Em 1997, Silvio Santos queria Cid Moreira para substituir Boris Casoy no SBT



O "boa noite" mais famoso da televisão brasileira, pronunciado diariamente por décadas no Jornal Nacional, poderia ter sido visto também do SBT. Em junho de 1997, Boris Casoy deixou o SBT e, consequentemente, a apresentação do TJ Brasil. Sabe quem Silvio Santos queria para o lugar do âncora? Cid Moreira, que havia deixado a bancada do JN um ano antes e, naquela ocasião, dava expediente no Fantástico.



A Folha de S.Paulo de 26 de junho de 1997, em texto de Cristina Padiglione, anunciou que o veterano locutor poderia pintar no SBT: "A direção do SBT não parece tão propensa a recorrer a soluções caseiras para definir o destino da cadeira que Boris Casoy deixará vaga no TJ Brasil. E como convém atirar para todos os lados, a lista de cotados inclui o dono do "boa noite" mais tradicional da TV brasileira. Moreira não confirma nem nega que teria recebido uma proposta do SBT nos últimos dias. Só reforça que tem contrato com a emissora de Roberto Marinho até 2001 e uma eventual rescisão implicaria multa bem mais alta do que esta que a Record está bancando para tirar Casoy do SBT", relatou a jornalista.

Dias antes, em 21 de junho de 1997, a mesma Folha de S.Paulo divulgou uma lista de profissionais que teriam sido sondados pelo SBT para a vaga: Paulo Henrique Amorim, que estava no Jornal da Band e disse que não tinha a menor intenção de romper seu contrato; Chico Pinheiro, que havia sido âncora da Record até 1995 e estava no Bom Dia São Paulo, da Globo; e Lilian Witte Fibe, que apresentava o Jornal Nacional ao lado de William Bonner desde 1996 - e seria substituída por Fátima Bernardes no ano seguinte, voltando ao Jornal da Globo.

Dentro do próprio SBT também existiam especulações: Eliakim Araújo e Leila Cordeiro, do Jornal do SBT, que disseram que estarem satisfeitos com o horário e que teriam que formatar um novo produto se assumissem a bancada (o que realmente aconteceu, com o Jornal do SBT/CBS Telenotícias, pouco tempo depois) e Marília Gabriela, que comandava o semanal SBT Repórter.

Mas nenhum dos postulantes foi confirmado. Como se sabe, Boris Casoy estreou no Jornal da Record em 14 de julho de 1997, ficando na posição até o final de 2005.



Sem seu âncora original, o TJ Brasil não teve o mesmo fôlego e seguiu no ar até o dia 26 de dezembro do mesmo ano, com apresentação de Hermano Henning.

Leia também: Sem perceber, Dudu Camargo pode estar acabando com qualquer chance de futuro que tenha na TV

Leia também: Hermano Henning prepara piloto de atração para o SBT, que confirma negociação




commentDeixe sua opinião
menu