Jornal de afiliada da Globo completa cinco anos e apresentadores leem críticas ao vivo durante edição especial



Quando alguma atração ou telejornal faz aniversário, é bem comum que se produza uma edição especial e que a maioria dos telespectadores enviem comentários elogiosos ao serviço prestado pela TV.

Completando cinco anos nesta segunda-feira (26), o telejornal Link Vanguarda, apresentado pela TV Vanguarda, afiliada da Globo no interior de São Paulo pertencente à Boni, ex-mandatário da emissora carioca, abriu um bom tempo de sua edição de aniversário para expor críticas ao programa.



Os apresentadores Rogério Corrêa e Elisa Veeck - o outro âncora do telejornal, Carlos Abranches, saiu do estúdio na data especial - começaram a ler mensagens de telespectadores, como forma de engrandecer o programa.

"Nós pedimos para vocês mandarem mensagens dizendo o que não gostam no jornal porque queremos melhorar cada vez mais", disse Rogério, em uma das passagens.

As críticas foram variadas: uma espectadora reclamou da forma como a previsão do tempo é apresentada, outro disse que o logotipo da emissora durante o jornal é irritante porque fica girando e chama mais atenção que a reportagem.

Mas, a mais engraçada, ou talvez a mais corajosa crítica de se colocar no ar, foi a de um espectador que afirmava ficar incomodado com os apresentadores, que "falam demais" durante o jornal. "Olha, prometo que daqui para frente vou ficar quietinha", brincou Elisa Veeck.



O Link Vanguarda mistura informação com participação nas redes sociais. É um dos únicos jornais de afiliada da Globo que fala nomes de redes sociais como Facebook e WhatsApp sem pudor, diferente da rede, que os evita.

Leia também: Band e Pânico são condenadas a pagar indenização para homem ofendido pelo Pagode da Ofensa

Leia também: Datena diz no rádio que não vai mais atuar como narrador esportivo no Grupo Bandeirantes




commentDeixe sua opinião
menu