizio. Na equipe azul, Miriam escolheu Deborah, Vitor Bourguignon e Victor Vieira.

Logo no início da prova, os dois grupos tiveram muita dificuldade de entender o objetivo da prova, fazer uma releitura dos pratos estrangeiros com um toque brasileiro. Após alguns toques dados pelos jurados, indicando que as equipes estavam indo para o caminho errado, os times vermelho e azul fizeram algumas mudanças pontuais em seus cardápios, o que agradou os chefes.

O time azul optou por fazer um picadinho de cordeiro com arroz aromático como prato principal e um bolo de especiarias com calda de laranja como sobremesa. A equipe vermelha escolheu kafta de cordeiro e alcatra com salada de feijão e torta folhada de maçã e nozes com creme inglês de sobremesa.



O prato criado pela equipe vermelha venceu a votação feita com os haitianos, sírios e congoleses que provaram os pratos, mas não a avaliação dos chefs. Paola, Jacquim e Fogaça acharam que o prato do time de Miriam tinha muito mais gosto de prato brasileiro do que o prato do grupo liderado por Michele, o que decretou a vitória do time de Deborah, Vitor Bourguignon, Victor Vieira e da líder Miriam.

A prova de eliminação foi especial para o programa. Em comemoração aos 100 episódios de MasterChef Brasil, os participantes deveriam lutar pela permanência no programa fazendo um bolo em 105 minutos. Leonardo optou por fazer um bolo de cappuccino, Valter escolheu preparar um bolo de morango com cobertura de merengue, Michele também arriscou no morango, porém, na versão naked cake, e Fabrizio apostou em um bolo de chocolate com frutas.



Mesmo sem muita intimidade com confeitaria, Valter se destacou na prova e foi o primeiro a subir para o mezanino. Mesmo com algumas falhas, o bolo de Michele também foi aprovado pelos chefs e ela escapou da eliminação.

Entre Leonardo e Fabrizio, os chefs eliminaram Fabrizio, por acharem que o bolo do competidor estava muito seco, apesar de ser mais bonito que o bolo de Leonardo. Ao sair do programa, o baiano destacou a difícil chegada em São Paulo e como participar do programa valeu a pena para ele. Fabrizio ainda destacou que Leonardo é, na visão dele, o grande favorito ao título do MasterChef Brasil.



Fotos: Carlos Reinis/Band

Leia também: Globo começará a intervir em afiliada na Bahia em agosto; demissões estão previstas

Leia também: Morre, aos 75 anos, a atriz Maria Estela, famosa por novelas da Tupi e Record nos anos 1970




commentDeixe sua opinião
menu